Bikes WSD (Women's Specific Design) valem a pena?

#43
Bom dia, vou usar este tópico porque estou numa situação semelhante e tenho algumas dúvidas.

Pretendo comprar uma bicicleta com um orçamento de 500€, máximo 600€ se valer a pena.
Compensa apostar na versão para senhora? (tenho 1,67).
Tenho uma bicicleta das mais baratas. Não é versão para senhora e tem um banco tão duro, que mesmo com calções almofadados, após 30km não me consigo sentar durante um bom tempo, devido às dores.

Pretendo uma bike alguma qualidade e que me permita fazer trilhos e participar em meias maratonas.

Também tenho noção que se paga muito pelo "selo" da marca, por isso já andei a ver algumas marcas menos reconhecidas, nomeadamente da marca Qüer. No entanto, não percebo nada de material de bicicletas por isso gostava que me aconselhassem alguns modelos.

Ao início andei a pesquisar versões para senhora e engracei com esta bike. Pela promoção dela, acham que por este preço consigo melhor qualidade?
www.************/pt/btt/4377-bicicleta-scott-contessa-scale-730-t-m.html

Aguardo uma resposta vossa, obrigada

Boas pedaladas,
Ana Silva
 

Joseelias

Well-Known Member
#45
@anacsilva


Nessa gama de preços a Decathlon e a Berg são imbatíveis. As marcas vão cobrar cerca de 200€ pelo autocolante sem qualquer vantagem. Não digo isto ao calhas pois há cerca de três anos comprou-se uma bicicleta para a minha mulher da Berg que custava 400€ e uma exactamente igual em termos de componentes e peso (o quadro não era por isso melhor) custava 600€. Como apanhamos uma promoção, a Berg ficou por 300€ contra os 600€ da Scott! E ao fim de vários milhares de quilómetros não há nada a apontar à bicicleta.

Também penso que não há grande vantagem nas bicicletas especificas para mulheres. O que pagas a mais por esse motivo resume-se praticamente a terem pinturas mais femininas, e eventualmente a terem alguns componentes mais adaptados (avanço e selim) que se comprados à parte e montados numa bicicleta para "homem" fica mais barato que o que as marcas cobram por os trazerem de série.

Aliás, há homens com tantas estruturas de corpo diferente que uma grande parte deles coincide com as mesmas proporções de muitas mulheres. E eles andam em bicicletas para "homem" e não se queixam por isso. Assim, eu sou da opinião que isso das bicicletas para mulheres é mais uma manobra de marketing que algo de essencial.

Dito isto, o que é importante é comprares um selim especifico para mulheres. Não é importante que sejam muito almofadados, mas que tenham a largura adequada, pois as mulheres têm os ossos da bacia mais largos e necessitam de apoio correcto. Procura um selim com pelo menos 14cm de largura, mas a maior parte dos selins femininos tem 15cm. Se tiveres as ancas mais largas opta pelos 15cm. Para além disso, a abertura no centro é mais larga para se adaptar à anatomia feminina.

A minha mulher também sofreu alguma tortura nas primeiras vezes que saímos (não só na zona das nádegas mas entre as pernas), e depois de compramos um Selle Italia Donna na Decathlon nunca mais se queixou e adora o selim. É o da imagem seguinte, mas tens opções mais viradas para a competição de mais marcas para além da Selle Italia, nomeadamente a pioneira neste tipo de coisas, a Specialized.



O Selle Itallia Diva, mais virado para o rendimento.

 
Last edited:

edununo

Well-Known Member
#47
Parece-me que vais dar uma utilização regular e já queres fazer umas provas.
A minha recomendação é uma Rockrider 580 e um selim de senhora.
Passa um pouco o orçamento (699 euros) mas ficas bem servida.
 
#48
Obrigada pelas dicas. Acabei por comprar o selim Selle Itália Diva na Decatlhon e senti grandes diferenças na primeira utilização. Resolveu o problema!

@edununo
Estou inclinada na compra da rockrider 560, estou à espera de alguma promoção.
 
Last edited: