Compressão da região do períneo

#1
Boas,
Eu após as pedaladas fico com a região entre o pénis e o anûs dorida e como consequência não consigo ter ereções nos dias a seguir. Isto é uma situação super grave que pode levar à disfunção erétil, se já não é embora temporariamente. Eu não queria deixar de andar de bicicleta porque há selins adequados para esses problemas, para não falar da altura do selim. Acho que um selim adequado deve ser suficiente mas se não é, por favor ajudem-me!
 
Last edited:

Joseelias

Well-Known Member
#3
O problema que relatas não é novidade nenhuma no ciclismo. Há cerca de 20 anos perante a consciencialização desse problema, e até de uma maior incidência de cancro na próstata entre os ciclistas profissionais quando comparado com o cidadão comum, levou à evolução dos selins.

Se a origem do problema for apenas relacionado com o ciclismo, e não outro problema fisiológico que haja e que o ciclismo "apenas" agrava, os factores a considerar são: o tipo de selim, a posição do selim, e a postura geral em cima da bicicleta.

Os selins ideais para reduzir a pressão nas zonas moles entre as pernas são aqueles com uma abertura ao centro, como no exemplo abaixo.



Mas só isso não chega. É necessário saber qual a largura ideal pois a parte que deve sustentar o peso do corpo são os ossos da bacia e não as zonas moles. Há marcas e lojas que têm um teste simples para determinar a largura dos ossos e saber qual a largura ideal. É uma espécie de esponja que depois de nos sentarmos nela fica temporariamente com a forma do nosso corpo e permite ver nas partes mais fundas da impressão onde estarão os ossos. Medida a distância sabe-se qual a largura ideal. Penso que os agentes da Specialized fazem isso, passo a publicidade.

Mas em casa pode-se fazer um teste semelhante. Com uma placa de cartão canelado assente numa superfície dura (uma mesa ou arca por ex.) sentamos-nos nele (de preferência de cuecas) até que fique amassado com o nosso peso. Depois marca-se o centro das zonas mais esmagadas e mede-se a distância entre as duas. Isso deve de indicar a largura do selim.

De forma geral um selim com 14cm de largura é confortável para praticamente todos os homens (na embalagem indica a largura). Até para quem podia usar um selim mais estreito. Mas pode excepcionalmente necessitar-se de um selim mais largo.

Depois tens a posição. O selim deve ser montado na posição horizontal. Coloca-se um livro de capa dura que assente em todo o selim e coloca-se um nível em cima. O nível deve ficar horizontal. Depois de se experimentar o selim assim, pode-se fazer ajustes até encontrar a posição ideal com pequenos ajustes. O meu, por exemplo tem a frente cerca de 1cm mais baixa que a traseira. O ajuste foi atingido depois de baixar cerca de 0,5cm de cada vez. Nunca fazer grandes variações de cada vez. Raramente, há quem levante a frente. Um selim muito inclinado pode fazer-nos escorregar para a frente colocando pressão nos braços, mãos e pescoço, ou para trás exigindo muita força nas mãos e criando desequilíbrio.

Por fim, o ajuste da bicicleta. Não só a altura do selim é importante mas também a posição do tronco.

Aqui tens um site que te ajuda a saber a altura do selim: https://www.ebicycles.com/bicycle-tools/saddle-height

Quanto mais baixa for a frente da bicicleta mais pressão vai criar entre as pernas pela inclinação do tronco e da bacia, e numa situação extrema até pode exigir um selim em que a parte de trás sobe ligeiramente para não se escorregar para trás (o da foto é plano). Como regra base, pode-se colocar a altura do guiador à altura do selim. Um guiador mais alto vai pôr-nos mais verticais e colocar menos pressão entre as pernas. Perde-se um pouco de rendimento na pedalada, que não importa se não se fizer competição, mas em contrapartida até melhora o controlo da bicicleta em descidas rápidas.

Dito isto, havendo dinheiro e possibilidade, e considerando a seriedade do assunto, o melhor será sempre fazer um Bike-Fit profissional para que se ajuste a bicicleta à nossa fisionomia.
 
Last edited: