Bicicletas baratas..

#42
Para o desporto que temos e os prémios que existem nos eventos,temos que ter bikes baratas.Pelo custo de vida que temos e pelos salários não pode dar para mais.Uma coisa que ainda não percebi é porque existem bikes mais caras que motos de enduro,que comparando com as motos é zero.Nestes 6 dias do enduro na Figueira da foz,vê-se material,que sobem a pique e descem que uma bike de 6mil euros não desce nem sobe.Quem estragou o preço das bikes fomos nós e quem está a ganhar é as marcas que cada vez vendem mais caro.Uma bike de topo está ainda a anos luz de uma moto de enduro,mesmo das mais rascas.
 
#43
Uma bike de topo está a anos luz de uma moto de enduro??? :shock:
Tenho uma triste notícia para ti,amigo,não percebes nada de bikes...

Quanto a as bikes não subirem nem descerem os sítios que as motos subiram e desceram...tu não sei,mas eu desço qualquer sítio que uma moto desça,quanto a subir,não tenho 40cv nas pernas,senão até as subidas mais a pique se passavam.

São as baixas produções comparativamente às motos e os materiais mais "nobres" que encarecem a produção das bicicletas.

E se pensas que alguém andou a correr na Figueira com motos de origem,das de 6.000€,estás outra vez enganado...
 
#44
Claro que não com motos de 6000 euros é como os de elite de btt,quando fazem levam as de topo.Mas tenho amigos que as tem só para curtirem e até são mais baratas.Sei do que falo porque tenho uma 125 de enduro já velhinha.Gosto muito andar de moto,mas gosto mais do btt.porque é preciso força,se não ela não anda,enquanto nas motos é só acelerar e lá vai ela.Se ela não der rendimento,muda-se de pinhão de ataque ou cremalheira,para dar mais velocidade ou mais força.
Não é permitido é mudar o piston,mas pode se fazer,abrir janelas no motor etc.....
Nas bikes o que conta é a força e a capacidade do atleta. E quando passamos e ficamos a frente dos que tem de topo de gama,é mesmo fixe.Porque alguns tem-nas e só andam ao fim de semana e depois não tem pernas.Eu tenho uma de média alta e vai andando.
 
#45
Ah,assim já nos entendemos!
Pois estou contigo,este desporto está cheio de malta que ainda pensa que se a bike for topo de gama vai pedalar por eles,ou no minimo fazê-los parecer um "pró"...
E sim,é mesmo muito fixe quando passamos na nossa bike barata por alguém montado numa 5 ou 6 vezes mais cara :D
Outra coisa que a mim me chateia é quem compra uma bike virada para a competição para passear,perdendo em conforto e divertimento...tipo o que acontece a quem compra uma moto4 e só o que faz é sacar cavalinhos à porta do café :evil:

Boas pedaladas!
 
#47
Boas
esqueçam os preços das bikes, baratas/ caras; muito dinheiro/pouco dinheiro; 50/500/5000 €.
nenhuma delas trás kit de pernas, assim como nenhum carro quer seja de 5000 € ou de 500 000 € trás kit de unhas.
pedalem e deixem-se de divagar sobre o tema.
boas pedaladas pessoal
 
#48
Comprei a Berg Trailrock 7.0 numa promoção da sport zone por 300€: Pedia a vossa opinião sincera se foi boa ou má compra.

Quadro: Berg Aluminio 6061MD
Forqueta: Suntour XCM 100
Série Direcção: A-Head 1-1/8 Integrada
Mudança Fr/ Tr: Sram X7/X5
Manípulos Mudanças: Sram X5 27 Vel
Travões: Disco Tektro IO
Cubos: Formula
Aros: Alex DM 30
Pneus: Kenda Kinetics 26* 2,35
Jogo Pedaleiro: Truvativ Iso Flow
Pedais: Plataforma
Selim: Berg VL 3127
Peso [gr]: 14,9 Kgs
Espigão Selim: Aluminio 27,2*350 mm
 
#49
Boas...
Para as voltinhas de fim de semana (e nas calmas ),ou para fazer pequenos percursos no alcatrão como vejo frequentemente aqui na minha terrinha ( cerca de 20 km ),uma bike barata chega perfeitamente,na minha opinião.
Para andar regularmente (trilhos acidentados,terra,lama,pó,serras...btt),convem ter uma bike "um pouco melhor",mas não precisa de ser cara...bikes de 5000 euros são para os profissionais do btt,para quem ganha dinheiro com a modalidade,ou pretende ganhar!...ou não tenha onde gastar o dito...
 
#50
Sinceramente não a acho grande "pistola" , penso que não deves "abusar" da bike, não quer dizer que não aguente mas se andares regularmente nos trilhos vais gastar algum em manutenção isso podes ter a certeza. Mas isso depende da utilização que lhe dás. :wink:
 
#51
O que eu acho é que essa BERG é um pouco pesada.Ela a subir deve ser um arrasto,mas por conta ao descer deve ser um tiro.
Cada um vê o que pode gastar,na situação em que estamos,desemprego,patrões que não pagam,não se pode voar muito alto
 
#52
boa tarde
Começei por fazer btt numa bicicleta que me custou 100 euros depois comprei uma rockridre 6.3 que custou 500 euros neste momento tenho uma scott spark 50 que custou 1700 euros
a diferença é abismal não tem nada a ver é com andar num mini e depois num ferrari
Abraços
 
#53
Há muitos sítios onde és capaz de ir de Mini e de Ferrari não...
:)

Eu comecei com uma RR5.0 e agora ando numa Esm. WDR e já faço muita coisa nesta que também fazia com a antiga, mas pela mão... :)
Mas a prática ajuda muito...
 
#54
Não venho aqui defender a berg trailrock 7.0, mas dizer "Sinceramente não a acho grande "pistola" , penso que não deves "abusar" da bike, não quer dizer que não aguente mas se andares regularmente nos trilhos vais gastar algum em manutenção isso podes ter a certeza. Mas isso depende da utilização que lhe dás.".

Eu tenho há um ano, muitas quedas, muita pedra, 120 km todas as semanas, e sinceramente até agora só troquei o avanço e o volante porque a subir andava sempre em cavalo. Peças de desgaste e ou manutenções até agora nada.
 
#55
Eu tb na RR5.0 fiz 1500KM em poucos meses, muitos trilhos, pedra, areia troncos e que mais houvesse!!! :)
Só troquei pneus e calços dos V-brakes...
Espero que esta faça o mesmo!!!!
 
#56
comprar bikes em hipermercados é um grande erro. há 1 ano e tal comprei uma EMT no JUMBO, suspensao total, travoes a disco 18 vel. ja troquei de pedaleira 3 vezes, as mudanças sao mt mas! e o quadro é de aço!!! nao vale mesmo apena. a suspensao da frente nem se mexe, pq esta sempre compimida por causa do peso do quadro...... a suspensao traseira não é nada má..... e os travoes de disco sao mesmo maus!!! estou a pensar em vende-la, mas nao vou ser capaz pq primeiro aquilo apenas vale 50 euros, e segundo e mt desonesto vender uma bike mt má q so da problemas, a um coitadinho........
 
#57
Não tenho nada contra a marca: mas bicicletas da sportzone, tipo Berg e afins, nas minhas mãos é coisa que se depender de mim nunca irá acontecer.
Um amigo meu comprou uma Berg da sportzone e ao fim de uma semana de andar a saltar passeios e fazer outras macacadas ja estava com ela de volta à loja para tentar solucionar um qualquer estrago que entretanto surgiu. Também ja li aqui no forum que houve alguém que também comprou uma bicicleta de hipermercado e foi com ela para o mato e quando voltou vinha com as rodas quase quadradas
 
#58
Depende de para que e para quem mas mais caro é sempre melhor que mais barato, é verdade que se paga marca e lucros mas 50€ mesmo fabricado numa fabrica de escravos na china não dá para muito. Diferenças muitas, pagamos tecnoligia, conforto, segurança e perfomançe é assim nas bicicletas nos carros nas motos nos barcos depois depende de cada um fazer a avaliação daquilo que comprou e para o que comprou, tenho a certeza que para muitos 50€ chega e sobra do mesmo modo que continua muita gente a nadar em carros com 20 ou 30 anos nos quais a segurança no caso de acidente não tem nada a ver com so actuais, nem o conforto, nem o desempenho, não duvido que se chega ao destino (ou talvez não) mas o que conta é a forma como se chega.
 
#59
Decididamente uma bicicleta de 50 ou mesmo de 100€ não pode oferecer os mesmos níveis de qualidade, segurança, fiabilidade, conforto e sabe-se lá mais o quê que uma bicicleta de 500€ ou bem mais. Isto é elementar, nem há discussão possível! Se com uma bicicleta do supermercado pudéssemos fazer BTT a sério ( e reforço o A SÉRIO) então porquê gastar dinheiro em bicicletas mais caras? Só para desfilar os autocolantes nos quadros? Obviamente há diferenças, embora essas diferenças não sejam bem compreendidas por quem não percebe nada do assunto. Já me aconteceu por diversas ocasiões colegas meus ou familiares dizerem-me que é um desperdício gastar tanto dinheiro numa bicicleta, que afinal são duas rodas, uns pedais e uns travões, que é tudo igual, etc, etc... Eu também pensava um pouco assim até ao dia em que numa voltinha descontraída com uma bicicleta que custou 60€ ou 70€ num supermercado me ia matando...simplesmente porque um dos pedais desfez-se com a força da minha pedalada.....a descer!!
Por outro lado continuo a achar que acima de certas quantias começa a roçar o exagero gastar dinheiro numa bicicleta...não questiono a qualidade dos materiais, questiono antes as margens de lucro que os fabricantes e vendedores têem. Acho que é possível encontrar um equilibrio entre fiabilidade, qualidade, segurança e preço. Claro que tudo também depende dos objectivos de cada um... e da carteira!
 
#60
Essas bicicletas q se compram nos hipermercados a 50€ ou 100€ ñ pudemos exigir muito delas, mas para quem quer dar so uma volta ao café ou um passeio ao pé do mar chega perfeitamente, agora se estamos a falar de ir praticar btt, participar em passeios, maratonas temos q comprar uma coisa bem melhor para ñ termos disabores, se ñ pudemos correr o risco de chegar a casa sem um pedal com a roda aos ss.
Mas uma coisa é certa as bikes estão com um preço muito elevado é uma coisa de doidos.