DiarioCoimbra / Vitalis / Coimbra Open Cup - 1ª Etapa Camarneira

#1
Bem coube-me a mim abrir o percurso
na minha velhinha Dt50 (fez-se o possível)
Cabe-me a mim abrir este rescaldo

Bem saudar a todos os que confiaram em nós e nos proporcionaram
uma bela corrida com a vossa participação

As melhoras para todos os atletas que saíram machucados

ficam aqui um link para algumas fotos


https://picasaweb.google.com/104157979347852000393/WEB03?authkey=Gv1sRgCNSc0ra6zNKdaQ

as classificações também já estão disponíveis

http://cdcamarneira.pt/wp/eventos-btt/vi-btt-camarneira/classificacoes/
 
#2
Boa noite, espero sinceramente que a prova tenha sido um sucesso. No entanto venho a este forum lamentar que a organização deste evento tenha aceite a inscrição do meu filho de 15 anos, e recebido o respectivo termo de responsabilidade, e só após me ter entregue o dorsal, é que comunicaram que ele não podia participar, pois era essa a indicação que tinham recebido, não entendi muito bem de quem. Solicitei então a devolução do respectivo valor da inscrição assim como o cancelamento da minha inscrição, o que aconteceu de forma correcta.
O que não foi de forma nenhuma correcto, foi um elemento da organização sugerir que o miudo podia participar, partindo no final do pelotão e sem dorsal, logo sem qualquer tipo de seguro, o que revela uma falta de bom senso para não dizer algo mais duro. Espero que no futuro não cometam mais "erros" deste tipo, pois como compreendem o meu filho não achou piada nenhuma a este episódio.
 
#3
Boa noite,

Devido ao facto de a nossa prova ser federada e contar para o campeonato da região de Coimbra tivemos de respeitar as regras impostas pela associação de ciclismo do Porto. Temos de assumir que por culpa nossa não interpretamos da forma correcta a questão relativa à idade minima para participantes de uma prova com 40km. Todo o seguro da prova (federada e promoção) foi da responsabilidade da Associação de ciclismo do Porto e no caso da idade do seu filho (15 anos) não efectuavam seguros para uma prova com a distância de 40 km. Logo se não era possível efectuar um seguro válido não nos podiamos sujeitar a qualquer imprevisto que pudesse acontecer com o seu filho. O azar acabou por bater à porta de 2 atletas que ficaram bastante mal tratados e tiveram de receber tratamento hospitalar.... imagine se não tivessem um seguro válido??

A sugestão de o seu filho correr sem dorsal, depois de todos os atletas, era simplesmente para que qualquer acidente não pudesse ser imputado a nós. Pois para todos os efeitos não seria um participante autorizado. Essa seria sempre uma opção sua e entendeu por bem não participar.

O senhor que estava quando levantou o Dorsal era o Director da Associação de Ciclismo do Porto responsável pela nossa prova. Minutos antes de levantar o seu dorsal, ele pediu para confirmar as idades dos participantes e detectámos o caso do seu filho.

Sabemos que foi uma situação aborrecida para si e para o seu filho que parece ter o gosto pelo BTT. Mas nestas situações mais vale prevenir que remediar.

Mais uma vez as nossas desculpas,
Carlos Figueiredo