Como recuperar de uma clavicula partida?

#21
Bom meus amigos com muita pena minha venho tambem fazer parte desta maldita estatistica,no dia 25 de Abril mandei um daqueles tralhos num passeio de btt do qual resultou fractura da clavicula direita luxação do pulsso esquerdo e multiplas escoriações.
Escusado será dizer que tambem tenho este maldito cruzado nas costas e que me foi posto no mesmo dia da queda sem me dar tempo a tomar banho :greg: agora imaginem o resto cheiro mal que empesta ,já me informei sobre o tal cruzado de farmacia e disseram-me que realmente era a melhor opcção vou mesmo esta tarde tratar de compra-lo gostava mesmo era de saber se depois se pode tirar e colocar por nós proprios.
Há , tenho de lembrar que se não fosse o meu abençoado capassete se calhar não estava cá a relatar este acontessimento por isso vivam os capassetes :hehe:
Já agora sabem se me dizer se devo fazer gelo na clavicula?

abraços e as melhoras para todos os claviculados :mrgreen:
 
#22
...

gelo!! para quê??
isso é para traumatismos e é na hora, depois é dar calor!! :mrgreen: :mrgreen:
o alto que a Susana fala, deve ser o osso fracturado por cima do osso... fracturado!! :shock: :shock:
é muito cedo para ter calo osseo!!
tenta ver isso bem, pois comigo pensei que era assim mesmo e fiquei aqui com um serviço que...enfim, :shock: :shock: imcompetência é coisa séria e muito comum...!!

as melhoras a ambos!

...
 
#23
Viva.
Antes de mais a melhoras para todos e bem vindo ao CCP (Clube da Clavicula Partida).
Pois é, fez agora um ano que eu também fracturei (e não desloquei ou saiu do sitio) a clavícula, no meu caso a esquerda. Volta de BTT, queda estúpida em cima do ombro e clavicula fracturada.
Existe diferença entre fractura e "desencaixe" da clavícula. Normalmente o desencaixe, caso seja atempadamente socorrido apenas obedece a uma imobilização temporária (alguns dias) e como se costuma dizer "siga a marinha", até novo "desencaixe" e novo e novo e operação, para colocar a dita placa e parafusos.
Já uma simples fractura da clavicula (sem outras complicações), segundo me foi dito, não requer qualquer intervenção circúrgica, pois apenas existe a separação óssea mas não o desencaixe. Logo não se mete nada (ossos) no lugar, apenas e só se imobiliza parcialmente, isto é, com o cruzado às costas, embora seja verdade que antigamente imobilizava-se braço, ombro, etc., actualmente esse conceito está ultrapassado.
Depois e como já foi dito, são ossos que recuperam muito facilmente e é claro que não ficam como originais. Primeiro, existe a união do osso, criação de mais osso, que só por si faz aumentar o volume, depois também é normal que não fique uniforme, pois estamos a falar de partes móveis que são de todo impossível imobilizar (Ex: a união de dois tapetes de estrada ficam uniformes?? Não sentimos sempre a passagem de um para o outro??).
A recuperação: No meu caso, no dia da fractura, comprei o cruzado às costas, coloquei-o e note-se que este cruzado serve para sustentar o peso do braço, ajudando na recuperação mas não coloca "os ossos no sitio". Passado 3 semanas já conseguia tirar o cruzado durante breves períodos e fazer alguns movimentos com o braço. Um mês depois do acidente, fiz a consulta de verificação com RX e o médico disse-me volte lá ao BTT mas coloque rodinhas para não voltar a cair :mrgreen:. Não fiz fisioterapia nem algo semelhante, uma vez que com 32 anos não existe necessidade de tal. Estou aqui para as curvas, sem dores ou repercussões, apenas e só psicológicas pois quando vou a descer já não passo dos 50Km :wink:.
- Conselho: Quanto mais aberto (de forma confortável) andarem com o peito, melhor será a cicatrização e a união uniforme dos ossos. Podem tirar o cruzado com todo o cuidado, pois para tomar banho é em certa medida incómodo.
Fora isto, força nas canetas.
Boas voltas.
 
#24
Boas,
Há cerca de 7 anos também parti a clavícula direita a praticar BTT. Andei cerca de mês e meio imobilizado para nada visto que fiquei aqui com um serviço que nada dignifica um médico... Agora tenho um "alto" que no dia a dia não me incomoda mas se fizer alguma força noto que algo não está a 100% mas nada de grave... Mas ainda assim continuo andar a arriscar partir a outra! :D
Abraço e melhoras para essa clavícula
 
#25
...

pois, no teu caso (Karne), tiveste sorte! :shock: :shock: dentro do azar que é partir a clavicula!!
se tiveres uma fractura assim ( http://mscwhiteproject.blogspot.com/2007_09_01_archive.html ) clica na foto para veres melhor!
não tens só um mês de recuperação, e acredita que não é vai e siga!!
ainda tenho regularmente, consoante os movimentos, dores na zona acidentada. :(
para o médico, é tudo normal!! :shock: :shock: é só mais um dia de trabalho...

...
 

tkul

Utilizador Banido
#26
JOVEM...

Vai a um Ortopedista como deve ser: LUZ, CUF e outros!

De profissão não sou médico, mas devido ao meu problema, e curiosidade, estudei o assunto... e embora não tenha nem de perto de um canudo em Especialidade de clavículas:

O que tens é uma multifractura, e pelas imagens tens um ombro mais descaído e "curto" que o outro!
Mais, o osso da Clavícula é como um S, e para se ter uma boa ideia da coisa, terás de ter um RX oblíquo e frontal (tu só tens o frontal!)

Tens pedaços soltos, mas pode ser conciderado pouco grave.

O problema, é que tens a clavícula partida em vários pedaços e só um carniceiro é que diz que não há problemas... :roll:

Já te o tinha dado, mas ACONSELHO-TE VIVAMENTE A IR A UM ORTOPEDISTA!!!!!
Não te vou alarmar mais...

ORTOPEDIA!

Se quiseres envio-te o contacto do ortopedista que segui o meu caso --> PM

abraços e boas sorte!
 
#27
eu acho que a idade nao tem grande coisa a ver, eu tenho 18 anos, sempre fui saudavel (sim esta é a primeira coisa que tenho, nada de cabeças rachadas em criança nem nada) e no entato já vou a caminho do 2o mes com o cruzado e o suporte do braço, depende sim da gravidade das situações...

e acho que nao me livro da fisioterapia, mas um fisioterapia bem demorada, tenho ultimamente andado a tentar mexer o braço, levantar, esticar, e o que acontece é que o meu braço mal estica :S tambem é certo que por pouco nao tive o cotovelo esmagado :S
 

karne

New Member
#28
Vivas Golias,

Como bons portugueses que somos, é claro que no meio do azar tive sorte :D , porque a minha clavícula apenas partiu num sítio e uniformemente, logo a recuperação foi bastante boa e rápida. Já no teu caso, agora sim vejo a gravidade da lesão, nada se compara com a minha. Não tenho o RX pois ficou tudo no hospital devido a transmitirem os dados digitalmente, mas pelo que vi no ecrã do computador não se compara em nada ao teu problema. Só me resta desejar-te as melhoras, paciência para uma boa recuperação e se calhar, como diz o tkul, está na hora de consultares um médico a sério que perceba de ossos e não um curioso do banco de urgência que existem alguns por aí.
Boas pedaladas
 
#29
...

pois é!! temos que carregar conosco os erros que cometemos!! lol
como calculas passados um ano e meio, não há muito a fazer! :evil: :evil:
talvez (espero que não!!) um dia volte a cair e parta isto outra vez! :shock: :shock: :shock:
aí já não caio no conto do "sr. dr." (banana!).
enfim, um dia de cada vez!...

...
 
#30
Boas pessoal,

Em 1º lugar quero dizer que não sou "betetista", sou atleta de pentatlo moderno e apenas entrei neste fórum para partilhar a minha historia com os que passam pelo mesmo.

No dia 7 de Agosto tive uma queda de cavalo e fracturei a clavícula e o radio, fui imediatamente para o hospital de Torres Vedras (sempre me disseram que era um dos melhores hospitais em termos de ortopedia), vim de la com gesso por causa da fractura do radio, e de braço ao peito por ter a clavícula fracturada. Em relação à clavícula, não houve desvio do osso felizmente. Resultado: 3 semanas de recuperação e um campeonato da Europa deitado ao lixo.

Passadas essas 3 semanas retomei a minha actividade física sem dores e alguma fisioterapia, quando me acontece um imprevisto, no dia 11 de Setembro voltei a fazer a mesma fractura na clavícula. Mais uma vez fui ao hospital de torres vedras e receitaram-me o cruzado, mais 3 semanas de recuperação e mais uma prova internacional deitada fora. Falei com a fisioterapeuta e ela disse-me para ter uma alimentação muito a base de cálcio: leite, espinafres, e ate tomar algum complemento de cálcio.

Abraços e as melhoras para todos
 
#31
Mais um.... dos Açores.

Estou em fase de recuperaçao e espero ficar totalmente reuperado desta. Tambem sinto um 'alto' na clavicula. Espero isto nao estar a cicratizar encavalitado... mas quando me deito de costas (claro) deixo de sentir a parte mais saliente. Estou apreensivo para ver se isto fica bem.

Mas o motivo pelo qual escrevo e este: li num forum estrangeiro que as alças da mochila de hidrataçao podem contribuir para a fractura da clavicula. Concordam com esta ideia?

Melhorias para todos.
 
#32
Boas! Sou novo reforço do CCP,foi no Eiras Single Track 2010 um "sismo de 103kg" e clavicula fracturada, ando com uma suspenção e já passaram 5 dias sem ir á (não consigo por o assento grave) cama, as dores ainda não pararam... Um frouxo(104kg)abraço!
 
#33
Boas! Sou novo reforço do CCP,foi no Eiras Single Track 2010 um "sismo de 103kg" e clavicula fracturada, ando com uma suspenção e já passaram 5 dias sem ir á (não consigo por o assento grave) cama, as dores ainda não pararam... Um frouxo(104kg)abraço!
Amigo Aires,

já soube da sua queda..... que recupere rápido.

As melhoras

Marco Mira
 
#34
Mais uma aquisição do CCP.
Um pequeno vôo e 97kg na clavicula e do capacete(bem dito capacete).
Estava a 20 metros do posto de Bombeiros V. de Leça da Palmeira (obrigado para eles)que de imediato me levaram para as urgencias do hospital. Mais um chouriço para as costas e lá fui procurar um suporte cruzado.
Agora é esperar pela recuperação.
Abraço.
P.S.:
Estava de mochila ás costas mas não acredito que fosse causadora da fratura, até pq nem um arranhão tinha e os oculos estavam impecaveis
 
#35
Os primeiros 5 dias não foram faceis, tive que aprender a comer a sopa com a esquerda, aprendi a andar pausadamente dormir de barriga para cima, não dá para cortar o bife, apertar a camisa nem os cordões, mas agora já se notam muitas melhorias no movimento.

Agora é esperar por novidades...
Abraços
 
#36
Olá malta! Tenho 28 anos, faço BTT há cerca de 2 anos e sou fisioterapeuta.
Cá estou eu de baixa devido a fratura da clavicula esq. no domingo 4-7-2010 em S. Pedro do Sul numa prova do Up&Down. Numa descida de terra batida, fácil, sem pedras bati inesperadamente numa rocha escondida pelas ervas e foi queda instantânea a + de 30 km/h. Nada k já ñ me tenha acontecido mtas vezes e a velocidades superiores... Ainda montei pra bike mas qd passei a mão para confirmar k ñ tinha sangue no ombro, senti logo o osso partido e aquele RANGER!!! "Desta vez partiu mesmo!!! Ainda bem k é a Esquerda! " :)
Claro que cruzei os braços pra aliviar as dores (ainda contei com a ajuda do Baião k desistiu por minha causa pra me trazer a bike) e fomos pedindo tlm pra chamar os Bombeiros. Ainda passei pelo Centro de Saúde mas fui encaminhado para o Hospital de Viseu. Passadas umas 5 horas à espera com analgésicos+RX lá me vem a Dra. Ortopedista dizer k clavículas destas ñ se operam. Ainda por cima me mostrou o RX k mostrava um encavalgamento de 4 cm (iria ficar + curta pra sempre). Só me meteu a ligadura em 8 e deu-me alta. Fui-me informar melhor com outros ortopedistas e este procedimento ñ é o + correcto em casos como este. Deixa sempre algumas sequelas (diminuições de força e amplitude, tendinites, cervicalgias, etc), embora se evite procedimento cirúrgico a recuperação é mt lenta e incompleta.
Meti o seguro à baila e agora aguardo cirurgia para ficar como novo, + depressa, com a mesma força e arco de movimento do ombro, e futuramente se cair de novo pode ser k a clavicula aguente! A experiência embora sendo frustrante obviamente, tenho aprendido a valorizar mta coisa, tal como vestir, tomar banho, etc só com a mão dta.!
 
#37
eu como todos os que aqui estao sofri uma queda e o resultado foi uma clavicula partida fui levado ao hospital onde me fizeram o tal 8 á volta dos ombros e mandaram-me embora nem ai nem ui nao fiquei muito satisfeito com a situaçao e consultei uma segunda opiniao , onde foi-me dito que no estado como tinha a clavicula tinha mesmo de operar , ou seja depois de 15 dias de ter partido é que fui operado , operaçao essa que o médico disse que correu bem mas teve de levar 8 parafusos e uma barra . agora passados 4 meses da operaçao ainda nao me sinto com confiança para enfrentar o mato ainda por cima o médico disse para nao ter pressa que posso fazer a minha vida a 90 por cento mas para evitar os impactos mais fortes.
o que eu gostava de saber é : o pessoal que foi operada voltou ao mato depois de quanto tempo ou as dores persistiram até quando depois da operaçao ?
as melhoras a todos os azarados como eu
 
#38



ora cá está, também veio para o meu lado! Fui ao hospital onde me disseram que ia doer e que aguentasse! ligadura ao pescoço e tá andar! dia seguinte fui marcar a consulta no hospital da area onde me mandaram logo para a urgência! fizeram o tal cruzado com ligaduras e mandaram comprar um. passados 5 dias aqui estou eu com o osso ainda a roçar e nada satisfeito com a resolução pois isto não está fixo! amanhã dia da tal consulta marcada. Se não me agradar vou a um ortopedista pois para isto curar entendo que tenha que estar fixo! Enfim, parecemos bonequinhos e coitado de quem depende de alguns "bota e bira"!
Reparo que nem todas as respostas são recentes, os mais antigos como ficaram?

Abraço ( maneta )
 
#39
Boas pessoal
A mim também me calhou no domingo clavícula partida,mandam-me para casa com as ligaduras e vai descansar,já estou cheia de comichão debaixo dos braços e nem me falaram em ir comprar o colete á farmácia, amanhã vou ao médico ortopedista vamos ver o que me diz,mas no RX os ossos estão com um desvio de 3 a 4 mm.
Beijinhos e as melhoras para o pessoal do clube da clavícula partida.
 
#40
Boas.

A mim tambem me calhou em Estremoz, até fiquei sem sentidos, tal foi a queda, mas enfim.
Operado na quinta feira seguinte mas sem duvida que foi o melhor que podia fazer, passados 5 dias e já aqui estou ao computador a pensar como e quaano vou começar a treinar novamente.
Acho que se vos derem a escolher, operação é o melhor.

As melhoras para todos.

Atentamente
Frederico Ferreira