Chaimite Alentejana V2.0 (Diário de Bordo)

iMiguel

Well-Known Member
#21
Sim faz, são pneus 2.1. Eu gosto mais dos 2.0 mas estes ainda estão bons, há que os gastar primeiro para depois serem substituídos. A pressão que está também está um pouco elevada para colar bem o pneu à jante, depois retiro um pouco da pressão e está pronta!
 

iMiguel

Well-Known Member
#22
Bem consegui fazer o milagre da multiplicação, ou seja, de uma corrente consegui fazer... 3!! Sim isso mesmo, domingo passado fui para a minha voltinha matinal, saí de casa, fiz 45m, logo na primeira curva ao final da minha rua, a subir, parti a corrente, resultado, volta cancelada e uma bosa de alhadas ditas em plena rua LOLOL

Mas pronto, agora sim, vem uma corrente digna de SingleSpeed a caminho, uma igual à que usava na chaimite anterior (que não serve neste por ser pequena demais)
 

iMiguel

Well-Known Member
#25
Boas.

Hoje foi dia de soltar o cavalo nos campos enlameados do alentejo! Depois da chuva de manhã, o sol apareceu e lá fui levar o cavalo a passear. Não foi um passeio muito longo, mas deu para arejar as ideias e... Sujar a bike!!

Um dos pontos menos bom foi o barulho da transmissão, mas isso é justificável pelo seguinte: A corrente ainda não está acamada, logo parece que ando sempre com areia entre a corrente e o cog/pedaleira. De resto portou-se à altura. Segue umas fotos que ainda consegui sacar do passeio:

https://prnt.sc/qe00vb
https://prnt.sc/qe01f8
https://prnt.sc/qe01rp
 

iMiguel

Well-Known Member
#26
Mais um domingo, mas uma ida à missa!

O dia hoje, tal como o de ontem, convidava a um passeio pelas planicies alentejanas. Desta vez fui em solitário para arejar as ideias e assentar outras.
A volta em si fui em muito muito idêntica a outras que faço quando vou para aqueles caminhos e, embora conheça ali a zona, há sempre novos trilhos para desbravar, e hoje não foi excepção! Ao pedalar reparei nuns single tracks que as vacas fizeram e lá segui esse caminho (antes que perguntem, não havia "minas" no caminho xD ) devo dizer que foi um single a descer muito fixe e felicito as ditas por terem aberto o caminho eheh

A manhã por vezes trazia aquela brisa fria/gelada (depende de como cada um encara o frio) pelo que paragens era só pelo estritamente necessário... leia-se abastecimento! eheheh
Falei ontem em fotos... Ainda tirei uma ou outra, mas não saíram como esperava, mas deixo aqui uma ou outra:

(clicar na imagem para ver em maior)
 

iMiguel

Well-Known Member
#27
Boas.

Forqueta em carbono e não lhe dei o aperto certo, tinha a caixa de direcção com folga. Fui ao Sr. Dr. com ela e está novamente pronta para as curvas!
Ver se lhe tiro fotos decentes na próxima voltinha
 

iMiguel

Well-Known Member
#28
Boas malta.

Alguém já lhe saltou o pneu do are depois de o encher? Não enchi muito (ainda sentia ele meio mole ao pressionar com os dedos), no entanto, o gajo saltou-me do aro... Eram tubeless, desconfio que aquela relação já teve melhores dias...

Depois do penu saltar, voltaram a usar o mesmo ou substituíram? É que o pneu já rodou bons km's e saltou agora e tenho receio de o colocar de novo e vá ao tapete...
 

iMiguel

Well-Known Member
#29
Quase um ano depois (fazia um ano no próximo dia 31/Março) voltei a pedalar numa maratona. É bom rever a malta com quem outrora pedalara, o tempo passa, a amizade fica.

O local escolhido foi castro Marim com a sua 9ª edição “Por Trilhos de Castro Marim”. Sabia antemão que o terreno é muito idêntico aqui ao da minha terra, mas por indisponibilidade da Scalpel fui de SingleSpeed para o percurso dos 40km com 500 de desnível positivo. Rapidamente me apercebi que seria uma maratona rápida, mas como eu de manco não passo, fui para descontrair e passar uma manhã a pedalar.

O percurso poderei dividi-lo em 2 partes: AA e DA! Ou seja, Antes Azinhal e Depois Azinhal. Antes, a prova foi feita a uma correria interessante onde o meu máximo a pedalar eram os 22km/h, acima disso era desgaste desnecessário. Houve uma subida digna desse nome, mas como pedalamos junto ao rio, rapidamente nos esquecemos desses… detalhes! Depois do Azinhal posso afirmar que o homem da marreta esteve presente lá e ainda me conseguiu acertar nas pernas! Numa descida acentuada perdi o bidon da água o que me fez abrandar (e muito) o ritmo e só desejava que o abastecimento tivesse perto! Foram mais de 10km de língua traçada. Claro que depois me vinguei no abastecimento!!

Como disse prova bastante rápida, com alguma exigência em certas alturas, mas mesmo assim nunca me tirou o sorriso da cara! Já que fui apelidado de maluco por ir de chaimite e de forqueta, há que tirar o proveito também! Quanto a números (os que valem o que valem), o meu GPS marcou 2h11 de tempo em movimento, no total foram 2h36 (com os descontos eheh), dando assim para 31º no escalão (Master 30) e 109º à geral. Podia ter sido melhor? Pois podia, mas foi o que consegui fazer! Vamos ver qual será a próxima!


btw... SingleSpeed rullez!!