aggreSSpeed

#1
Boa tarde a todos os colegas do pedal,

Abri este tópico para mostrar a minha bicicleta mono velocidade.
Na verdade, esta bicicleta conta imensas histórias! Adquiri-a no ano de 2002. Na altura ainda pouco percebia disto, e o XC era uma modalidade muito pouco conhecida por mim.
Achei-a relativamente interessante e bonita para as minhas simples voltinhas.
O bicho rapidamente começou a pegar, e rapidamente comecei a 'mexer' na bicicleta. Do material que a equipava de origem nada restou! Muitos e muitos quilómetros rodaram por ela, e muitas e muitas peças se foram trocando.
Imensas versões passaram por ela, desde o All Mountain, com bash e Marzocchi Dirt Jumper de 130mm, até agora, à recente versão SS.

Falando agora nesta sua montagem SS, pretendia uma polivalência entre relações, e por isso resolvi colocar 2 cogs. Um de 18, para andamentos mais acumulados, e um de 16 para percursos mais rolantes. A linha de corrente fica resolvia trocando o prato de 32 para a posição da talega, onde simplesmente tenho que 'afinar' o tensor.

Relativamente aos outros componentes (em lista) cumprem todos muito bem a sua função, e era tudo material arrumado na garagem, inclusivé a forqueta rígida de carbono que já estava montada nesta bicicleta, quando ainda tinha muitos pratos e roldanas ;) e devo dizer que acho fantástico o comportamento desta forqueta!

Mas o que o pessoal quer mesmo é ver fotos, certo?! Aqui vão elas:






Lista de componentes:
Quadro: GT Aggressor 3.0 de 2002, alumínio, tamanho M
Forqueta carbono: eXotic Carbon Rigid MTB Fork (425mm), só para disco
Avanço: FSA OS150
Guiador: FSA XC180 (branco)
Espigão de selim: FSA SL280
Tensor: Superstar Singlespeed Tensioner
Kit SS: Superstar Kit 18T + Superstar 16T Wide Sprocket
Corrente: Sram pc850
Pedaleira: Truvativ Firex (175mm) com prato 32T
Eixo pedaleiro: RPM ISIS
Travões de disco mecânicos: Hayes MX2
Discos: (front) Hayes 160mm; (rear) Shimano Centerlock 160mm
Manetes de Travão: Tektro
Rodas: (front) aro taurus, raios pretos, cubo Migoki; (rear) aro Vuelta Airline pintado de preto, raios inox, cubo Shimano LX centerlock
Pneus: (front) Kenda Karma 2.2; (rear) Kenda Karma 2.0
Selim: San Marco Ponza
Grade bidon: Bontrager
Punhos: ESI Grips Chunky (amarelos)
Pedais: Crank Brothers Candy C pretos com mola vermelha
Computador: Sigma

Peso: 10.89kg (10.39kg na versão 'estrada')



Espero que tenham gostado e que inspire mais users a alterarem as bicicletas e peças que têm arrumadas pelas suas garagens.
Espero também em breve colocar aqui a sua versão estrada com prato 42T e pneus 1.25...
 
Last edited:

max

Elos Rápidos
#3
Gosto,:)
Acho que ficou muito bem com essa forqueta porque se enquadra bem nas linhas da bike.
Quanto à opção dos dois cog´s cada um tem a sua ideia, mas então porque não colocares também outro prato à frente e fazeres uma dinglespeed, é mais prático na questão da mudança da corrente???
Mas voltando à bike está muito bonita:cheers:
 
#4
Muito obrigado pelos comentários!

marcoarouca: Por acaso foi uma sorte e raridade ela encontrar-se assim tão limpa! ;) Às vezes fica com tanta lama que depois de secar a pedaleira até fica presa!

max: Desconhecia por completo esse conceito (dinglespeed), mas é exactamente isso que ela é! Simplesmente não monto outro prato somente por questões de segurança, isto é, em caso de queda tenho medo que o prato 'vazio' me 'rasgue' a perna. No entanto, a troca do prato de sítio é executada antes de sair de casa, de acordo com o percurso, passeio ou maratona.

Mais uma vez, muito obrigado pelos comentários. Tenho que colocar aqui fotos dela em acção ;)
 

max

Elos Rápidos
#5
Pois eu percebo, às vezes acontece a perna fugir para os dentes afiados,:p mas como podes ver pelo video normalmente colocam um bashguard para evitar isso mesmo.
E como podes ver assim é muito mais fácil de fazer a mudança da corrente.


[video=vimeo;5512351]http://vimeo.com/5512351[/video]
 
Last edited:
#8
Muito obrigado pelo comentário biculas.
Como já tinha referenciado anteriormente, a colocação dos dois carretos é precisamente para permitir uma mudança de relação em SS (dentro das mais habituais, o 32x18 e/ou 32x16), sem ter que estar sempre a trocar de cog e estar sempre a 'abrir' o cepo.

Como o max me elucidou, isto tem um nome, dinglespeed.
De qualquer maneira, e na minha opinião, penso que continua a tratar-se de uma singlespeed.
 
#15
Já testei com 29 na frente e fica porreira... só que a roda era emprestada... tenho que fazer uma montagem.
O ideal mesmo seria a 29 na frente e 27.5 na traseira, mas infelizmente não cabe :(

Outra opção é 29 em ambas as rodas com pneus de cyclocross... tenho que decicir...