Ajuda Garmin 520

Discussion in 'Estou a pensar em comprar...' started by ct1ehm, 3 July 2018.

  1. ct1ehm

    ct1ehm Member

    Caros colegas

    Comprei recentemente um Bryton 330 e estou satisfeito com ele. É muito rápido na aquisição de satélites, podemos programar os itens que queremos ver nos diversos écrans, é bastante fluido, a bateria nunca mais acaba, mas, há sempre um mas, se queremos seguir um track é uma complicação, em especial se vamos num trilho e este se divide, enfim não há mapa. Evidentemente que raramente sigo um track, mas se precisar de o fazer desisto. A minha questão é se com o garmin 520 os meus problemas ficam resolvidos ou se arranjo outros problemas. O sistema touch, para quem anda de bicicleta, creio que não irá funcionar bem, não só por usarmos luvas, como também pela humidade e chuva que iriam complicar ainda mais, daí excluo o Garmin 820.

    Agradeço a vossa ajuda.
     
  2. m.r.f.

    m.r.f. Active Member

    Tenho o dakota 20 que é touch há 6 anos, sempre com luvas, leva com chuva e até lama e nunca complicou.
    Alem do mais toutch é mais fácil do que estar a decorar botões (trás, frente, cima, baixo) e mais seguro se estas a pedalar.
     
    ct1ehm likes this.
  3. ct1ehm

    ct1ehm Member

    Obrigado pelo teu comentário. Não tenho qualquer experiência relativamente ao touch com chuva ou humidade, referi-me ao que tenho lido, além de que existem luvas próprias para os touchscreen. Assim sendo não devo descartar o 820.
     
  4. klaser

    klaser Well-Known Member

    Não é verdade..sempre tive o dakota e quando comprei o 520 fiquei receoso por causa dos botões..achei que seria um "atraso"... Pelo contrário, os botões são ótimos,nunca falham, o touch com lama,com água, e principalmente em movimento não é a melhor coisa... Decorar os botões é questão de tempo, hoje em dia até consigo fazer as operações tipo "máquina de escrever" ,o gajo acaba por decorar....
    O 520 não é um aparelho dedicado à navegação, porém desenrasca entre os melhores que não foram feitos p isso ,o mapa colorido por baixo do track é fundamental, "cobrinhas" até podem dar p seguir um track, mas quando a coisa se complica, principalmente em bifurcações que começam muito paralelas (dois trilhos que vão abrindo aos poucos),o mapa é fundamental...
    Não tem comparação o ecrã do 330 com o 520, este último é muito melhor....
    Pontos fracos para o uso do 520 em seguir trilhos : bateria não é muito durável, 8 a 10h em modo "treino", se se for seguir tracks esta autonomia não chegará ás 8h... É preciso às vezes "tratar" os tracks, metê-los com menos pontos,se for um track muito "pesado" , o aparelho pode apresentar algum "lag", ou seja,fica lento a mudar a sua posição atual no mapa... O mapa a ser inserido tem de ser "customizado" , devido à pouca memória interna, o mapa deve ter por volta de 80, 90 MB máx.... Com jeito dá pra por Portugal quase inteiro, eu prefiro não meter a zona sul e meter o norte de espanha, pq vivo no norte....Nada impede os mapas de serem trocados livremente,por exemplo, se vamos andar ou explorar outras zonas, mas só se pode ter um por vez na memória do aparelho.
    Há uma versão nova do 520, o 520 plus, já tem mais recursos,não os vi todos mas é capaz de colmatar alguma das questões q pus acima (sei que tem navegação, o que não é a mesma coisa q seguir um track,mas para a maioria de nós, o que queremos é seguir tracks, com ou sem indicações, isso o 520 normal faz) Navegação mesmo é por exemplo escolher um ponto, morada, etc e pedir para o GPS calcular um caminho ,sobre um mapa roteável,para nós chegarmos lá....(parecido como nos automóveis )
     
    ct1ehm likes this.
  5. ct1ehm

    ct1ehm Member

    Muito obrigado Klaser, mais uma vez me estás a ajudar, eu sabia que tinhas um 520 e estava a aguardar a tua opinião, a qual para mim é muito importante. Relativamente ao 820, li aqui no Fórum ( aqui ou no ciclismo de estrada ) maus " reviews ", recordo-me de alguém a referir que o 820 possuía problemas de hardware, os quais a Garmin tentava em vão repará-los com software, foi também no Fórum que li os problemas no ecrã táctil com chuva ou muita humidade. Existe aqui uma loja onde o 520 normal está a 200 ( não têm o plus ) e o Explore 820 está a 230 €. Como já me precipitei com o Bryton 330, agora quero ter a certeza do que vou comprar, até porque o 520 custa o dobro do 330.

    Obrigado e boas pedaladas.
     
  6. gfrmartins

    gfrmartins Active Member

    ct1ehm likes this.
  7. ct1ehm

    ct1ehm Member

    Obrigado grfmartins.

    Cumprimentos.
     
  8. edununo

    edununo Well-Known Member

    No último transcavado o meu 520 portou-se bem e aguentou 11 horas a seguir o trilho. Ficou com 4% de bateria.
     
    ct1ehm likes this.
  9. ct1ehm

    ct1ehm Member

    Estava mesmo no limite!
     
  10. klaser

    klaser Well-Known Member

    Evidente que a duração da bateria vai depender de vários fatores de set up , brilho do ecrã (mesmo que temporário por algum tempo ), modo gps (gps só ou gps+glonass) , alertas sonoros de indicações, quantidade de sensores pareados, bluetooth ligado ou não , até se a temperatura tiver muito fria ele pelo menos vai indicar bateria a gastar mais rápido...
     
    ct1ehm likes this.
  11. ct1ehm

    ct1ehm Member

    Klaser, tenho uma dúvida, vamos supor que estamos a fazer um treino, se seleccionarmos o mapa ele dá-nos a nossa posição?
     
  12. klaser

    klaser Well-Known Member

    Claro, é um ecrã diferente para o mapa,nossa posição está sempre lá desde que tenhamos sinal satélite....
     
    ct1ehm likes this.
  13. ct1ehm

    ct1ehm Member

    Mais uma vez obrigado Klaser, era esse pequeno grande pormenor que me faltava.

    Cumprimentos e bom fim de semana.
     
  14. adofr86

    adofr86 Member

    Eu estive a ler umas reviews porque ando indeciso entre o 520 e o 820, e do que li aquilo que deu para perceber é que no 820 podemos seguir o mapa sem carregar trilhos enquanto que no 520 isso não é possivel uma vez que o mapa não é tão detalhado e por isso temos sempre que carregar um trilho.
     
  15. m.r.f.

    m.r.f. Active Member

    Se for para colocar mapa é melhor esquecer o 520, pouca memoria, não dá para instalar mapas completos como o @klaser já referiu.
    Mas se for para registar as voltas com tempos e medias e depois colocar no strava então o 520 é indicado.
    Para seguir trilhos com mapas podem ir para um Garmin eTouch 35 ou até mesmo um dakota 20 que é mais barato, mas tem algumas limitações em termos de treino.
     
    Last edited: 6 July 2018
  16. gfrmartins

    gfrmartins Active Member

    Foi isso (entre outras coisas) que o 520 plus veio resolver.

    Basicamente é um 820 sem ser touch
     
  17. pamoreira

    pamoreira Member

  18. klaser

    klaser Well-Known Member

    O mapa que dá pra por no 520 tem tanto detalhe como qualquer outro, isso é uma falsa questão, só é preciso ter um mapa com uma área menor.... 99% das vezes andamos numa área não muito longe de casa, eu tenho o mapa desde Lisboa até a Galícia toda, serve sempre....Se por um acaso por exemplo, for fazer uma viagem p outro país, etc, é só trocar o mapa...não há crise.... Tenho o dakota com mapa da Europa inteira, mas como disse 99% é pra fazer feitio, tens lá o mapa de itália,alemanha, etc pra quê ? Só pra dizer que tens..
    Esta limitação do 520 é ao meu ver propositada, porque senão não iam vender quase nenhum 820 :D
     
    ct1ehm and edununo like this.
  19. m.r.f.

    m.r.f. Active Member

    Mas qual é a capacidade da memoria interna do plus?
    Não consigo encontrar em lado nenhum essa informação.
     
  20. m.r.f.

    m.r.f. Active Member

    Já encontrei, tem 15 Gb de memoria. 5 para o SO sobra 10 Gb.
    Assim sim, tem capacidade para varios mapas.
     

Share This Page