17º Alvalade P.Covo

#22
se te referes ao abastecimento na Sonega confirmo que ainda tinham bastante variedade. a partir daí não. agua e bananas. quero no de vale da agua (penso que era esse o nome) e quer no ultimo já na estrada .
 

rg70

New Member
#24
Parece-me que há pessoal que foi a outro Alvalade-Porto Covo.
Foi a minha 1ª participação e só fiz a ida porque já sabia como era a volta: a "festa" está toda em PC.
Já sabia que era muita gente: bastava ver o numero de inscritos. Trata-se de um passeio sem cariz competitivo. Aqui concordo que o pessoal goste de ir em grupo, mas também se pode desviar um pouco quando percebe que tem gente atrás. É o que eu faço.
Também já sabia que ia ter muito pó e fui preparado pra isso. Os abastecimentos pareceram-me razoáveis. No percurso só acho que aquela parede que acho que ninguém subiu montado não acrescenta valor. A seguir fui para a praia com a família...
Para o ano logo se vê.
 
#25
Boa Tarde.
Foi a minha 6ª participação e a 5ª seguida nos 120Km.
Compreendo que neste momento para a organização , tal é a adesão causada pela fama que será difícil fazer melhor.
Primeiro porque a maioria dos participantes , e ontem passou os 2500 , terminam aos 70Km em Porto Côvo e como tal têm de ponderar muito bem os caminhos a usar porque com tanta gente , tudo o que não seja estradão vai entupir , lembro-me da minha primeira participação em que meteram de inicio as várias travessias de ribeiros e eram filas algumas de mais de 30 minutos , desde de então que os Ribeiros ficam para o regresso.
O mais exigente que colocam é depois do Cercal com a única parede digna desse nome e onde devido ao abastecimento de Campilhas o pelotão já vai mais diluido.

A minha maior crítica á organização vai no sentido de que deveriam ser feitas 2 Box com o pessoal dos 120Km a partir primeiro , por exemplo pelas 8h30 deixando a partida da Box dos 70Km para as 9h.
Sem qualquer desprimor para quem vai só fazer a distancia mais curta , que obviamente pode ir bem mais na descontra e disfrutar do evento muito mais , mas o pessoal que se vai fazer aos 120Km tem de ir com outro andamento ou pelo menos tem de ir andando ao seu ritmo pois o regresso de Porto Côvo é sempre chato , principalmente com o calor que estava , muito perto dos 40 graus com a eterna questão da Areia no regresso que pelo que sei é inevitável para não repetir caminhos ou usar muito alcatrão.
Ontem por acaso haviam várias placas com a opção para quem fosse de rastos de fazer o regresso por estrada.

Sobre o resto e esquecendo o numero demasiado alto de participantes , este Raid é normalmente dos melhores do Pais a nível de abastecimentos.
Então no regresso , a partir da Sonega é quase de 10 em 10 Km e tirando o ultimo na entrada no alcatrão que só tinha agua , mas faltavam 7Km para o fim , os outros havia de tudo um pouco com o da Sonega a ter também as sandes de Carne assada para quem não quer perder tempo em Campilhas.

Eu da minha parte este evento sendo a 6ª edição que vou , já começa a ter o efeito "Deja Vu" e já este ano estive até quase ao fim para me inscrever e pró ano logo se vê.
Este ano o Calor no regresso fez-me sofrer um pouco.

De qualquer forma é um evento que quem nunca foi , deve ir pois encontra o BTT no estado puro em que o desporto se combina com a diversão e a camaradagem.
 
#26
Também eu deixo aqui o meu agradecimento a esta organização que a meu ver e como sendo a minha 1ª participação foi espetacular.Para quem quisesse fazer deste passeio maratona bastava sair em ultimo talvez assim não apanhasse a multidão que se fez notar.O percurso foi bom as descidas brutais as subidas dentro do normal para este percurso,embora aquela parede só mesmo pra loucos embora houvesse quem as subisse.O melhor foi o Singletrack que mais parecia estarmos na Amazónia.Para terminar gostava de pedir que publicassem fotos deste 17ªPasseio Alvalade-Porto Covo.
 

iMiguel

Well-Known Member
#27
rg70, eu quase que a fiz essa subida toda montado. Digo quase, porque o tipo que ia ªa minha frente parou e eu vinha quase colado a ele a subir tive que parar tambem.
 
#28
Viva, fiz este ano pela primeira vez os 120 km's, e admito que ia um pouco apreensivo, não só pelo calor como também pela minha rinite alérgica.
Apesar das "núvens" de pó em alguns pontos do percurso, o saldo final acabou por ser positivo.
Quanto ao calor, acabou por ser mais fácil de suportar que suponha, pois não descuidei em nada a hidratação. Não prescindo da mochila, pois não me incomoda o peso, e opto por parar sempre que necessário.

Sobre os abastecimentos, julgo que os 6 disponibilizados pela organização são suficientes, e se encontram em locais adequados. Já quanto ao "recheio" dos mesmos, respeito as opiniões em contrário, mas o que encontrei foi para mim perfeitamente suficiente. Uma vez mais, prefiro não contar exclusivamente com o que possa encontrar no percurso, trazendo alguns "reforços", para prevenir alguma possível falha ou quebra crítica de energia.

Relativamente ao percurso, e em regra, quem vem a este raid já sabe o que esperar, tanto pelo facto de ser por vezes muito rolante, como pela inevitabilidade de encontrar a malfadada areia em alguns pontos. Quanto à minha perspetiva, julgo que o percurso de regresso a Alvalade é, na sua maioria, desinteressante. Também me enganei já próximo de Alvalade, num entroncamento com uma estrada asfaltada, onde não se encontrava ninguém da organizaçao (!), e não vi qualquer sinal ou indicação. Neste caso virei à direita, quando deveria ter feito o inverso.
Compreendo a desilusão de alguns ciclistas com o ambiente à chegada, mas mais uma vez não é nada de novo: a animação termina em Porto Covo.

Partilho da opinião generalizada sobre a quantidade de participantes, julgo que podia ser limitada. A proposta de partidas diferenciadas também me parece ser interessante.

Em conclusão, e apesar de algumas críticas naturais e pontos a melhorar, trata-se de uma festa (os 70 km's), onde os aspetos do convívio e da camaradagem são realmente importantes.
 
#30
Unico reparo é mesmo à partida de quem vai para os 120. Saindo primeiro evita-se mais de 50 km's a pedir passagem. E depois como em tudo na vida há quem facilite, há quem teime em não deixar passar.

Tema abastecimentos depois de PC

Em Sonega ainda havia sandes de carne assada e passei cerca das 14.30.
Em Vale de Agua havia um belo chuveiro mas a agua era canalizada e sabia a desinfectante
Em S. Domingos nao vi nada a nao ser assistencia tecnica
Em Vale de Vingre, depois do canal, apanhei agua fresca e fruta. Eram 17.00 mais coisa menos coisa. Já ia em Safe Mode completo.
 
#31
Boas companheiros,

Esta foi a minha 5ª participação consecutiva (3ª participação nos 120km).

Tive a sensação que este ano haviam mais participantes que em edições anteriores. Como ia com um meu grupo (Purus Gaudium Bike Team) decidimos que iríamos partir uns 5/10 minutos antes das 9h para evitar a confusão dos primeiros km's, principalmente pela existência da tão esperada areia. E assim foi, iniciamos a grande ritmo, ultrapassando betetistas que já tinham começado bem antes de nós. Pessoalmente, não acho mal porque este raid não é de carácter competitivo. No entanto, a organização podia "evitar" estas situações que fizesse partidas diferenciadas entre os 120km e os 70km. É simples: 120km partiam às 08h45, 70km partiam às 09h.

Quanto ao percurso, foi muito semelhantes a edições anteriores, quase uma mistura de vários anos. A passagem nos arrozais é sempre excelente :) A chegada à barragem foi mais ou menos semelhantes à do ano passado. Na subida à serra do Cercal, creio que era de evitar aquela "parede" que nem a bike nem os sapatos tinham tração. A Amazónia este ano estava bem "arranjada" para a passagem do pessoaç, mais um momento alto do percurso. A imagem da ilha do pessegueiro como pano de fundo na chegada à costa é simplesmente maravilhosa. Depois, a já famosa "parede" de Porto Côvo não podia faltar, sendo este o único ponto de onde há publico à séria a apoiar, tipo mesmo volta à frança, é excelente :) O resto do percurso até Alvalade é feito por percursos interessantes, com sombras, estradões, areia, subidas (suaves), ribeiros, etc... Por fim, a chegada a Alvalade é mais do mesmo, isto é, sem a festa de Porto Côvo, mas pronto, acho que aí quem chega cansado (como eu) isso pouco importa :)

Quanto aos abastecimentos, creio que estavam com o suficiente para dar energia: laranja, banana, barras de figo (comi na Sonega, aos 80km's), a famosa sandes de carne assada, água fresca, sumos... e quase de 10 em 10km. Não senti falta de nada, a não ser de algo mais do que água, não reparei na existência de bebida isotónica por exemplo;

Quanto ao percurso, estava todo bem assinalado por fitas da organização. Pior eram os traços e setas de cal que muitas vezes levavam a dúvida, se percurso era para direita, esquerda... Como ia no grupo da frente não achei que faltasse pessoal da organização nos cruzamentos ou a indicar o caminho, isto tanto na ida como na vinda.

Em Vale de Água, soube mesmo bem o chuveiro improvisado que instalaram, já pelas 14h30 estava um calor que não se podia.

Os meus dados desta 17º Raid:

https://connect.garmin.com/modern/activity/777528751
https://www.strava.com/activities/306661323

Para o ano, quem sabe, lá estarei outra vez :)
 

Jocas22

Active Member
#32
o ter ou não ter caracter competitivo acho que não explica coisa nenhuma quando se decide partir antes das 9h, porque não partir ás 6.30 pela fresquinha ou mesmo partir no dia anterior se tivessem de trabalhar no domingo ou seja o que for. Enfim... Que havia cicloturistas muito há minha frente o que era muito estranho já eu tinha percebido. Não querem o pó, não querem a confusão, ficavam pra trás, a mim parece-me do mais óbvio mas pronto. Vê.se bem pelas fotos que a maior parte saiu sem sequer passar por baixo da cena da partida.
E nem digo isto como critica a quem fez mas á organização, sim que isto não foi um passeio gps gratis, paguei e bem, e que não organizou o que devia ter organizado. E tambem nao digo isto porque queria bater recordes ou fazer figuras no strava, mas se me proponho fazer 120K debaixo de um calor medonho, quanto mais depressa chegar melhor e andar 50K a passar cicloturistas ou a comer o pó atras de quem desmonta a cada minima coisa porque vai so fazer 70K e/ou adora pedalar debaixo de 40 graus... e já nem vou pra aquelas coisas de depois a maioria nao saber pedalar, aos ziguezagues, lado a lado, enfim... não vou dizer mais nada porque ainda dizem que tenho mau feitio.
O que sei é que me custou muito mais do que devia a partir do km 90 por ter de andar 50k a fazer pequenas arrancadas pra passar companheiros sem fim. Eu que até fui um dos 1os a chegar a Alvalade de manhã, se soubesse tinha tirado a bike e ido logo pra estrada tinha o track e tudo, comia sossegado a comida e não comia pó, em terra de chico espertos :fpalm:

mas realmente pelos vistos dou o braço a torcer e peço desculpa á organização, havia a comida eu é que não a vi, e passei nesses pontos á frente de todos os que aqui comentaram... as desculpas pedem-se quanto têm de ser pedidas.
 
#33
Boas
Esta foi a minha 3ª participação e primeira nos 120km.
Concordo com quem já disse que, apesar de não ter carácter competitivo, devia ser limitado a 1500, e/ou os 70 e os 120 terem hora de inicio diferente.
Também acho que, dada a altura do ano e as previsões meteorológicas o inicio devia ser bem mais cedo para se evitar ao máximo o calor abrasador.
Infelizmente não consegui terminar devido a problemas físicos, penso que devido ao calor que se fazia sentir, tendo que desistir aos 80km.
Do que fiz, penso que os abastecimentos estava todos bem apetrechados, onde não faltou água, banana e laranja. Penso apenas que deveriam ter bolinhos (por causa do açúcar) em todos eles.
No que toca ao percurso, é como já disseram, é mais do mesmo, mas também quem vai já sabe ao que vai.
No que toca às marcações, apenas tenho a apontar negativamente a entrada na Amazónia, que estava mesmo muito mal assinalada.

Para o ano, logo se verá.
 
#34
Um gajo arrancar 10 mns antes para evitar "a confusão" só pode ser realmente parvo. Pq não fez no sabado ? Já que tinha os tracks. Dos poucos eventos onde a classificação ou os tempos não tem qualquer tipo de importancia. O pó faz parte. A areia ? Apesar de ser muita, no regresso, idem.
Repito... partir antes é mm pura parvoíce.
 
#35
Uma pergunta??
Vocês sabem que há track´s de GPS destes percursos, não sabem??

Porque não juntam um grupo de amigos- algum terá aparelho de GPS-, levam um camelbak, ou mochila- com a sandocas, as bananas, as laranjas, um bidon extra com águinha congelada para que, a meio do percurso, ela derreta e esteja "au point"!?!?!
Assim, não terão de pagar NADA, não terão de se desviar para passarem por vós, não terão de aguentar quem vai à vossa frente, com o pó dos outros, com a falta de habilidade dos outros, etc etc.

2.500 participantes!?!?!? Ui, se quando eu organizava passeios- há uns 15 anos, antes do evento GPS- tivesse 1/10 desta participação, então tinha ficado rico.
Agora a sério, se NÃO preferem passeios ultra-super-mega-overloaded com participantes, porque diacho vão a eles??
O que é melhor que irem fazer isso com um grupo de amigos??
Ah, ok, a lembrançazita?? E o tempo na geral ? E a prova à mulher ou à "wife-to-be" que estiveram ali e não noutro lugar??
Não me desculpem o sarcasmo que eu não preciso mas poupem-me os queixumes pah, tiveram o que queriam!!!
Dasse!!!
 
Last edited:

Jocas22

Active Member
#36
ó Paulo, que o pessoal que foi seja porque razão, foi que NINGUEM tem nada a ver com isso, comente uns num sentido outros noutro, epá é daquelas coisas, agora sem ir comentar os comentários pra dizer um monte de coisas óbvias que não acrescentam nada... enfim.... a melhor maneira de te pouparem a queixumes é nem passares por aqui que ninguém te convidou, nem gostas deste tipo de coisas nem foste.... afinal de contas vieste aqui fazer o quê exactamente que eu é que não percebi? :fpalm:
 
#37
Oh Joquinhas22
Não sabia que era preciso convite para deixar um bitaite em qualquer post.
(Tu em quase 3400 bitaites - apenas desde 2011- deves ter entrado em muito post sem convite)
E, se não percebeste o que vim fazer, eu sou mais explícito; vim dizer que pessoal como TU queixa-se daquilo que provoca.
 
#38
Uma pergunta??
Vocês sabem que há track´s de GPS destes percursos, não sabem??

Porque não juntam um grupo de amigos- algum terá aparelho de GPS-, levam um camelbak, ou mochila- com a sandocas, as bananas, as laranjas, um bidon extra com águinha congelada para que, a meio do percurso, ela derreta e esteja "au point"!?!?!
Assim, não terão de pagar NADA, não terão de se desviar para passarem por vós, não terão de aguentar quem vai à vossa frente, com o pó dos outros, com a falta de habilidade dos outros, etc etc.

2.500 participantes!?!?!? Ui, se quando eu organizava passeios- há uns 15 anos, antes do evento GPS- tivesse 1/10 desta participação, então tinha ficado rico.
Agora a sério, se preferem passeios ultra-super-mega-overloaded com participantes, porque diacho vão a eles??
O que é melhor que irem fazer isso com um grupo de amigos??
Ah, ok, a lembrançazita?? E o tempo na geral ? E a prova à mulher ou à "wife-to-be" que estiveram ali e não noutro lugar??
Não me desculpem o sarcasmo que eu não preciso mas poupem-me os queixumes pah, tiveram o que queriam!!!
Dasse!!!
Por isso é que cada vez ha mais pessoal a criar eventos à borlix e cada vez mais pessoal a pensar duas vezes antes de pagar.

A unica sugestão que nem entendi como critica á organização foi mesmo de separar as partidas.
Cada vez há mais pessoal a sair antes das 9 para evitar engarrafamentos, e aqueles que gostam nao se mexer nem quando lhes é pedido. Quem vai aos 120 se sair primeiro consegue gerir muito melhor os 50 primeiros km's e nao ter que andar sempre aos esticoes.
Certamente a organização cada vez mais tem vindo a perceber desta situação e saberá responder à altura.

Jocas22, tb é verdade que apenas em Sonega encontrei sandes, para além da Barragem. Todos os outros foi a repetida banana e laranja.
 
#39
Como já disse esta foi a minha 6ª participação e se anteriormente não critiquei a organização este ano achei que o devia fazer.

Nunca repeti um evento tantas vezes, logo não pode ser mau, mas não significa que seja perfeito. A volta é claramente descuidada e existe muito por onde melhorar.
Com pequenos ajustes podem melhorar em muito a experiência de quem volta.

Os abastecimentos na volta :
Porto covo aos 70 km : Água laranjas bananas e um produto esverdeado que não sabia a quase nada.
Sonega aos 80 Km : Tinham sandes, bananas, água, sumos e umas barras de figo ( detestei ). Não tinham copos pelo que o sumo era pela garrafa.
Vale de Água aos 97 km : Tinham bananas e água. Não tinham laranjas, tinham acabado.
Vale Vinagre aos 112 Km : apenas tinham água. Estava fresca.
Alvalade : Água e sandes
Se não me engano era isto.

Em minha opinião deviam ter laranjas e bolos secos em todos os 4 intermédios da volta.
E isto sem pedir nada que não tivessem. É só uma questão de distribuição.

Eu trocava de bom grado a garrafa de vinho por uns bolos no regresso. E ouve um ano destes que tinham bolos de arroz na Sonega.

Quanto ao pessoal que arranca antes, acho mal. Acontece todos os anos e segundo parece ainda são bastantes os que o fazem.
 
#40
Meus caros, eu tenho o "defeito" de ser frontal, e dizer o que penso sem grandes pruridos, pelo que me sinto confortável como "mediador" nesta troca de "mimos"...
É certo que ninguém me nomeou ou sequer convidou para isso, mas tenho a convicção que devemos sempre agir com urbanidade e civismo, seja qual fôr o meio ou contexto.
É esta a minha atitude na vida, apesar de nem sempre conseguir estar à altura desses princípios, seja por stress, cansaço, sensação de injustiça, ou afronta pessoal.
Quero com isto dizer, sem ter a pretensão de querer formar ou corrigir quem quer que seja, que este tipo de comentários não são construtivos, e que podem até contribuir para o desinteresse de muitos usuários deste fórum.
Não se irritem tanto por uma questão de diferença de opiniões, o debate deve ser livre mas edificante.
Desculpem-me o "testamento"!

P.S.: Talvez os administradores estejam desatentos ou indiferentes?

Paulo Borges