Desviador traseiro de estrada: Prós,contras e opiniões

Nozes

Active Member
#1
Olá malta!

Tenho andado aqui a pensar em substituir o desviador de trás,e durante o processo perder algum peso. Vindo de um Shimano XT,o passo óbvio seria ir para XTR,mas...quem costuma acompanhar os meus projectos,sabe que "óbvio" e "comum" não é comigo.
Então,e depois de dar uma olhadela nuns tópicos do Mtbr,estou capaz de experimentar um desviador de estrada,no caso o Shimano Dura Ace 7900 (166gr.).
Pelo que consegui perceber,apenas tenho de alterar a roldana de cima para uma de 10 dentes para permitir usar a cassete de 11-32 sem problemas.

O que eu quero saber é,das pessoas que já utilizaram desviadores destes,se tiveram algum problema,que correntes utilizaram (9 ou 10v),etc.

Pelo preço de um XTR Shadow (180gr e com relatos de pouca fiabilidade ao nível do carbono) consigo arranjar um Dura Ace de 166gr.
Opiniões welcome! ;)
 
#2
para começar o dura-ace é de 10 velocidades, e depois outra coisa que salta à vista num desviador de estrada é que a "perna" é muito curta, para os saltos que uma BTT dá pode ser mau porque a corrente vai bater muito no quadro. e mesmo a nivel de funcionamento do ponto de vista que um em estrada usa-se por exemplo 11-25 (há maiores mas é menos comum), em btt usa-se 11-32, não sei se o desviador tem amplitude para o carreto de 32 velocidades, se calhar ficar muito esticado.
e volto a referir o facto de o dura-ace ser de 10 velocidades..
 
#3
Segundo sei o Nino do MTBR usa isso mesmo na bike dele e sem problemas, mas isso também vai depender do andamento de cada pessoa.

O facto de ser de 10v nada interessa neste caso pelo que parece, apenas na Sram. Na minha opinião, se queres fiabilidade e sem invenções de pode não dar resultado, ia para o XTR sem ser em carbono.
 
#5
Por isso é que eles tentam reduzir a altura á cassete instalando uma roldana de 10 dentes mas como é logico pode funcionar e o ideal será usar Shifters para ficar mais preciso(não tenho a certeza se é o que usas).

Qual vai ser o resto da tua relação se posso perguntar?
Á frente por exemplo vais ter os 3 pratos? Se sim podes usar uma cassete 12-27 e o desviador e assim de certo não tens problemas nem a puxar nem a funcionar.

Para usar 32 quase que tens que mudar o parafuso tensor do desviador para um mais comprido e ele te abrir todo quando for para as 32, mais a roldana de 10 dentes e mesmo assim só testando bem qual o resultado final.
Há muita gente que usa muita coisa mas se realmente depois se fica a 100% ou 75% isso eles já não dizem e por isso como diz o Artsite o ideal e sem invenções era o XTR M972.

A nivel de pesos o meu Dura Ace foi aos 148gr e o XTR M972 que era Long cage foi aos 168gr ambos com modificações mas lá está um M972 que não te dará problemas e com as modificações correctas vai para o peso do Dura Ace.
Se a tua ideia for um Projecto duma ponta á outra e para tipo record talvez compense tentar o Dura Ace, se não for então...
 
#7
É assim se for por 20g como disse o nogueira.nuno eu não arriscaria... A nível de fiabilidade não deve ser bem igual ganhando o XTR....

Just my 50cent...

JM
 
#9
Por vezes nem é pelas gramas......é mais pelo experimentar, afinar até chegar ao ponto em que fica a 100% e o facto de ser quase único a usar este sistema......

Como o nogueira.nuno disse, consegues colocar um XTR M972 com uns belos tunnings e ir ao peso do 7900, mas força nisso e não te esqueças de dar o feedback, tanto a parte positiva como negativa.
 
#11
Obrigado a todos pelas opiniões.
Por causa desta última opinião,do jmv,vou pôr a ideia em "stand-by". Se realmente o desviador foi redesenhado para trabalhar apenas com os manípulos correspondentes,será arriscar muito e deitar dinheiro fora senão correr bem.Estar a confiar numa modificação efectuada apenas por uma pessoa ou duas é arriscado.

Usar cassete de 12-27 está totalmente fora de questão,eu não gasto dinheiro em bicicletas para andar a pé,e não tenho problemas em afirmar que preciso de mudanças baixas (11-32 é o ideial para mim),e que não abdico do 3x9 (agora modificado para 3x8,ver o tópico da minha Kona Four). Talvez um dia destes ensaie com o Ultegra da bike de estrada,é só procurar uma roldana antiga de 10 dentes,devo ter por aqui bastantes...

No caso de optar pelo XTR M970,são apenas 20 gramas a menos que o meu XT Shadow. Para lhe baixar mais o peso,com esses tais tunings,teria de desembolsar ainda mais do que estou disposto_O que me leva a pensar,e modificar o XT,haverá hipótese de lhe baixar o peso sem gastar muito? Roldanas que prejudiquem a precisão das mudanças dispenso,e chapas de carbono só se forem a preços decentes...
 
#12
Bom dia.

Para cassetes de btt que tenham mais que 28-30 eu não usaria.

Só faz sentido, para mim, o uso de um desviador de estrada com uma cassete no máximo com 27-28 dentes.

Não inventem pá, o peso não é tudo, não vejo qualquer vantagem.

Mas fico a aguardar...
Abraços
Rui
 

Jepas

Super Moderador
#13
Os desviadores de estrada tem normalmente caixas bastante mais pequenas, como consequência a sua capacidade é reduzida (máxima diferença de dentes na pedaleira - máxima diferença da dentes na cassete).

Capacidade total: 33 dentes
Tamanho máximo da cassete: 28 dentes
Maior diferença entre pratos pedaleiros: 16 dentes

Tudo isto pode ser "ignorado", mas depois o braço curto do desviador não tem capacidade para a maior variação de corrente usada exigida pelas grandes amplitudes de pratos/carretos.

Quanto aos receios de um "caixa curta" bater mais... só quem não sabe a quantidade de pilotos de DH que os usa.
 
#14
As palavras mais sábidas que li foram este último post do Phalhas.

Possivelmente têm carradas de sitios ainda para tirar peso sem problemas de maior, não comecem pelo fim. Acho que coisas destas já é perder funcionalidade em prol do peso, não é muito a minha "onda".
 
#15
Também não é a minha onda perder funcionalidade,em parte nenhuma da bicicleta.
Já utilizei há uns anos desviadores de estrada nas bicicletas de DH,e o funcionamento era bom,passagem de mudanças mais rápida,mola com mais força e possibilidade de usar a corrente mais curta.Entretanto os desviadores de btt melhoraram e deixou de haver necessidade de recorrer aos de estrada.
E é pensando nessas vantagens que pus a hipótese de usar um desviador de estrada.Não apenas pelo peso,e se perdesse manisfestamente funcionalidade na transmissão nem pensaria sequer. Como me chamou a atenção o tal artigo do Mtbr,e penso a médio prazo substituir o desviador,nada como pedir opiniões.

Phalhas,no inventar (coisas que funcionem,claro) é que está a graça disto...ir à loja e dizer "ó Xico,mete-me isto tudo XTR e KCNC!!" não é para mim...nem para a minha carteira.

Entretanto,quem quizer descobrir as "carradas de sítios" onde tirar peso sem prejudicar a fiabilidade e polivalência da minha bike,pode espreitar o tópico: http://www.forumbtt.net/showthread.php/26509-Kona-Four-Deluxe-9-96kg

Boas pedaladas!
 
#18
Realmente em foruns (e não tinha reparado que se estava a falar do 7900 e não do 7800) relata que a série 7900 é limitada em não compatível o antigo material 7800, logo irás possivelmente ter problemas nesse aspecto.

Tunar o XT é boa hipótese, mas fica caro, parafusos em alumínio gastas cerca de 25€, roldanas depende muito do que escolhas, mas cerca de 20/30€ e placas em carbono são caras, cerca de 40€
 
#20
Quanto ao desviador de estrada não falei em perder a funcionalidade pelo funcionamento em si mas sim pela limitação que pode trazer na utilização de uma cassete maior atrás, caso isso dê para se alterar tudo bem, agora quem anda com dois pratos é complicado utilizar uma cassete 11-32 ou 11-28.

Então aproveito para dar aqui uma ideia caso não queiras gastar tanto dinheiro e que o fiz á poucos dias, neste caso também um desviador XT, o desviador já não tinha grande precisão a trocar de mudanças, algumas não subiam bem ou não desciam e não dava grande afinação, ora a solução foi aproveitar a mola de um X.0 que tinha quase destruido na maratona de vale do vouga, desmontei a mola do X.0 e coloquei no XT algo não muito complicado. A precisão do desviador é exactamente igual ao do X.0, super rápido a trocar de mudança e penso que facilmente se arranja uma mola de um X.0 destruido, apesar de não se ganhar nada em peso, penso eu, o desviador fica como novo e com um trabalhar muito superior ao de origem.

Apenas um ideia económica.