Cannondale Trail SL5 "A La Carte"

#1
Cannondale Trail SL5 "Custom"

Bem aqui está a minha Cannondale Trail SL5 que de SL5 já pouco ou nada tem :D

De origem esta modesta bike vinha equipada com,

Quadro: Trail SL SAVE threaded BB and 1.5” head tube, disc only
Suspensão: RST Gila Pro TnL 100 mm
Pedaleira: Suntour XCT V2 42/32/22t
Aros: Alexrims DC 4.5
Peneus: Schwalbe Black Jack 2.1”, wb"
Cassete: Sunrace 12-32t 8sp
Desviador F: Shimano Altus M311
Desviador T: Shimano Alivio
Manetes: Shimano Alivio Display
Guiador: Cannondale C3 riser
Avanço: Cannondale C4
Travões: Promax Orange
Espigão Selim: Cannondale C4 31.6 mm zero offset
E na balança pesava um pouco mais de 13,5Kg. Neste momento já sofreu umas alterações e encontra-se assim,





As mudanças para já foram as seguintes:

Suspensão: Fox F32 F-Series RL 100mm 2010
Pedaleira: Shimano SLX 44/32/22t
Cassete: Shimano Deore HG61 11-34T
Corrente: KMC X9 73
Desviador F.: SRAM X.9
Desviador T.: SRAM X.0 "Gold"
Manetes: SRAM X.0 "Red Wing"
Manetes Travão: Avid Speed Dial SL
Guiador: FSA OS-282 Carbon Pro Riser Bar
Travões: Avid BB7 160mm
Pedais: Shimano M530 MTB SPD

O material sublinhado obtive de amigo meu que acabou por não o utilizar e me fez um optimo preço por eles, o € que sobrou acabou por dar para pagar o resto ( excluindo a suspenção claro ) :D
Estas modificações já fizeram a rapariga emagracer um pouco e está de momento nos pouco mais de 12kg, o meu objectivo será descer ainda mais um pouco para os 11kg o que para mim será o peso ideal.

Próxima compra será apenas trocar o espigão de selim por um Kore Elite All-In-One Carbon e mais tarde ( quando começarem a ter desgaste ) as rodas por um conjunto à volta de uns DT240 ou 340 e uns ZTR Olympic.

E antes que me perguntem, pois perguntam sempre eheh, o porquê de usar travões mecânicos em vez de hidraulicos. A resposta é mesmo simplicidade, o conjunto BB7 + Speed Dial SL oferecem-me modularidade e potência mais que suficiente para XC/trail e nunca me vou ter de xatear muito com a manutenção dos mesmos, preferência pessoal apenas ;)
 
Last edited:
#6
Sim ele está um pouco mais baixo do que deve, tinha cabado de a trazer para casa do mecânico e como não tinha o carro com os suportes disponivel tive de trazer na mala de uma carrinha, mas para caber tive de lhe retirar o selim. Depois acabei por não o ajustar :)

Ming@s bem me pareceu, small world ... ( btw neus/forum aquapc )
 
#7
Boas danielsilva, mais um projecto de uma Cannondale trail SL (também sou detentor de uma ;)), que apesar de ser o quadro mais acessível da Cannondale, considero-o uma boa base para ir fazendo alterações como sucedeu no meu caso :D.

Em relação a tua meta para os 11kg, facilmente chegarás lá, para isso bastará alterar as rodas para as que referis-te ou para outras que possuam um peso inferior a 1600gr, pois as que tens pesam 2300gr, claro que os pneus de kevlar ou de tubeless sub 550gr também serão uma fonte de perda de peso. E mudando o espigão por um ultra-leve retiras quase 150gr, pois esse da cannondale é bem pesado(no post da analise a minha trail sl tem lá os pesos do material de origem). O Selim será outra zona onde facilmente retirarás peso.

É tudo uma questão de gosto e de €€€ :D:D:D

Cumprimentos e boas pedaladas
 
#8
Ainda estive na duvida de gastar logo tudo num quadro de carbono ( tive a GT Zaskar de olho ) ou escolher um quadro em Alu e como o carbono ainda não me inspira confiança para o trail mais agressivo que gosto de fazer acabei ( venho do freeride, anterior a esta tinha de GT Moto dsd 2004 :D ) por escolher a Trail SL, que dentro dos quadros ht em alu era o que mais me chamava à atenção.
Sim as minhas próximas mudanças será um espigão novo ( um Kore de carbono q pesa o mesmo que o teu KCNC mas uns € a menos ) e trocar as rodas e pneus para tubeless, desde que chegue aos 11Kg para mim está optimo pois pro trail que pratico prefiro sacrificar algum peso para ter mais fiabilidade.

Por acaso não tinha ideia que o espigão de origem era tão pesado :O
 
#10
Bacana a bike sim senhor, começam a aparecer algumas SL, a minha deve ser a que esta mais de origem, bem que curtia fazer umas mods á minha!!!lol, so nao gosto de ver o avanço como esta, mas se calhar assim da-te mais jeito.

Ja agora a minha bike foi pesada quando a comprei e acusou 14 kgs certos.
 
Last edited:
#11
Sim é pesadota! E boa parte vem das rodas, são realmente muito pesadas pesando perto de 4,7Kg completas :|
Próximo passo será colocar novo selim, espigão do selim e converter as actuais rodas para sistema tubeless. Só o trocar os pneus actuais para uns mais leves irei poupar quase 400gr entre as duas rodas !
 
#13
Sempre usei BB7's com Speed Dials dsd 2005 na minha GT Moto, foi uma escolha que fiz na altura ( HFX Nine -> Avid BB7 ) e nunca mais voltei atrás. Se me davam para freeride também vão dar para XC/Trail eheheh

Uns BB7+Speed Dial+cabos teflon, bem ajustados e nunca me faltaram travões ( mt pelo contrario ... ) embora com a troca da RST para a FOX acho que vou optar por uns 180mm à frente para ter um pouco de extra grip.

Como disse no meu primeiro post, é simplesmente por uma questão de gosto pessoal ;)
 
#15
quando dizes 4,7 kgs estas a contar com o que? realmente a ver assim é mau!!
Estou a falar das rodas completas, aros, pneus, cassete etc the works. Lá para Novembro ( subsidio de natal ftw ) já as devo trocar e baixar o peso total do conjunto para qualquer coisa entre 3~3.5kg, sem comprometer a rigidez.

Só nos pneus tou a contar perder á volta das 200gr por pneu ( os Black Jack são pesadotes nas >700gr ) ;)
 
#16
Bem novos upgrades na burra ...







Cubos:
DT Swiss 240S
Aros: DT Swiss XR 4.2D
Pneus: Maxxis Ignitor LUST 2.1 & Maxxis Crossmark LUST 2.1
Cassete: Shimano SLX 11-34t

Com esta alteração baixou o peso da bina de 12.6 Kg para 11.4Kg, o que tendo em conta que ambos os pneus pesaram 740g cada, não é nada mau !

Próximas compras será trocar os pedais por uns Ritchey Pro Mountain V5 Paradigm, umas chavetas MR CONTROL ou Token e uns rotores Alligator Starlite. Os rotores e chavetas simplesmente porque de momento estou a usar os rotores das antigas rodas nas novas mas vou usar as velhas rodas para quando faço apenas estrada ( visto que lhes coloquei uns pneus de estrada ).

Mais para a frente deverei colocar um espigão Woodman Carbon EL, um selim RCZ Race e um avanço Ritchey WCS 4 Axis Matrix ( os velhos componentes são para ser aproveitados noutro quadro ), o que me deve atirar para entre os 10,500~10,700 Kg.
Talvez troque bem mais para a frente ( tipo 2012 ) os BB7 para uns XTR Trail mas apenas se necessitar de comprar travões para o novo quadro que aí vem ( Ragley Troof ) :D ).

Coisa que me fará atirar para baixo do meu objectivo ( 11 kg ) sem comprometer em nada a fiabilidade/robustez que pretendo para praticar o trail agressivo que pratico !
 
#17
Boas,

bem fixe a máquina.
Também andei para por os BB7 por uma questão de simplicidade, mas o preço que pedem por eles novos, preferi mandar vir uns Elixir 5, para já, satisfeito ;)

PS:
já agora , daqui Easyrider do forum Aquapc ( small world indeed ).
 
#18
PS:
já agora , daqui Easyrider do forum Aquapc ( small world indeed )
Pois é verdade. eles novos pedem um pouco demais tendo em conta que não mudam o design do mesmo há imensos anos. Felizmente maioria do material comprei em "2ª mão" ( mas totalmente novos ) e logo beeeem mais baratos.

PS:
já agora , daqui Easyrider do forum Aquapc ( small world indeed )
E ainda dizem que o pessoal dos computadores não fazem exercicio :D
 
#20
Está com a pressão indicada para o meu peso e com 20% de sag, o normal. Na foto está com o curso normal e até está com 5mm extra, ou seja, com 105mm. Quando muito poderá ser o angulo da roda quando a foto foi tirada ( está ligeiramente inclinada ), até porque ainda nem consegui esgotar o curso da mesma e ando um pouco mais duro que o considerado normal em XC :D