Caminho D`Este- Vales Mortos (Serpa) a Santiago em Autonomia

Continuação do 2º Dia

Estamos a aproximar do grande lago "Barragem do Alqueva"














Passagem do Rio Guadiana perto de Monsaraz.





Subida para Monsaraz, principal dificuldade do dia.







Chegada a Monsaraz.













Saída de Monsaraz pelos track´s do Transportugal em direcção a Cabeça de Carneiro.


















Depois de chegar ao pavilhão dos Bombeiros do Alandroal.



[/IMG]















Os dados do dia.







O nosso jantar no restaurante do Zé do Alto.






Quero agradecer à disponibilidade que os Bombeiros do Alandroal tiveram para connosco.

Este foi um dia muito desgastante, depois de 139km…!

Amanhã à mais
 
Last edited:
Eu não sei quanto ao resto do pessoal, mas eu não consigo ver nenhuma foto.
Se calhar não era má ideia usar serviços mais universais como o Flickr ou o Panoramio, que por norma não costumam ter este tipo de problema.
 
Estou a ficar um pouco farto, pois ontem à noite estavam todas visíveis, após apagar as fotos no site elas deixaram de estar.

Vou ter de colocar aqui o link e o pessoal vai directamente.
 
POis as fotos tem de estar sempre alojadas no servidor, ao retirares o link deixa de funcionar

p.s hoje passaste por mim (estava eu de bike a conversa) .

Abraço
 
Estou a ficar um pouco farto, pois ontem à noite estavam todas visíveis, após apagar as fotos no site elas deixaram de estar.

Vou ter de colocar aqui o link e o pessoal vai directamente.
Nesse caso está tudo explicado... o link que aqui coloca é apenas uma referência para o site onde colocou as fotos. Se as apagar no site, automaticamente deixam de estar aqui visíveis.
 
Obrigada pessoal, isso devia de ser o mais lógico.
Como é que me explicam que as fotos do 1º dia não estão no site de onde tirei o link e aparecem todas aqui na pagina 9 do forum.
Vou tentar colocar as fotos no google e através do link consultarem as fotos.
 
2º Dia Vales Mortos-Alandroal

O dia começou bem cedo com o pequeno-almoço na casa da mãe do Nuno, depois de toda a carga arrumada nas bikes, seguimos em direcção a Serpa com passagem pela igreja de São Salvador e Santa Maria.

Quando saímos de Serpa deixamos de ter as marcações na estrada, seguimos em direcção a Moura passando por Brinches e não por Pias, pois a estrada por Brinches é menos movimentada.

Em Brinches fizemos uma paragem para um café e um pastel de nata.

Em Moura tivemos um encontro com um ciclista Americano que viajou dos EUA até Madrid de avião e iniciou a viagem de bike com destino a Portugal.
A intenção era entrar pelo Alentejo, passar por Lisboa, Fátima, Porto, Salamanca e regressar a Madrid para depois apanhar o avião e regressar aos EUA.

De Moura continuamos pelas planícies Alentejanas em direcção à Povoa de São Miguel onde o Nuno e o Chaiça beberam um tintinho com gentes locais e ai almoçamos, depois seguimos para Mourão e ai começamos a ter contacto com o grande lago “Barragem do Alqueva”.

Com a passagem do Rio Guadiana aproximava-se a dificuldade do dia; a subida para Monsaraz.

Em Monsaraz apanhamos um track que é utilizado pelo Transportugal até Cabeça de Carneiro, depois Terena e para o final do dia Alandroal.

A chegada ao Alandroal foi um pouco húmida com o São Pedro a querer dar-nos banho.

Depois de um banho quente e roupa lavada fomos à procura do restaurante Zé do Alto que tinha sido indicado pelos bombeiros.

Nessa noite pernoitamos nos Bombeiros de Alandroal.

Queremos agradecer aos bombeiros de Alandroal pela disponibilidade e simpatia.

Este dia parece fácil, mas as ditas planícies e rectas enganam e muito, são subidas ligeiras mas muito longas, ao fim de muitas, fazem moça nas pernas.

Para verem as fotos cliquem no link que se segue:

Ps" A fotos não estão por ordem, desculpem...

https://drive.google.com/folderview?id=0B5wgBuyTVbOsR1JCbVVfYXhIejA&usp=sharing
 
3º Dia Alandroal-Nisa

Este dia começou bem cedo com a despedida dos bombeiros do Alandroal, tomamos o pequeno almoço e carimbamos a credencial numa pastelaria local.

A viagem segui em direcção a Estremoz, São Bento do Cortiço e almoço em Fronteira, aqui caio uma grande carga de agua com abrigo numa área de serviço.

De seguida para Alter do Chão, depois de entrar no concelho do Crato começamos a encontrar novamente as marcações do caminho.

Depois do Crato veio Val do Peso, Flor da Rosa, Alpalhão e por fim a chegada a Nisa, onde nos esperava o meu amigo Sérgio Cebola, um grande mentor dos Caminhos de Santiago naquela região.

Depois dos cumprimentos, lá fomos para os bombeiros de Nisa onde pernoitamos.

Quero agradecer aos bombeiros de Nisa pela disponibilidade.

As fotos seguem no link abaixo:

https://drive.google.com/folderview?id=0B5wgBuyTVbOsVzJfVVZDOW1LV3c&usp=sharing
 
Boas pessoal do pedal, não tem sido possível atualizar o foto report porque estou a trabalhar fora e o acesso à internet é muito limitado.

Em breve estou em casa, prometo que vou publicar todas as fotos.
 
Já está o percurso delineado... apanhei os vossos tracks e inverti os ditos... :)
Um pergunta que é o que me está a faltar... querendo ficar em Vales de Mortos, ou nas imediações, onde é que recomendam a ficar?

Um Abraço,
 
Boas pedrorof, podes contactar-me-919477403 ou joao.elisiario73@gmail.com

Se for em Agosto, as coisas podem se complicar, pois a pouca hotelaria que existe está sempre esgotada.
Até pode ser que eu esteja por lá e te de dormida.
Qual a data que vais fazer o caminho?

Mais informo que o nome da minha aldeia é; Vales Mortos
 
Last edited:
João,

Opá, impecável!!!
Será para fazer na terceira semana de Agosto ou na última sendo que vai depender da meteorologia... :)

Para a semana até Quarta-Feira temos mesmo de decidir e aí já te vou chatear... :)

Um Abraço e muito obrigado,
 
Boas Pedro, eu vou estar em Vales Mortos até ao dia 17 de Agosto, dia 18 já tenho que ir trabalhar.
Diz-me quantas pessoas são, pode ser que te possa ajudar.
Telefona-me assim que poderes, com tempo as coisas resolvem-se melhor.

Um abraço

João Carlos
 
4º Dia

Nisa-Soalheira


Depois de uma noite bem passada nos Bombeiros de Nisa, na qual quero aqui deixar um agradecimento, saímos bem cedo em direcção a V. V. de Ródão com um percurso muito sinuoso e bem durinho sempre por terra batida.

Chegada a Vila Velha deu para reforçar o pequeno almoço e seguir para Castelo Branco continuando por terra batida.

De Castelo Branco seguimos para Soalheira onde iríamos pernoitar nos Bombeiros locais.

Este foi provavelmente o dia em pedalamos mais em terra batida.

Quero deixar aqui uma ressalva para quem quiser dormir em Soalheira, pois é uma vila que infelizmente não tem um restaurante para jantar.

Nós jantamos no recinto das festas da vila, se não fossem as festas não tínhamos restaurante, pois foi montado um restaurante para as festas.

Quero agradecer ao Sérgio Cebola pelo apoio que me deu quando nós passamos por Nisa e na preparação para esta grande aventura, muito obrigada .

Segue o link com as fotos:

https://drive.google.com/folderview?id=0B5wgBuyTVbOsTzBwbk1OeEtUUWs&usp=sharing
 
5º Dia

Soalheira-Vila de Gonçalo


"Um dia dos mais capazes"

Saímos de Soalheira mentalizados para ultrapassar a serra da Gardunha com passagem por Castelo Novo, mas tudo se iria complicar com a subida até ao alto da serra da , para fazer 13 km demoramos 4 horas.

Na descida para o Fundão tivemos muitos problemas com o sinal GPS e com muito frio.

Este dia foi um constante sobe e desce com passagem por Belmonte onde pensava-mos dormir, mas não tinha-mos alojamento nos Bombeiro.

Tivemos que fazer mais 6 ou 7 km até à Vila de Gonçalo com as pernas já muito cansadas, foi um verdadeiro sofrimento.

Para recompensar fomos muito bem recebidos nos Bombeiros de Gonçalo, na qual quero deixar um agradecimento a todos os que nos receberam.

Segue o link das fotos:

https://drive.google.com/folderview?id=0B5wgBuyTVbOsODJuLXhRREJ5Umc&usp=sharing