Cedência de passagem na ciclovia

#1
Boa tarde,

Não sei se este tópico já foi esclarecido por aqui mas avisem-se em caso positivo.
Hoje ia a passar de bicicleta por um cruzamento pelo qual já passei dezenas de vezes sem qualquer problema até que fui abordado por um motorista que dizia que eu tinha de ceder a passagem aos carros porque tinha a marca de stop na ciclovia por onde circulava. A imagem que se segue retrata a situação (peço desculpa a falta de jeito para desenhar :p ):



O stop que está na ciclovia está mais visível nesta imagem:



Outra observação,

Quando passei o cruzamento, o sinal de peões para a passadeira (que veem na 2ª imagem) que se encontra mesmo ao lado da ciclovia estava a verde.

Concluindo, devo ou não ceder passagem aos carros?

Obrigado
 
Last edited:

FMCurto

Active Member
#2
Depende, na segunda foto não se consegue perceber ao certo: se tiveres a marca M10 no chão a assinalar a passagens de velocípedes ele perde a prioridade (por mudar de direção), se não tiveres perdes tu.

M10:


EDIT:O sinal só se te aplica se estiveres a passar com a bicla à mão, se desmontares à pressa podes dizer que tinhas prioridade :)
 
Last edited:

Joseelias

Well-Known Member
#3
Penso que se tens um stop na tua faixa (ciclovia) perdes a prioridade, tal como quando o encontras em qualquer tipo de via seja qual for o veiculo que conduzes. Mais, não só perdes a prioridade perante outros veículos como és obrigado a parar completamente antes de avançar com o atravessamento do cruzamento. Pelo menos é assim que se deve de agir perante um sinal de Stop. Posso estar enganado, mas penso que não.

De resto, as poucas vezes que usei ciclovias detestei. Mal construidas, muitas mais interrupções que quando se circula na estrada, estreitas, razias a entradas e saídas de locais como garagens, pouca visibilidade nos cruzamentos, cheias de gente e carros estacionados, sujas e cheias de detritos entre os quais de inclui vidros resultantes de acidentes e inadequadas para se circular a uma velocidade razoável.

Tem havido muitos pedidos de construção de ciclovias que têm vindo a ser satisfeitos, mas a minha opinião é que em menos de nada estaremos enjaulados nelas e sempre que tivermos o azar de pisar estrada porque as ciclovias não servem sofreremos represálias por parte dos automobilistas porque devíamos andar nas ciclovias, muito pior que aquilo que sofremos hoje.
 

camponubla

Well-Known Member
#4
Se calhar estou errado, mas se eu fosse nessa ciclovia de bicla entenderia que ao chegar ao cruzamento tinha que parar (stop no pavimento) e ceder a passagem aos veículos que circulam na via e pretendem virar.

Mesmo assim, é confuso a causa do sinal vertical amarelo a piscar para os carros.

O ideal seria que a ciclovia tivesse semáforos próprios, como existem em outras....por exemplo em Barcelona.

 

FMCurto

Active Member
#5
Sry, não é para desdizer mas a marca no chão de Stop só é válida (ou validada) se houver sinal vertical. Isto segundo o que diz o código da estrada.
 

meloy

New Member
#6
É pá és um corajoso...
eu quer tenha ou não prioridade tomo SEMPRE como NÃO TENTO... porque vou de bicicleta e em caso de embate sou eu que sofro quer tenha ou não prioridade... por isso esquece lá a cena dos sinais e toma mas é a tua vida como prioridade!!!
 

FMCurto

Active Member
#7
Não é preciso coragem, basta um bocadinho de bom senso, no entanto como isso é cada vez mais escasso convém pelo menos saber com que linhas nos cosemos...caso o bom senso seja escasso do lado de quem está atrás do volante. Dito isto: mesmo sabendo que a prioridade é minha faço sempre questão de agradecer ao automobilista que pára de propósito para eu passar.
 

Joseelias

Well-Known Member
#8
Andei agora a pesquisar, e com base em discussões no fórum Autohoje sobre esta questão e com referências a artigos do Código da Estrada e leis publicadas no Diário da República, confirmo o que o FMCurto referiu sobre a não validade do sinal de Stop (e de cedência de passagem também) pintado no chão caso não exista um sinal vertical.

Assim, pelo menos no que se refere ao trânsito automóvel se não existir sinalização vertical, o sinal de Stop ou Cedência de Passagem pintado no chão são para ignorar. No passado era diferente mas o código mudou e agora é assim.

Ora, a menos que hajam excepções para a sinalização em ciclovias :confused:, não entendo a razão da câmara ter pintado o Stop nesse local. Talvez para alertar os ciclistas do risco do local e evitar que estes se vejam evolvidos num acidente fazendo-os ficar mais conscientes do trânsito no local?

Dito isto, a prioridade máxima é para com a própria vida e seja em que situação for e por mais razão que as leis nos dêem nada compensa um acidente grave.

Se calhar é uma questão que tens que colocar à Câmara, questionando o motivo da pintura daquele Stop e que validade legal tem. Pelo menos se um dia levares um toque e o automobilista argumentar que tinhas um Stop para te calar e se queira pôr em fuga já sabes que ele não tem razão e talvez consigas que ele te compense por algum dano que te cause na bicicleta ou até em ti mesmo.
 

Jocas22

Active Member
#9
o stop nao tem caracter obrigatorio. Mas quem o pintou estava a pensar na segurança de todos, imagina que ias na ciclovia e nao te apercebias que cruzava uma estrada. Seja como for em qualquer circunstancia acho que se devia parar antes de atravessar tal como o stop indica, é da mais elementar segurança, eles sao maiores ;)

Mas se tinhas sinal verde e ele amarelo, a prioridade é tua a sinalizacao vertical tem prioridade sobre a horizontal. Com o amarelo ele tem de deixar passar toda a gente.

Isto digo eu claro, nao sou um expert.


----------------------------------------------

ja agora uso o topico pra por outra duvida:

um ciclista vai na berma que tem traço continuo do seu lado esquerdo entre ele e a via onde circulam os carros.
De repente um automóvel que está á sua frente (á frente mas na via, nao na berma) vê o transito parado na sua via e trava e desvia á bruta pra berma pra nao bater no carro parado á frente dele.

O ciclista vinha na berma. Conta como se fosse a ultrapassar pela direita e é culpado se bater? Ou o culpado é o carro que invadiu a berma e passou o traço continuo, mesmo que o ciclista viesse de tras e no fundo a "ultrapassar"?

PS: passou-se comigo, foi por um triz que nao me enfaixei.

nao sei se me fiz entender :cool:
 
Last edited:

FMCurto

Active Member
#10
A segurança primeiro, mas imaginando que ele tinha sofrido um leve toque e havia discussão sobre prejuízos materiais, a minha interpretação do código segundo o croqui que o comincas fez:

Se tiver marcada a passagem entre vias com o sinalização horizontal M10 é como a ciclovia fosse continua e a bicicleta (a partir de 2014) tem direitos de passagem idênticas ao carro e como o condutor de carro está a mudar de direção este perde a prioridade.
Se não estiver marcada é como se estivesse interrompida, e como ele (o ciclista) está a entrar na estrada perde prioridade.Neste caso o semáforo é só para peões e só se aplica aos ciclistas se estes passarem a pé.

Não é para entrar em discussões e até pode ser que esteja enganado, mas é a leitura que faço do código.

EDIT:
@Jocas - Sim é estúpido eu sei, mas ao circulares na berma é como se não estivesses na estrada, até podes ser autuado por algum guarda que se queira armar aos cucos, já li relatos disso mesmo :)

Ooops, enganei-me, acho que isso foi mudado na tal revisão de 2014:

Artigo 17.º
Bermas e passeios
1 - Os veículos só podem circular nas bermas
ou nos passeios desde que o acesso aos prédios o
exija, salvo as exceções previstas em regulamento local.

2 - Sem prejuízo do disposto no número
anterior, os velocípedes podem circular nas
bermas fora das situações previstas, desde que
não ponham em perigo ou perturbem os peões
que nelas circulem.
 
Last edited:

Jocas22

Active Member
#11
segundo este boneco



se estiveres a passar na ciclovia ao atravessares uma estrada tens prioridade, desde que haja ciclovia antes e depois. Foi o que foi divulgado


Nas passagens de velocípedes é diferente:
  • Os automobilistas são agora obrigados a dar prioridade às bicicletas nas passagens para velocípedes (sem estes terem que descer da bicicleta), à semelhança do que acontece nas passadeiras para os peões; se não cumprir, o automobilista fica sujeito a uma multa de 120 euros.
  • Mas ressalva-se, está agora estabelecido que os velocípedes não podem atravessar a faixa de rodagem sem previamente se certificarem que, tendo em conta a distância que os separa dos veículos que nela transitam e a respetiva velocidade, o podem fazer sem perigo de acidente, sendo sancionados com coima de 60 a 300 euros em caso de infração. (Art. 32 do CE)
 

Hardskin

Well-Known Member
#12
FMCurto
A segurança primeiro, mas imaginando que ele tinha sofrido um leve toque e havia discussão sobre prejuízos materiais, a minha interpretação do código segundo o croqui que o comincas fez:

Se tiver marcada a passagem entre vias com o sinalização horizontal M10 é como a ciclovia fosse continua e a bicicleta (a partir de 2014) tem direitos de passagem idênticas ao carro e como o condutor de carro está a mudar de direção este perde a prioridade.
Se não estiver marcada é como se estivesse interrompida, e como ele (o ciclista) está a entrar na estrada perde prioridade.Neste caso o semáforo é só para peões e só se aplica aos ciclistas se estes passarem a pé.

Não é para entrar em discussões e até pode ser que esteja enganado, mas é a leitura que faço do código.​
A minha leitura é igual à do FMCurto.

Jocas22
segundo este boneco



se estiveres a passar na ciclovia ao atravessares uma estrada tens prioridade, desde que haja ciclovia antes e depois. Foi o que foi divulgado


Nas passagens de velocípedes é diferente:

  • Os automobilistas são agora obrigados a dar prioridade às bicicletas nas passagens para velocípedes (sem estes terem que descer da bicicleta), à semelhança do que acontece nas passadeiras para os peões; se não cumprir, o automobilista fica sujeito a uma multa de 120 euros.
  • Mas ressalva-se, está agora estabelecido que os velocípedes não podem atravessar a faixa de rodagem sem previamente se certificarem que, tendo em conta a distância que os separa dos veículos que nela transitam e a respetiva velocidade, o podem fazer sem perigo de acidente, sendo sancionados com coima de 60 a 300 euros em caso de infração. (Art. 32 do CE)
Esta situação só se aplica quando a passadeira está no seguimento da ciclovia. O que não acontece neste caso. A ciclovia termina num lado e recomeça no outro (essa é a razão para lá estar o STOP). A passadeira está afastada da mesma obrigando o ciclista a passá-la a pé adquirindo as mesmas obrigações e direitos tal qual um peão.
 
Last edited:

FMCurto

Active Member
#13
Mas repara numa coisa, está escrito ai "passagens para velocípedes" que são marcadas pelo tal sinal horizontal M10 - embora não esteja desenhado no boneco como deve sêr.Se este não estiver pintado no chão é como se fosse passadeiras de peões, supostamente nem se deveria passar montado.

EDIT:Ou então se passar montado equivale a um veiculo que está a entrar na estrada e perde passagem para todos, até para as carroças de burros :)
 
Last edited:

Jocas22

Active Member
#14
ok ja percebi a confusao. O tracejado M10 esta la pintado, ja quase mal se vê só isso. Abram a 2ª foto e vê-se la pelo menos 2 tracos na continuacao da ciclovia. ;)



mas imaginem que desaparece o traço todo. Esta la o amarelo, o condutor tem de deixar o ciclista passar digo eu


edit: a minha duvida é que pelos vistos ninguem consegue esclarecer ;)
 
Last edited:

FMCurto

Active Member
#15
A tua dúvida...não sei :)
Acho que fica ao critério do juiz e de quem tiver melhor advogado, mas assim no "parece-me": parece-me ser culpa do carro por te ter posto em risco, nenhum dos dois infringe o código, mas ele optar por te pôr a ti em perigo ou quem vai na berma em vez do carro da frente não é culpa tua, até porque ele é que tem de guardar distância de segurança em relação ao carro que vai à sua frente para conseguir parar em segurança na via dele.
 

Jocas22

Active Member
#16
pois tambem nao sei. Nao sabia na altura nem agora. Parece uma daquelas zonas cinzentas de como diz interpretacao do juiz. Tambem deve ser raro acontecer mas pronto ficava esclarecido. No fundo a duvida é mais se na berma conta como ultrapassar pela direita o que é proibido, ou se na berma nao conta. A via no fundo é a mesma, mas tem o traço continuo. Pronto nao sei :)
 
#17
Eu posso estar enganado, mas tenho ideia que estando na berma não se faz parte da "circulação". Assim sendo será como se fosse um peão a passear e fosse abalroado por um carro. Mas esta é somente a minha interpretação, até porque o carro não pode circular na berma, e ao desviar-se para lá para evitar um acidente tem que garantir que não causa outro. É por estas e por outras que prefiro andar na estrada :)