Batimento cardíaco

#1
Há uns anos que pratico BTT e Cicloturismo e mesmo quando em subida, a tentar dar o máximo raramente passo das 185bpm. Recentemente, comecei também a praticar corrida, e aí é com muita frequência que chego facilmente ás 195bpm, mesmo sem me sentir em grande esforço, quando comparado com o que tento fazer em cima da bicicleta, porque será?
Já agora tenho 34 anos 1,70mt e 70kg.
Muito obrigado.
 

XTR

New Member
#4
Eu tenho um cinto da decathlon que em corrida conta mal os batimentos devido aos impactos, pode ser isso pois acho estranho andares a 195 sem sentires q vais em esforço.
 
#5
Também acho estranho, 195 pulsações fazem sentir qualquer um em esforço, além disso, aplicando aquela formula genérica (220-idade) a tua pulsação máxima seria 186 :)

O aumento de pulsação da bike para a corrida é normal, pois, a corrida tem um maior impacto muscular.
 
#6
Não, eu vou em esforço, só que quando comparado, esforço-me mais em cima da bicicleta do que em corrida e o batimento é mais alto a correr, percebem, na bicicleta vou a dar o máximo só que o batimento não sobe e na corrida basta fazer um sprint e aumenta logo bastante.
 
#7
simples, deves ter as pernas mais habituadas a correr que a andar de bike, os músculos trabalham de forma diferente.

E em cima da bike, a velocidade é maior, logo há mais refrigeração do corpo, a correr, há um acréscimo do batimento cardíaco só para tentar baixar a temperatura.

Por estes fatores e outros é que o treino na bike com potenciómetro se considera mais fiável que com monitor frequência cardíaca. Há muitas variáveis para além do esforço aplicado.
 
#10
Branquinho.

Sou Bacharel em Educação Física.

Isso é normal. O seu organismo (leia-se fisiologia, bioquímica, biomecânica, adaptação neural) já estão perfeitamente adaptados ao ciclismo. O seu corpo usa os grupos musculares que são utilizados no ciclismo.

Quando você corre, são recrutados grupamentos musculares que não são utilizados na mesma intensidade quando está pedalando. Assim, se faz necessária uma maior oxigenação dos músculos e para isso o coração precisa trabalhar mais. Verá que em breve seu corpo se readaptará à nova modalidade e seus batimentos ficarão mais baixos novamente, mesmo durante a corrida. É uma questão de tempo e readaptação.

Veja por exemplo os tri-atletas que nadam, pedalam e correm. Trata-se de adaptação do organismo ao esforço exigido.

Fique tranquilo que está tudo normal.

Um abraço.

WBR.
 
#11
Mas acho estranho uma pessoa ir a 195 e n sentir grande esforço, eu já cheguei muitas vezes a 195 mas em grande esforço.
Tenho 27 anos a minha FR minina é de 40 e poucos depois de acordar e a maxima atingida de 201
 
#12
A regra dos 220-idade é a pulsação até onde se deve chegar e não o máximo que se consegue chegar. Eu acho que isso é perfeitamente normal porque você está habituado a andar de bicicleta. De andar de bicicleta a correr vai uma grande diferença no que respeita à requisição muscular, impacto e movimento. Se fosse a mesma coisa, qualquer atleta de maratona em corrida fazia um brilharete no ciclismo. Acontece que como tem uma vida desportiva activa fazendo ciclismo nas suas duas vertentes, é natural que se sinta confortável (calmo) durante esforço físico intenso, no entanto, como já disse, correr implica outros movimentos e tem outro impacto a nível muscular que o corpo responde metendo o motor (coração) a esforçar mais!