PDA

View Full Version : L-Carnitina será que compensa?



nneves
13-12-2010, 13:21
Boas

Estou aqui num dilema enorme, ando a pensar nos benefícios deste produto.

Já pesquisei e pelas informações que obtive é bom para o desempenho, agora a minha duvida é a seguinte é mesmo boa (queria opiniões de quem usa/usou) e as contra indicações.

Link do produto:
http://www.goldnutrition.pt/index.php/Produto/lcarnitina2000liquida.html

Grato pela ajuda :p

pmgf
13-12-2010, 13:56
A L-Carnitina é um suplemento que é usado para perder peso, supostamente utiliza a gordura como energia. Eu já tomei para andar de bike e correr, não noto nada de significante em termos de performance. E foi esse que tomei.

Myrage
13-12-2010, 14:00
Em 1993 fiz uma dieta de 14kg com L-Carnitina e muito suor à mistura :)
Para perder peso a coisa funciona. No que consiste a desempenho: acredito que retarde um bocado a fadiga muscular. Mas não confirmo.

MY

pmgf
13-12-2010, 14:31
nneves o que pretendes, perder peso ou melhorar desempenho?

nneves
13-12-2010, 14:53
É assim perder peso acho que não por tenho 1.78 e quando comecei no btt tinha 106 kl (Maio de 2010) hoje tenho 84 klg por isso não se justifica muito era mais pela performance.

pmgf
13-12-2010, 15:00
Então não sei até que ponto a L-Carnitina é indicada para o que queres. Pessoalmente não notei nada de especial, mas também só emagreces se alterares a alimentação... Se comeres normalmente e tomares não vais perder peso.

nneves
13-12-2010, 15:02
Sim na alimentação alterei radicalmente os meus hábitos foi ai que perdi os 20 klg :)

amdm
13-12-2010, 15:25
É assim perder peso acho que não por tenho 1.78 e quando comecei no btt tinha 106 kl (Maio de 2010) hoje tenho 84 klg por isso não se justifica muito era mais pela performance.

A menos que tenhas um tronco largo e bem construido, ainda tens margem para perder pelo menos 10 kilos.

SURFAS
13-12-2010, 15:44
É assim perder peso acho que não por tenho 1.78 e quando comecei no btt tinha 106 kl (Maio de 2010) hoje tenho 84 klg por isso não se justifica muito era mais pela performance.

Continua a pedalar ....

TOUTETERRAINE
13-12-2010, 16:59
Em 1993 fiz uma dieta de 14kg com L-Carnitina e muito suor à mistura :)
Para perder peso a coisa funciona. No que consiste a desempenho: acredito que retarde um bocado a fadiga muscular. Mas não confirmo.

MY

Isto tem contra-indicações?

Obrigado

pmgf
13-12-2010, 17:33
Que eu saiba não. Mas para perder peso o mais eficaz são os termogénicos. São é mais agressivos que a L-Carnitina...

Espigão
13-12-2010, 17:54
As contra-indicações da L-Carnitina é tomá-la e não pedalar... ou não pedalar o suficiente... :lol: Assim ela chateia-se... :lol:

Agora a sério, não tem qualquer contra-indicação pois trata-se de um simples nutriente e não de uma substância tóxica. Um nutriente "não tão essencial" como muitos outros mas também importante em algumas funções sobretudo em nós atletas e não só...

Mais energia, adjuvante na perda de peso, aumento das defesas imunológicas, desenvolvimento cognitivo, regulação dos níveis de colesterol (aumento do HDL, diminuição da TA) e triglicéridos... chega de benefícios da L-Carnitina?

Mesmo por não ser consumida em quantidades suficientes (cerca de 50mg/dia) tem sido cada vez mais recomendada a ingestão de suplementos com este nutriente.

Ainda acerca das suas funções, basta leres alguma da literatura que se encontra pelos folhetos de suplementos, sites relacionados, etc, para ficares com uma boa ideia.

Sobre se aumenta ou não a endurance, sinceramente noto alguma coisa mas só após umas 3/3h30 de treino. A sensação que tenho é de conseguir arranjar energia numa fase em a mesma já devia ser escassa... :lol:

Sem dúvida que se deve ao facto de poupar o glicogénio muscular através da estimulação da utilização dos ácidos gordos.

Para tentar sentir estes resultados, fiz algumas experiências como por exemplo um treino de 4h00 a seguir a uma noite de trabalho com l-carnitina e outro treino idêntico sem l-carnitina e sinceramente consegui sentir alguns efeitos. Se era ou não da L-Carnitina, não sei ou então foi coincidência o que não acredito...

Amigo, 1,78cm com 84kg, estás com o meu peso mas eu tenho 1,94cm... :lol:

Eu não faço nada de dietas rigorosas, pelo contrário. Tenho alguns cuidados com o que como (fritos, gorduras, molhos, etc) mas de resto, sou de boa boca.:lol:

Já uso a L-carnitina há uns anos e vai de certeza fazer-me companhia nas próximas Maratonas e treinos mais duros...

Como tomo, porque tomo e para outras informações é só ires AQUI (http://www.hugoespigaocarvalho.com/first/index.php?view=entry&id=113%3Aa-minha-suplementacao-desportiva&option=com_lyftenbloggie&Itemid=15).;)

Cumprimentos

Hugo

TOUTETERRAINE
13-12-2010, 18:14
Já vi que fazes competição, mas para um atleta como eu de "domingo sim / domingo não" :mrgreen:, achas que vou tirar rendimento?? Queria perder algum peso, mas eu sou como tu dizes de "muito boa boca" e mesmo pedalando com alguma frequência ao domingo não há meio de sair dos 103 kg :oops:(1.84 mt)!

Nota: A esta situação não será alheio os "3" pratos de Tripas á moda do Porto a seguir á volta dominical! :tungas::cheers:

Guilhas BTT
13-12-2010, 21:38
É assim perder peso acho que não por tenho 1.78 e quando comecei no btt tinha 106 kl (Maio de 2010) hoje tenho 84 klg por isso não se justifica muito era mais pela performance.

É pá grande dieta !!
Conta lá como foi essa perda de peso.

nneves
13-12-2010, 22:22
É pá grande dieta !!
Conta lá como foi essa perda de peso.

Principalmente alguma força de vontade e acima de tudo estudei bem o site o Hugo Espigão (muito obrigado a este senhor pelas infos milagrosas :)) O segredo foi comer mais vezes durante o dia e por exemplo substituir um belo de um folhado por umas bolachas integrais.

À noite simples, uma sopa e e uma peça de fruta (se for sair a noite meto um bife de frango por exemplo) abusar de carnes brancas e a gostar de peixe (para um rapaz de 22 anos no inicio...). :)
Depois outra coisa que fiz foi, por exemplo, alguém trás um bolo cá a casa para depois do jantar o que faço é o seguinte, guardo a minha fatia para o pequeno almoço por exemplo.

Depois outro factor importante é durante a semana diariamente, se poder é claro, 30km por estrada com pouca altimetria tentando uma cadencia boa para aumentar que me permita aumentar a resistência e perder gordura (agora faço 1h de bicicleta de manutenção).

Mas como referi anteriormente o site do Hugo foi muito importante (descobri o site no Inicio de Setembro com 98 klg).
Ah e foi só dieta sem nenhum medicamento para ajudar a perder peso.

Quanto à Carnitina a minha ideia nunca foi perder peso mas sim so por questões de saúde (reforçar defesas, evitar futuras lesões, etc).

EDIT: E o factor idade (22 anos), penso que seja mais fácil de perder peso.

Espigão
14-12-2010, 09:42
Já vi que fazes competição, mas para um atleta como eu de "domingo sim / domingo não" :mrgreen:, achas que vou tirar rendimento?? Queria perder algum peso, mas eu sou como tu dizes de "muito boa boca" e mesmo pedalando com alguma frequência ao domingo não há meio de sair dos 103 kg :oops:(1.84 mt)!

Se és atleta de "domingo sim/domingo não" e de "semana não/semana não" :lol: não existem milagres e no teu caso, justifica-se plenamente uma boa dieta. Ser ou ter "boa boca" não é encher de porcarias que por aí andam (fast fodd, fritos, etc). É comer um pouco de tudo, ter à mesma alguns cuidados como referi e não entrar em exageros embora eu por vezes não seja o melhor exemplo no que diz respeito a doçaria... :lol:

Se mantiveres uns treinos mais regulares, sem ser preciso grandes distâncias, tens igualmente outros suplementos que ajudam no controlo do peso e mesmo na sua perda.

Mas se abusas na comida... não há mesmo milagres.

No meu caso, não gosto de dietas! Gosto de comer bem, sentir-me bem, sem stresses do peso mas para isso, também costumo treinar bem.

O nneves já segue um bom esquema de Alimentação/Treino, por ex e sem grandes sacrifícios.;)


Quanto à Carnitina a minha ideia nunca foi perder peso mas sim so por questões de saúde (reforçar defesas, evitar futuras lesões, etc).

Para isso tens outros suplementos como por exemplo a Glutamina e/ou ainda mais importante, os antioxidantes como por exemplo o SAFE da GoldNutrition.

Cumprimentos

Hugo

Fourmag
14-12-2010, 13:39
Caro Espigão,

Estou a treinar para Duatlo/triatlo e também faço umas maratonas em btt, que aliás, é o desporto de eleição. Graças ao seu site descobri o milagroso Fast Recovery e notei uma diferença brutal na recuperação de treinos mais intensos. Agora, que é que aconselha para ajudar melhorar o desempenho?

Cumprimentos,
Paulo Vides

xisco
14-12-2010, 14:04
A melhor ajuda para o desempenho é continuar a treinar, sempre! É o treino, não se agarrem aos suplementos! Os suplementos têm um papel importante sim na recuperação! Todos os suplementos que melhoram o rendimento/desempenho são DOPING e são ilegais, portanto escusam de andar à procura de um suplemento legal que vos traga melhorias no rendimento pois isso não existe!! E os que existem estão todos numa lista publicada pela WADA! Se for no sentido de recuperação aí sim já podem procurar, mas não se deixem iludir quando as marcas afirmam vincadamente que melhora o desempenho ou rendimento.

Miguel Trek
14-12-2010, 21:06
Boas,
A carnitina é um nutriente sintetizado de um aminoácido essencial, a lisina, estando presente em todas as mitocôndrias do corpo...:p
Este composto tem recebido atenção por ser um dos responsáveis pela oxidação lipídica, de modo que tem sido vendido como um fat burner. Para que os ácidos gordos de cadeia longa atravessem a membrana mitocondrial para serem oxidados, há o auxílio da carnitina-palmitoil transferase, cuja concentração pode ser manipulada pela suplementação de carnitina...:D
Em indivíduos deficientes de carnitina, sua suplementação é de grande importância, porém, até o momento, não há um acordo sobre sua influência na performance...:(
Carnitina é armazenada nos músculos esqueléticos onde ela é necessária para transformar os ácidos gordos em energia para atividades musculares...:D
L-Carnitina é uma substância que desempenha um papel importante no metabolismo da gordura, transportando os ácidos gordos de cadeia longa, para a mitocôndria (fonte energética das células), contribuindo assim para a combustão da gordura. O metabolismo das gorduras nas células musculares, pode ser melhorado com a ajuda adequada de Carnitina, desta forma a energia retida pelo músculo é também aumentada.
Carnitina é produzida pelo organismo em pequenas quantidades. Esta pode ser armazenada pelo organismo através da maior parte do tecido muscular. Através de uma dieta balanceada são absorvidas entre 50 e 100mg de carnitina diárias. A fonte mais rica em carnitina é a carne (especialmente a carne de carneiro). Em dietas vegetarianas, são encontradas pequenas quantidades de carnitina...:)

Espero ter ajudado algo;)
Boas pedaladas:cool:

Fourmag
15-12-2010, 08:36
Eu quando falo em melhoria de rendimento refiro-me a suplementação , não a coisas que ultrapassem isso, nomeadamente doping. Sou federado e faço provas de duatlo, atletismo, maratonas e em breve triatlo. Isso de dopagem é mau em vários sentidos, desde a alteração da verdade desportiva e principalmente mau para a saúde. Treino diariamente e por vezes bi e tri diário, daí a necessidade de suplementos principalmente nos dias mais duros, em que no dia seguinte se nota bastante o desgaste. De certeza que existem suplementos que retardam o desgaste físico e as quebras musculares. É desse tipo de suplementos que me refiro.

Cumprimentos,
Paulo Vides

Espigão
15-12-2010, 10:36
Ora bem... suplementos que melhorem o desempenho... poderia responder: todos!! Como outros complexos vitaminicos, minerais, etc... ou seja, tudo o que uma rotina alimentar mesmo variada e de qualidade não consegue dar resposta às nossas necessidades diárias, sobretudo de quem tem um dia-a-dia mais agitado a nível de trabalho/treinos e não só...

Como disse e bem o xisco, grande parte da suplementação desportiva sente-se mais a nível da recuperação. Quando comecei a fazer uma suplementeção desportiva mais regular, também só quando comecei a ter mais alguma estabilidade a nível profissional e consequentemente de treinos era e é sobretudo a nível da recuperação que sentia mais os seus efeitos. No fundo, em vez de terminar uma maratona com um valente empeno, não só terminava muito bem com estava pronto para outra se fosse preciso, no dia a seguir...

A nível do aumeno da performance, desempenho ou como quiserem chamar, são quase todos como disse atrás.

Se existem suplementos que retardam a fadiga e aceleram a recuperação muscular (BCAA´S, Glutamina, etc) logo aumentam o desempenho...

Se existem suplementos que dão mais energia, mais potência e força muscular (Creatina, etc) , logo aumentam o desempenho...

Se existem suplementos que melhoram a circulação sanguínea durante o exercício (maior e mais rápido aporte de O2 e nutrientes ao músculo), logo aumentam o desempenho...

Se existem suplementos que inibem o ácido láctico, logo aumentam o desempenho...

Se existem suplementos que previnem cãimbras, contracções musculares, desidratação, etc logo aumentam o desempenho...

E por aí fora...

Mas Paulo, percebi a tua questão e para essa actividade física tão intensa, para além do Fast recovery, é igualmente "obrigatório" o ZMA, o Lacticell (com este podes quase de imediato sentir esse aumento do desempenho ao longo da prova) e os BCAA´s.

Cumprimentos

Hugo

Ps: Só mais uma coisa, e já que se falou, doping nunca!! Grande parte dos atletas que o faz e infelizmente são muitos, não têm qualquer consciência dos efeitos secundários de algumas substâncias e métodos utilizados. E muitos desses efeitos acontecem a médio/longo prazo daí continuarem insistentemente a fazê-lo não vendo e sem ninguém para os fazer ver que estão a degradar gravemente a sua saúde...

Fox85
15-12-2010, 15:09
Boas!
Malta atençao que a L-carnitina é um tónico cardiaco!!!Quem tiver algum tipo de problema consulte o medico primeiro!
O que vos posso dizer é que eu quando faço snowboard (das 9 as 17,normalmente uma semana)ajuda e muito!Mas eu tomo L-carnitina 2000 com cafeina!Aquilo é um autentica bomba,mas atençao com os coraçoes mais susceptiveis.

Espigão
15-12-2010, 15:19
Quem tiver algum tipo de problema consulte o medico primeiro!

Que tipo de problema?

Fox85
15-12-2010, 15:33
algum problema cardiaco.Arritmias e por aí fora...

mago
15-12-2010, 15:48
algum problema cardiaco.Arritmias e por aí fora...

FOX85, é exactamente o OPOSTO. A L-carnitina aumenta a energia celular sendo também recomendada para quem sofre de problemas cardíacas, como as ARRITMIAS. Por alguma razão existe há muitos anos o DISOCOR (1gr de L-carnitina), venda em farmácias. Aliás, há cerca de 20 anos atrás, os atletas usavam esta L-Carnitina para perda de massa gorda, isto porque ainda não haviam alternativas na nutrição desportiva.
Os estudos mais recentes mostram que a dose ideal de l-carnitina para perda de massa gorda é de 2.000mg ou mesmo 3.000mg, consoante o peso do atleta.

É lógico que se o suplemento de l-Carnitina tiver também na sua composição CAFEINA ou outro estimulante, a coisa muda de figura.

Alguns artigos sobre a l-carnitina:
http://bit.ly/iheBUB
http://bit.ly/f8NJov
http://bit.ly/fYmN31

Espigão
15-12-2010, 16:24
Bem... já não vim a tempo...:lol:

O Vitor disse tudo.

Ia precisamente avisar-te é para as doses de cafeína que estás tomar com a L-carnitina e mesmo sem esta...

A "bomba" que falas estará mais no efeito da cafeína do que propriamente no da L-Carnitina.

Falar no DISOCOR e noutros medicamentos do género estamos é falar em análogos da carnitina como por exemplo, a L-carnitina acetil, a L-carnitina propionil que têm sido usados clinicamente na redução de depósitos de metabólitos tóxicos por exemplo em condições isquêmicas sendo o seu efeito sempre benéfico sobre a função cardíovascular (inotrópico positivo).

Existem mesmo alguns testes que indicam claramente os beneficios da carnitina na redução da necrose em pacientes com EAM, caso seja administrada até 8 horas do início dos sintomas...

Bem, de resto já foi tudo dito.

Cumprimentos

Hugo

Fox85
15-12-2010, 16:32
Mas aprenderam isso da net foi?lol meus caros cada um sabe de si,eu so estava a tentar ajudar mas muito bem,se voces sao os entendidos na coisa entao...ja ca nao esta quem falou!bjs

JNR
15-12-2010, 17:36
:pesquisa:

É chato dar a sua opinião e a mesma ser rebatida, mas...vê os users que te responderam, e a opinião fundamentada que ambos deverão ter que ter.

Além disso, foste tu que mencionaste a cafeina ;) e a troca de ideias é a base deste forum assim como de qualquer conversa civilizada

Quando recomecei a fazer disporto mais assiduamente e tb com objectivo de perder peso tb me falaram na l-carnitina, mas avisaram logo que teriam que ser pelo menos 2000 mg/dia e msm assim deveria ser a longo prazo que se veria o resultado a nivel do peso. acabaei por tomar 1 ou 2 meses e depois acabei por ir deixando...a verdade é que penso, poderá ser o chamado efeito placebo, que realmente ajudava a manter o desempenho após uns bons tempos de exercicio.

nneves
15-12-2010, 19:13
:pesquisa:

É chato dar a sua opinião e a mesma ser rebatida, mas...vê os users que te responderam, e a opinião fundamentada que ambos deverão ter que ter.

Além disso, foste tu que mencionaste a cafeina ;) e a troca de ideias é a base deste forum assim como de qualquer conversa civilizada

Quando recomecei a fazer disporto mais assiduamente e tb com objectivo de perder peso tb me falaram na l-carnitina, mas avisaram logo que teriam que ser pelo menos 2000 mg/dia e msm assim deveria ser a longo prazo que se veria o resultado a nivel do peso. acabaei por tomar 1 ou 2 meses e depois acabei por ir deixando...a verdade é que penso, poderá ser o chamado efeito placebo, que realmente ajudava a manter o desempenho após uns bons tempos de exercicio.
E a nível de perca de peso, a carnitina ajudou-te muito?

golias
15-12-2010, 19:28
...

também vou mais pela teoria do treino em si!!
quando estão a tomar isso, aplicam-se mais e tentam treinar com mais afinco, daí os resultados!! lol
mas claro que cada um tem reacções diferentes e opiniões diferentes.

...

Espigão
15-12-2010, 19:32
Além disso, foste tu que mencionaste a cafeina ;) e a troca de ideias é a base deste forum assim como de qualquer conversa civilizada

;)

Fox85, se aprendi na net, no curso, nos jornais, nas revistas, nos folhetos, não interessa. Interessa sim a partilha de informação e se até "tens" um grande Campeão de Ciclismo e agora de BTT sempre ou quase sempre disponível para partilhar aqui os seus conhecimentos, acho que é de aproveitar... acho...

Mas como disse e muito bem, cada um sabe de si e acredito que só estava a tentar ajudar mas por vezes a forma como dizemos ou escrevemos as coisas:


Malta atençao que a L-carnitina é um tónico cardiaco!!!Quem tiver algum tipo de problema consulte o medico primeiro!
O que vos posso dizer é que eu quando faço snowboard (das 9 as 17,normalmente uma semana)ajuda e muito!Mas eu tomo L-carnitina 2000 com cafeina!Aquilo é um autentica bomba,mas atençao com os coraçoes mais susceptiveis.

... dão origem a mais e mais boatos e muitos dos que circulam por aí, quase sempre infundamentados...

Não quero dizer que não tenha razão (pelo menos em parte) naquilo que escreveu. Só me estou a referir à forma como o escreveu.

Espero não tenha ficado muito chateado(a) e ao menos que tenha conseguido retirar um conselho ou outro dos nossos posts porque de certeza o objectivo dos mesmos não foi mostrar conhecimentos mas apenas clarificar uma questão.

Cumprimentos

Hugo

andrextr
15-12-2010, 20:26
Hmmm... grandes mecanismos bioquímicos, grandes discussões teóricas, mas até agora ainda não vi nenhuma referencia a qualquer artigo cientifico credível e imparcial a mostrar esses tais benefícios tão aclamados...

A logica que está por detrás dos suplementos é a seguinte:

Substancia X é importante no processo Y. ==> Então se eu tomar 5kilos de substancia X todos os dias, vou ter o processo Y super aumentado ! ==> NÃO NECESSÁRIAMENTE !!!

O meu carro consome gasóleo para andar ==> Então se eu abastecer o deposito com 100L ele vai andar mais! ==> WRONG !!! :)

O músculo utiliza a carnitina para oxidar gorduras. ==> Então se eu tomar um frasco de carnitina por dia fico com muito mais power ==> WROOOOONG !!! :)

Ora bem, a carnitina é de facto utilizada na oxidação lipidica, mas ela NÃO É CONSUMIDA !!! Volta a ser reciclada!! (Hein, já viram como o nosso organismo é esperto? ;) )

http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/5/50/Acyl-CoA_from_cytosol_to_the_mitochondrial_matrix.gif

Portanto, será que se eu encher o organismo de L-carnitina vai fazer alguma coisa? Ou será que o organismo é mais esperto que eu, e está regulado de tal modo a manter os níveis de carnitina sempre constantes, independentemente daquilo que eu ingerir de carnitina ?? Eu apostava mais na 2ª hipótese :)


BEM, vamos deixar a especulação e vamos analisar alguns ARTIGOS CIENTIFICOS concretos:

Revista: Am J Clin Nutr. 2000 Aug;72(2 Suppl):618S-23S. (Artigo de Revisão da literatura)

Supplemental carnitine and exercise.

Abstract (Resumo) do estudo aqui:


Carnitine is an endogenous compound with well-established roles in intermediary metabolism. An obligate for optimal mitochondrial fatty acid oxidation, it is a critical source of energy and also protects the cell from acyl-CoA accretion through the generation of acylcarnitines. Carnitine homeostasis is affected by exercise in a well-defined manner because of the interaction of the carnitine-acylcarnitine pool with key metabolic pathways. Carnitine supplementation has been hypothesized to improve exercise performance in healthy humans through various mechanisms, including enhanced muscle fatty acid oxidation, altered glucose homeostasis, enhanced acylcarnitine production, modification of training responses, and altered muscle fatigue resistance. Available experimental clinical studies designed to assess the effect of carnitine on exercise metabolism or performance in healthy humans do not permit definitive conclusions to be drawn. In the aggregate, however, these studies suggest that carnitine supplementation does not improve maximal oxygen uptake or metabolic status during exercise in healthy humans. Carnitine administration for </=1 mo in humans increases plasma carnitine concentrations but does not increase muscle carnitine content. Additional clinical trials integrating physiologic, biochemical, and pharmacologic assessments are needed to definitively clarify any effects of carnitine on exercise performance in healthy persons.

Link: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/10919968


Outro artigo de revisão da literatura cientifica:

Revista: Ann N Y Acad Sci. 2004 Nov;1033:67-78.

Carnitine and sports medicine: use or abuse?

Conclusão:

Systematic research in each of these areas is required to better understand the physiology, biochemistry, and pharmacology of carnitine supplementation. While data do not allow a conclusion to be drawn that carnitine is beneficial, the negative has not been proven either.

Resumo: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/15591004

Outro:
Effect of L-carnitine supplementation and aerobic training on FABPc content and beta-HAD activity in human skeletal muscle

Conclusão:
Thus L-carnitine supplementation would be unlikely to be associated with the enhanced exercise performance.

Resumo:
http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/17089153

Também pesquisei alguns artigos sobre L-carnitina e Perda de peso, e a grande maioria dos resultados obtidos, não sustenta a hipotese de que a suplementação de L-carnitina induz perda de massa gorda (o que não me surpreendeu nada...!).

Portanto mais uma vez, este é um daqueles suplementos como tantos outros que andam por aí, que se fala fala fala, mas eu não o vejo a fazer nada. E portanto, atenção ao que se diz! Ele até poderá ter um efeito benéfico, mas a maioria das evidencias cientificas até agora falharam a provar os seus efeitos beneficos.

E perante estas evidencias, a resposta final que eu posso adiantar com certezas à questão "L-carnitina será que compensa?" é:

Compensa, pelo menos para quem a vende! Para quem a consome ainda ninguém sabe ao certo.


Um abraço! E cuidado com o que se diz por ai!........ Como eu costumo dizer, "As pessoas só ouvem aquilo que gostavam de ouvir... É claro que um comprimido que faça milagres é o que toda agente gostava de ouvir..."

Jo@o
15-12-2010, 20:56
andrextr gostei muito de ler a tua explicação, sinceramente nunca acreditei neste tipo de produtos para ajudar a perder peso.

Agora ponho-te uma questão.

Existe algum produto que ingerido ajude a perder peso ? Produto com provas cientificas e benicios reais e naturais ?

Abraço ;)

andrextr
15-12-2010, 21:34
Existem é produtos que NÃO ingeridos ajudam a perder peso!

Nomeadamente se NÃO ingerires tanta gordura na alimentação, irás perder peso ----> 200% provado cientificamente :)

Os restantes produtos, nenhum deles é milagroso (se emagrecer fosse assim tão simples como tomar um comprimido, a obesidade não seria um problema tão grave como está a ser, e vai continuar a ser no futuro).

E já agora, qualquer produto (à excepção de vitaminas, sais minerais, e água), tem calorias, é utilizado pelo organismo como fonte energetica. Portanto só pelo facto de emagrecer a comer uma coisa já não faz muito sentido :D

Espigão
15-12-2010, 23:24
Substancia X é importante no processo Y. ==> Então se eu tomar 5kilos de substancia X todos os dias, vou ter o processo Y super aumentado ! ==> NÃO NECESSÁRIAMENTE !!!

O meu carro consome gasóleo para andar ==> Então se eu abastecer o deposito com 100L ele vai andar mais! ==> WRONG !!!

O músculo utiliza a carnitina para oxidar gorduras. ==> Então se eu tomar um frasco de carnitina por dia fico com muito mais power ==> WROOOOONG !!!

Quem disse esses disparates?...


Ora bem, a carnitina é de facto utilizada na oxidação lipidica, mas ela NÃO É CONSUMIDA !!! Volta a ser reciclada!! (Hein, já viram como o nosso organismo é esperto? )

Nada de novo...


Portanto, será que se eu encher o organismo de L-carnitina vai fazer alguma coisa? Ou será que o organismo é mais esperto que eu, e está regulado de tal modo a manter os níveis de carnitina sempre constantes, independentemente daquilo que eu ingerir de carnitina ?? Eu apostava mais na 2ª hipótese

Já agora e após tanto estudo, arranja-me s.f.f um que comprove que o "organismo" consegue manter os níveis de carnitina sempre constantes ao longo de por exemplo um treino de 4/5 horas intensivo que é onde geralmente costumo tomar L-carnitina...


Também pesquisei alguns artigos sobre L-carnitina e Perda de peso, e a grande maioria dos resultados obtidos, não sustenta a hipotese de que a suplementação de L-carnitina induz perda de massa gorda (o que não me surpreendeu nada...!).

Já agora, mais um estudo s.f.f que comprove que a L-carnitina não induz perda de massa gorda...

É que essas coisas de sustentarem hipóteses... se as hipóteses dão um trambolhão, já não sustentam nada...


Portanto mais uma vez, este é um daqueles suplementos como tantos outros que andam por aí, que se fala fala fala, mas eu não o vejo a fazer nada.

Já experimentaste? Mas olha que não vale tomares e subires de carrinha e desceres de BTT.... Sei que preferes assim :D mas faz lá um teste como deve ser... :lol:


Ele até poderá ter um efeito benéfico, mas a maioria das evidencias cientificas até agora falharam a provar os seus efeitos beneficos.

Continuamos a falar unicamente da questão do peso, é isso?


E perante estas evidencias, a resposta final que eu posso adiantar com certezas à questão "L-carnitina será que compensa?" é:

Compensa, pelo menos para quem a vende! Para quem a consome ainda ninguém sabe ao certo.

Aqui alto e pára o baile! Não vendo l-carnitina a ninguém e pelo contrário, já gastei uns bons aérios não só neste suplemento como noutros e se continuo a consumir l-carnitina é cá comigo e de certeza que não é à toa ou pelo menos, estou plenamente convicto que não é à toa...

Se é da questão do peso que preferem continuar a falar (não percebo porquê até porque a L-carnitina tem muito mais benefícios para além deste que uns estudos dizem que provavelmente não, outros provavelmente sim mas não há nenhum que diga sim ou não) eu digo que há precisamente dois anos atrás andava nos 100kg. Fruto de um acidente que me fez parar durante 2/3 meses e como é normal em mim :lol: , continuei a comer sem restrições.

Regressei aos treinos no início de 2009 e até ao verão consegui ir aos 90kg sem l-carnitinas nem dietas, apenas com os treinos de sempre. Depois do verão, comecei a introduzir l-carnitina na minha suplementação e passados 2/3 meses consegui ir aos 80kg com o mesmo regime alimentar e precisamente com o mesmo tipo de treinos e provas. Este ano consegui mesmo ir abaixo dos 80kg onde cheguei a fazer alguns testes onde realizava um treino de 4horas com l-carnitina e outro igual sem a mesma onde o que mais notei de um para o outro, foi uma energia após sensivelmente as 3horas de treino que não senti no treino sem a l-carnitina. É o que mais sinto quando a tomo.

Quanto a pesos constatei pequenas diferenças mas que chegaram a ir perto de 1kg de um treino para o outro mas como é óbvio, esta questão depende de inúmeros factores. Se é da l-carnitina, não sei... pode ser coincidência. Importante referir que os treinos foram feitos em circustâncias idênticas pelo menos ao nível da distância, acumulado e tempo...


Nomeadamente se NÃO ingerires tanta gordura na alimentação, irás perder peso ----> 200% provado cientificamente

Esse está 200% provado mas eu conheço um que está 500% provado. Até me admira (ou não) não te teres lembrado dele: Treinar regularmente!


E já agora, qualquer produto (à excepção de vitaminas, sais minerais, e água), tem calorias, é utilizado pelo organismo como fonte energetica. Portanto só pelo facto de emagrecer a comer uma coisa já não faz muito sentido

Epá... só estás a dar razão ao meu estudo 500% comprovado... :lol:

Mas gostei André, como sempre!

Abraço

Hugo

andrextr
16-12-2010, 10:01
Espigão, não sou eu que tenho que estar a mostrar-vos estudos para tudo. Quem defende as propriedades milagrosas deste e doutros compostos é que têm que o mostar. Porque quando se diz uma coisa é preciso PROVAR !

Eu só quis alertar as pessoas, que no que diz respeito a este suplemento (e muitos outros), a literatura cientifica é muito contorversa, e na pratica todos aqueles "milagres" que prometem nos sites de suplementos, não são assim tão lineares.

Eu não tomo suplementos, porque vai contra os meus principios. Os suplementos são regulados segundo a categoria de alimentos e não de farmacos, e portanto, ao contrario da industria farmaceutica que tem que obter certificados de agencias reguladoras (como a FDA no caso da America) de como determinado farmaco é seguro e eficaz no que se propõem a fazer, no que toca aos suplementos não existe essa regulação tão apertada (sou completamente contra, para mim os suplementos deviam de se enquadrar na categoria de drogras/farmacos, para obrigar a industria a testar cientificamente os seus produtos). E portanto, isso dá ases ao que se vê! Nem vou entrar mais por aqui, quem quiser que pesquise no google por "Supplementation Industry".

Mas pronto, como querias mais estudos sobre as propriedades milagrosas deste suplemento, fiz uma breve pesquisa... e aqui vão eles!

Eur J Appl Physiol. 2005 Dec;95(5-6):431-5. Epub 2005 Sep 29.

L -Carnitine and the recovery from exhaustive endurance exercise: a randomised, double-blind, placebo-controlled trial.

Abstract

We hypothesised that L: -carnitine could accelerate recovery from exhaustive exercise since increased blood L: -carnitine concentrations elicit a vasodilation in isolated animal vessels as well as in patients with peripheral vascular or coronary artery disease during exercise. Twelve subjects received either 2 g L: -carnitine or a placebo in a study which was double-blind and crossover in design. Two hours after administration, the subjects performed a constant-load exercise test (CET(1)) cycling at their individual anaerobic threshold to exhaustion. Three hours later this test was repeated (CET(2)). After 4-14 days, each subject performed the same cycling tests after having taken the other substance. Exercise times of the 12 subjects were identical with L: -carnitine (CET(1): 21.3+/-5.7 min; CET(2): 21.4+/-5.3 min) and placebo (CET(1): 21.9+/-6.2 min; CET(2): 20.4+/-4.8 min). Also, heart rate, oxygen consumption, respiratory exchange ratio, and blood lactate concentration were identical. In conclusion, 2 g of L-carnitine taken 2 h before a first of two constant-load exercise tests had no influence on the second tests performed 3 h after the first test compared with placebo.
http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/16193341


Outro artigo relacionado com a perda de peso. (Upss parece que afinal este composto "promissor" não vai salvar o mundo da maior epidemia do seculo...a obesidade).

Int J Sport Nutr Exerc Metab. 2000 Jun;10(2):199-207.

L-Carnitine supplementation combined with aerobic training does not promote weight loss in moderately obese women.

Abstract

L-Carnitine (L-C) transports fatty acids into mitochondria for oxidation and is marketed as a weight loss supplement. In a double-blind investigation to test the weight loss efficacy of L-C, 36 moderately overweight premenopausal women were pair matched on Body Mass Index (BMI) and randomly assigned to two groups (N = 18). For 8 weeks the L-C group ingested 2 g twice daily of L-C, while the placebo (P) group ingested the same amount of lactose. All subjects walked for 30 min (60-70% maximum heart rate) 4 days/week. Body composition, resting energy expenditure (REE) and substrate utilization were estimated before and after treatment. For the subjects who completed the study (15 P, 13 L-C), no significant changes in mean total body mass (TBM), fat mass FM, and resting lipid utilization occurred over time, nor were there any significant differences between groups for any variable. Conversely REE increased significantly for all subjects, but no between group differences existed. Five of the L-C group experienced nausea or diarrhea and consequently did not complete the study. Eight weeks of L-C ingestion and walking did not significantly alter the TBM or FM of overweight women, thereby casting doubt on the efficacy of L-C supplementation for weight loss.http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/10861338


E pronto, lamento não continuar esta discussão (adoro isto), mas curiosamente, tenho um artigo cientifico da minha area para preparar e escrever neste preciso momento (a ironia do destino eheh).

Um grande abraço (daqueles bem fortes e suplementados :D)

Espigão
16-12-2010, 10:43
Espigão, não sou eu que tenho que estar a mostrar-vos estudos para tudo. Quem defende as propriedades milagrosas deste e doutros compostos é que têm que o mostar. Porque quando se diz uma coisa é preciso PROVAR !

E o que é que esses estudam provam?

Nada! Uns dizem que provavelmente é eficaz na queima de gordura outros que nem por isso...

Eu baseio-me no que sinto e em evidências nada mais!


Outro artigo relacionado com a perda de peso. (Upss parece que afinal este composto "promissor" não vai salvar o mundo da maior epidemia do seculo...a obesidade).

Volto a perguntar: quem é que continua a dizer esses disparates?

Todos ou quase todos sabemos as funções da L-carnitina. Onde é produzida, como actua, onde actua etc...

Agora as questões que temos de colocar são:

- Num indivíduo obeso com pouca ou nenhuma actividade física, a suplementação com L-carnitina servirá de alguma coisa?

- Num indivíduo magro já com boas dietas instituídas e mesmo com uma actividade física intensa, a suplementação com L-carnitina servirá de alguma coisa?

- Num indivíduo sem qualquer dieta instítuida mas com com uma actividade física muito intensa, a suplementação com L-carnitina servirá de alguma coisa?

Fazes ideias das inúmeras variáveis possíveis nestes estudos para que se possa provar algo de concreto?


Eight weeks of L-C ingestion and walking did not significantly alter the TBM or FM of overweight women, thereby casting doubt on the efficacy of L-C supplementation for weight loss.

Walking???!!! :lol:

Bem podiam caminhar um ano inteiro que não chegavam ao que faço num único treino na Serra Mãe de 4 ou 5horas...

Repara bem, nestas comparações. As necessidades do organismo em apenas 4 ou 5horas de treino intenso vs as necessidades do organismo a caminhar ao longo de 8 semanas...

Epá... também não vou continuar mais com esta discussão que não leva a lado nenhum. Cada um faz o que quer e como já foi referido e muito bem atrás, cada um sabe de si.

Não quero que penses que estou contra a tua forma de pensar e de estar no dia-a-dia, pelo contrário. Compreendo-a perfeitamente e tenho a "certeza" (também não há estudo que o consiga provar :lol: )que viverás mais tempo do que eu indo pela prevenção, pela alimentação cuidada, etc...

Acho bem que continues a alertar as pessoas, sobretudo aquelas que acreditam em milagres. Acredita que quase diáriamente também faço o mesmo.

Já sei que és um pouco anti-treino ou pelo menos, anti-treino levado um pouco mais até ao limite mas eu gosto de ir ao limite pah! Gosto de pedalar! O que é que eu posso fazer?... :lol:

Ah e acima de tudo, divertir-me seja a pedalar, a comer, a trabalhar, a conviver, etc...

A vida são dois dias e por falar nisso, tenho aqui umas trufas de chocolate que acabei de comprar que vou já testar... :lol:

Abraço

Hugo

JNR
16-12-2010, 10:45
:pipocas:

Em relação ao peso não notei, mas é como digo, foi falado, fui avisado das quantidades necessárias (minimo de 2000mg/dia) e seria principalmente visivel a longo prazo, foi o que me venderam. Eu respeitei a dosagem mas não o longo prazo, pois deixei de tomar passado 1 mês, mais coisa menos coisa, logo não vou tecer considerações.

Em relação ao debate anterior, e não considerando nem os conhecimentos medicos do Espigão nem os cientificos do Andre: temos 20 anos de estudos que não comprovam que o aspartame seja prejudicial, temos 50 anos de estudos que provavam que o tabaco não tinha relação com o cancro do pulmão, temos 50 anos de estudos que provam que há extraterretes (quase todos nos States) e temos, entrando mais no tópico, isto: http://www.runnersworld.com/article/1,7124,s6-241-286-289-8138-0,00.html, sobre os beneficios ou não de, mais um suplemento. E sim, não é um jornal cientifico, mas cita vários.
Ou seja, a questão muitas vezes destes estudos, além do mal generalizado que por vezes são "patrocinados", é que há tantas variáveis que tornam complicado isolar um componente e extrair, então, o custo/beneficio desse mesmo composto ou elemento.

Dito isto, e não concordando, com tudo o que se vende, penso e não vou nem tenho tempo para procurar os respectivos estudos, que, por exemplo, doses relativamente elevadas de determinados elementos, seja de sais minerais, vitaminas ou outros podem ter vantagens.

Mas, como o Espigão disse, nem percebo (ou até percebo ;)) o enfase dado na perca de peso deste determinado produto, quando ele até está mais indicado para a prevenção do desgaste fisico.

Quanto ao uso ou não de suplementos e a sua (in)devida regulamentação:

Não sou apologista dos mesmos mas tb não sou fundamentalista e notei uma coisa: quando, na saga da perca de peso e tentativa de melhoria de forma fisica me inscrevi num ginasio o uso de batido de proteinas e a L-carnitina fez "milagres", ou seja, notei, em relação a treinos anteriores que, quando chegava a uma determinada altura do treino quem que normalmente ficava seco, ainda havia uma pequena reserva, talvez um pouco o que o Espigão refere, seria da l-carnitina, do uso de batido de proteinas, de ligeira melhoria da minha forma fisica?

Um pouco de senso comum, que vale o que vale e nestes assuntos por vezes é extremamente perigoso: se eu tendo uma vida sedentária preciso de x de selenio/dia, y de glucosamina/dia, mas como sou "atleta" ou pratico desporto necessito, para além de um maior aporte de enegia, de um maior aporte de determinadas substâncias apenas porque as consumo mais, ou necessito de mais para reparar os danos provocados pelo exercicio!

Em relação à perca de peso: mandei às urtigas o ginásio, as proteinas, a l-carnitina e fui a um nutricionista e cumpri 80% das regras: passei de 120 kg a 18/12/2008 para 96 kg em Junho e confesso que o exercicio nunca foi o que deveria ter sido e...bom, penso que ele não é leitor do forum, ainda ía (vou) ao Mac...

Ou seja, um estilo de vida saudável é preferivel à toma de suplementos apenas para perder peso, para outro tipo de rendimento/recuperação aí já entramos noutro campo e acredito realmente que, com acertos em relação à nossa alimentação se conseguem melhorias, basta pegar no exemplo do Andre, não o deposito cheio não melhora o rendimento do carro, agora se em vez de usar Gasoleo normal usar Galp Gforce (desculpem a publicidade, eu até uso mais BP e Jumbo) terei melhor rendimento com mais quilometros feitos por litro e, talvez ainda mais importante, com menos residuos deixados no motor. A questão, para mim é: a diferença de valor de ambos compensa estes tais beneficios?

As questões nos suplementos são: é o necesário? é de boa qualidade? preciso mesmo?E a relação custo/beneficio, custo tanto economico como por vezes fisico, pois se faz bem a uma coisa pode, se desregulado ser prejudicial a outra, a cafeina dá uma ajudinha, mas se forem 20 chavenas/dia se calhar já...

(desculpem o testamento, dormi pouco e mal e nestas alturas ou falo muito ou escrevo muito :fpalm:)

EDit: O peso de 96 kg indicado é em junho de 2009, depois disso, é outra história e não entra no âmbito do tópico...

Espigão
16-12-2010, 11:38
JNR... :bompost:

Podes continuar a dormir mal :lol: mas olha que isso, está mesmo provado que é prejudicial... :lol:

Um exemplo que não tem muito a ver ou até tem:

O meu médico ortopedista após olhar para o meu TAC à coluna lombar e ao aperceber-se da gravidade da minha hérnia discal (L5-S1) disse de imediato: amigo, se gosta de fazer desporto, faça natação. Está completamente proibido de fazer ciclismo, BTT ou qualquer outra actividade do género. Está mais que provado...

Como é "óbvio", não fiz o que recomendou.

E se vos disser que foi precisamente a natação que agravou a minha hérnia quando nadava numa piscina e tive de sair quase de arrasto da mesma?

E se vos disser que quando sinto a hérnia após um dia de trabalho em que me descuidei mais, pego na BTT, faço BTT e chego a casa 5 estrelas?...

Amigos, cada caso é um caso e nisto tudo há uma coisa muito importante para a qual chamo regularmente a atenção nos meus atigos, conselhos, etc:

- Ninguém conhece melhor o vosso organismo que vocês próprios!

O aconselhamento médico, nutricionista, "suplementista", betetista, :lol: , etc é sempre importante mas chega sempre uma altura que terão de ser vocês a decidir o que é realmente melhor para vocês, para as vossas necessidades, para os vossos objectivos.

Se olharem para as minhas bicicletas até se assustam com a "ergonomia" das mesmas ou mais com a minha ergonomia.

São espigões nas alturas, uns 15cm acima do guiador, selins à frente, avanços de 90mm... já me chamaram de tudo.

Mas sabem as minhas medidas? Entre-pernas, braços, tronco?...

Sabem qual o estilo de condução que prefiro ou com o qual me dou melhor?...

O que provavelmente não sabem é que nunca soube o que é uma simples de dor de joelhos, de costas, de pescoço, etc...

Soube sim ao início, como acontece com todos mas chegou a tal altura que só eu sei... porque não fico em casa... :lol:

Agora é que me fico por aqui.;)

Cumprimentos

Hugo

andrextr
16-12-2010, 12:00
E pronto, penso que estes ultimos posts contêm bastante "sumo", e penso que contribuiram para esclarecer as pessoas (ou para as confundir mais, e fazer mostrar que este tipo de coisas não é assim tão linear como 1+1 serem 2).

Sendo assim, e tendo em conta que a L-carnitina se encontra na carne, e que a humanidade sobreviveu durante milhares de anos a trabalhos arduos sem suplementos, a minha recomendação às pessoas "normais" é de que: não necessitam de suplementação.

Para quem leva os esforços ao extremo, e quer fazer algo que acredite que lhe fará melhor, então os suplementos poderão ser uma opção. No entanto, apesar de a maioria de suplementos ser baseado em produtos que à partida não são toxicos* e portanto mal também não devem fazer** (aminoacidos, etc), as evidencias cientificas sobre a eficacia destes produtos são bastante controversas, e ninguem ainda sabe ao certo se existem efeitos beneficos ou não nestas situações de esforços intensos (ao contrario do que é publicitado em muitos sites e revistas de suplementação, que garantem eficacia com 300% de certeza). E portanto, cabe a cada um decidir se vale a pena investir dinheiro e "servir de cobaia" a uma coisa que até poderá ser positiva mas que actualmente ainda não se sabe ao certo se é, ou não.


*(estou a partir do principio de que não há vestigios de compostos toxicos à mistura com os suplementos. Vou acreditar nisso, mas não metia as minhas mãos no fogo por isso, até porque existem casos descritos de situações dessas)
** Estou a partir do principio que sendo compostos "naturais" (aminoacidos,etc), que não são prejudiciais. No entanto, qualquer composto por mais natural que seja, em doses elevadas pode-se tornar toxico "overdose". (É possivel morrer com excesso de ingestão de água por exemplo). E portanto, não sei até que ponto algumas doses que as pessoas tomam não poderá vir a ser toxica a longo prazo.


E pronto, dito isto, penso que termino por aqui a minha discussão :)

Bye bye

JNR
16-12-2010, 12:17
Espigão:

eu sei, mas e febre do meu pimpolho de 8 meses falou mais alto ;)

Andre e Espigão:

:bompost:

Hasta

mago
17-12-2010, 16:41
E pronto, penso que estes ultimos posts contêm bastante "sumo", e penso que contribuiram para esclarecer as pessoas (ou para as confundir mais, e fazer mostrar que este tipo de coisas não é assim tão linear como 1+1 serem 2).

Sendo assim, e tendo em conta que a L-carnitina se encontra na carne, e que a humanidade sobreviveu durante milhares de anos a trabalhos arduos sem suplementos, a minha recomendação às pessoas "normais" é de que: não necessitam de suplementação.

Para quem leva os esforços ao extremo, e quer fazer algo que acredite que lhe fará melhor, então os suplementos poderão ser uma opção. No entanto, apesar de a maioria de suplementos ser baseado em produtos que à partida não são toxicos* e portanto mal também não devem fazer** (aminoacidos, etc), as evidencias cientificas sobre a eficacia destes produtos são bastante controversas, e ninguem ainda sabe ao certo se existem efeitos beneficos ou não nestas situações de esforços intensos (ao contrario do que é publicitado em muitos sites e revistas de suplementação, que garantem eficacia com 300% de certeza). E portanto, cabe a cada um decidir se vale a pena investir dinheiro e "servir de cobaia" a uma coisa que até poderá ser positiva mas que actualmente ainda não se sabe ao certo se é, ou não.


*(estou a partir do principio de que não há vestigios de compostos toxicos à mistura com os suplementos. Vou acreditar nisso, mas não metia as minhas mãos no fogo por isso, até porque existem casos descritos de situações dessas)
** Estou a partir do principio que sendo compostos "naturais" (aminoacidos,etc), que não são prejudiciais. No entanto, qualquer composto por mais natural que seja, em doses elevadas pode-se tornar toxico "overdose". (É possivel morrer com excesso de ingestão de água por exemplo). E portanto, não sei até que ponto algumas doses que as pessoas tomam não poderá vir a ser toxica a longo prazo.


E pronto, dito isto, penso que termino por aqui a minha discussão :)

Bye bye

Caro André,

"...humanidade sobreviveu durante milhares de anos a trabalhos arduos sem suplementos.." Pois é, mas quer comparar a esperança de vida nessa altura com a de agora?

Pelo que tenho lido dos seus posts, parece-me uma pessoa bem documentada (mais que eu) e com as suas convicções bem definidas.
É uma pessoa céptica e que só acredita em algo fundamentado por estudos científicos. Eu também sou assim. Por exemplo, nunca acreditei nas pulseiras do equilíbrio. Nunca li um estudo cientifico válido sobre elas. Mas mesmo assim quis experimentar, pelo sim pelo não :)

Já com a suplementação nutricional, as nossas ideias divergem. O André não acredita na suplementação e é contra a sua utilização, "Eu não tomo suplementos, porque vai contra os meus princípios.". Por isso, tem-se ficado pelos estudos científicos e nunca os experimentou na prática!
Já eu, utilizo suplementos há cerca de 15 anos, e sinto que evoluí bastante desde essa altura. Mesmo com a utilização de alguns suplementos em que estudos são inconclusivos! Se é efeito placebo?! Duvido! Sou demasiado céptico para que o placebo tenha efeitos sobre mim durante tantos anos seguidos. Posso dar um exemplo: antes dos suplementos, já era ciclista profissional e o meu peso em forma era de 67kg. Passei a utilizar suplementos e um ano depois o meu peso em forma passou para 64kg, tenho 1,84mts. Se foram os suplementos que queimaram esses 3kg de massa gorda?! Possivelmente não. O que fizeram foi recuperar melhor dos treinos e assim puder treinar mais. Ao treinar mais, para além de uma melhoria no rendimento, queimei mais calorias. Para além disto, a quantidade de lesões e doenças, sobretudo relacionadas com o sistema imunitário, baixou significativamente.

Passando a coisas práticas. Tenho uma proposta/desafio para fazer ao André. A GoldNutrition propõe patrocinar o André durante 6 meses. Durante este periodo seria acompanhado pelo nosso departamento técnico nutricional. Teria consultas de nutrição/suplementação regulares e todos os suplementos que fossem necessários para o ajudar na melhoria da sua condição física e/ou na sua composição corporal, ou mesmo parâmetros analíticos . Só assim poderá concluir se os suplementos realmente funcionam consigo ou não.
Se passado esse período não tiver sentido qualquer melhoria física, aceitamos todo os seus argumentos e assim já poderá defender o seu ponto de vista com conhecimento de causa.

Já agora, e como se interessa por estudos científicos, deixo um link para um artigo sobre a l-Carnitina (http://dl.dropbox.com/u/16311891/Carnitine%26FatMass.pdf) do American Journal of Clinical Nutrition ;)

Abraço,

Narciso Magalhães
17-12-2010, 18:45
:offtopic:

Vitor, já agora o que achaste das pulseiras do equilibrio?

:back2topic:

L.Ramos
17-12-2010, 19:21
:twisted:

Tenho seguido esta discussão, porque também tenho lido algumas coisas e nem sempre há unanimidade nos resultados obtidos.

Penso que acima de tudo temos que ter uma dieta equilibrada e um estilo de vida saudável, e se queremos alcançar resultados em termos desportivos temos que treinar!

Tudo o resto é uma ilusão, pois dificilmente um suplemento nos vai ajudar em qualquer coisa se não for devidamente acompanhado com uma correcta alimentação e/ou carga de treino adequada.

Quando li esta consideração do André, tive uma vontade enorme de me rir, pois apesar de lhe reconhecer fundamento... esqueceu-se de um pormenor.


O meu carro consome gasóleo para andar ==> Então se eu abastecer o deposito com 100L ele vai andar mais! ==> WRONG !!!

Ele não vai andar mais, claro! MAS vai andar durante MAIS TEMPO!

Penso que é assim que qualquer suplemento vai funcionar, em ajudar o corpo a recuperar melhor, a eliminar melhor os produtos do metabolismo, a induzir a utilização de certos mecanismos metabólicos, a proteger o organismo, etc. E isso já o senti por experiência própria.


Penso que esta proposta do Vítor é interessante, mas se o André por e simplesmente não treinar dificilmente vai alcançar resultados significativos! ou seja, não acredito (nem seria mesmo possível) que uma simples ingestão de suplementos melhore a sua condição física.

andrextr
17-12-2010, 22:59
L.Ramos apanhaste-me com essa do gasóleo (a mecânica auto nunca foi o meu forte :lol:)

Eu já me tinha remetido ao silencio, mas como fui solicitado, vou participar mais uma vez.


Por exemplo, nunca acreditei nas pulseiras do equilíbrio. Nunca li um estudo cientifico válido sobre elas. Mas mesmo assim quis experimentar, pelo sim pelo não.

Começando pelo inicio, uma breve passagem pelas pulseiras (curiosamente às vezes também me lembro delas quando se fala de suplementos...). O facto de não haver estudos sobre a (ausência) de eficácia das ditas pulseiras tem uma razão muito simples. Em ciência, quando se publica um artigo, publica-se no sentido de mostrar ao mundo a nossa descoberta, para ganhar nome e currículo académico (o que se traduz em maior reconhecimento internacional e facilidade de receber financiamento). Por outro lado, as revistas que publicam os artigos, são bastante exigentes com os autores na qualidade dos artigos, e querem sempre ficar com os melhores artigos, de modo a aumentarem o chamado "factor de impacto" (que se traduz num aumento de vendas/lucro da revista).

Portanto, não conheço ninguém (cientista) suficientemente lúcido que queira sujar o seu nome, e ser alvo de risada na comunidade cientifica, e fazer um estudo sobre uma coisa tão ridícula como as pulseiras (desculpem-me a frontalidade mas não há outro adjectivo para descrever). Além do mais, também não estou a ver nenhuma revista que queira manter o seu factor de impacto e seriedade cientifica, em publicar um estudo destes! Quem é que depois quer publicar uma descoberta importante numa revista que publicou um artigo sobre pulseiras de balanço ???

Adiante,


já era ciclista profissional e o meu peso em forma era de 67kg. Passei a utilizar suplementos e um ano depois o meu peso em forma passou para 64kg, tenho 1,84mts.

Relativamente ao caso de ter perdido esses 3kg depois da toma dos suplementos (que espero que tenha sido apenas em massa gorda), é um testemunho pessoal, e ninguém lhe tira o seu valor. No entanto, é preciso cautela em tirar qualquer tipo de conclusão apenas com um testemunho pessoal, uma vez que há muitas variáveis à mistura, que não são possíveis de controlar. É por isso que nos ensaios clínicos se utilizam centenas e até milhares de doentes/voluntários, para no fim ser possível tirar uma conclusão estatisticamente significativa acerta da eficácia de um determinado fármaco/composto).

Ainda em relação aos 3kg, também gostaria de dar o meu testemunho pessoal (vale o que vale). Também tenho 1,84m. Em ano e meio, passei dos 76kg (barriguita) para os 67kg (valor que mantenho há vários meses). O meu suplemento foi fazer uma amizade regular com um par de halteres (30min x 3 dias / semana + 30min jogging 1x por semana) e reduzir apenas nos molhos e azeites da alimentação (gorduras). Actualmente dedico-me aos FDS a construir trilhos de BTT e fiz uma união de facto com uma enxada. Isto obrigou-me a reforçar a alimentação durante a semana, uma vez que rapidamente comecei a baixar para os 65kg! Para evitar isso, só ao peq.almoço e lanche ingiro um total de 450g de pão saloio (1200kcal - 60% do input calórico diário recomendado para um adulto "normal/sedentario") com o resto do acompanhamento + 2 refeições (bem) completas ao almoço e jantar + petiscos, frutas e iogurtes a meio da manhã, facilmente estou a passar das 2500 kcal/dia). Portanto, não necessito de nenhum suplemento para regular o meu peso.


A GoldNutrition propõe patrocinar o André durante 6 meses. (...) Só assim poderá concluir se os suplementos realmente funcionam consigo ou não.

Relativamente à proposta que me foi feita, confesso que fiquei surpreendido, pelo impacto que a minha opinião teve! Queria desde já agradeço a oferta da Goldnutrion, e espero que não fiquem a pensar que tive medo de servir de cobaia aos vossos suplementos (não é nada disso), mas vou recusar a vossa oferta, apenas por uma questão pessoal de princípios. Não concordo com o que se passa actualmente na sociedade. A chamada "medicamentalização dos problemas", ou seja, mesmo que não haja nenhum problema, há alguém que decide criá-lo e "inventar" um comprimido para isso! É comprimidos e suplementos para estudar mais para os exames, para ter mais "energia" durante o dia, para isto, para aquilo... Eu só tomo os fármacos que tenho que tomar quando tenho um problema (febre, dor de cabeça, infecção,...). Neste momento, sinto-me no meu auge da forma física e não vejo nenhum motivo para estar a ingerir suplementos que nem sei de que modo é que vão afectar o meu organismo.


Chegando ao fim da minha discussão, vem a parte que mais gosto... Discutir artiguinhos :)


Já agora, e como se interessa por estudos científicos, deixo um link para um artigo sobre a l-Carnitina do American Journal of Clinical Nutrition

Antes de mais agradeço a disponibilização e divulgação de um artigo cientifico. Ao fim de tantos posts com promessas e resultados foi o primeiro a contribuir com informação verdadeiramente concreta (para além dos meus artigos).

Titulo do artigo:
L-Carnitine treatment reduces severity of physical and mental fatigueand increases cognitive functions in centenarians: a randomized and controlled clinical trial

http://dl.dropbox.com/u/16311891/Carnitine%26FatMass.pdf

Neste artigo os autores pretenderam estudar os efeitos de uma suplementação de L-carnitina durante 6 meses num grupo de 70 centenários (dos 100 aos 106 anos), dos quais, infelizmente 9 faleceram de velhice durante o estudo :( ... A conclusão que os autores chegaram foi de que a suplementação de L-carnitina aumenta a massa muscular, diminui a massa gorda, e melhora actividades cognitivas dos centenários.


Como é dito, e passo a citar, na introdução do artigo: (e não é preciso ser cientista para perceber que um individuo com mais de 100anos está bastante descompensado, a pontos que 9 falecerem durante o estudo - resultado da descompensação - ou velhice como lhe quiserem chamar).


Aging is characterized by a slow decline of the physiologic
functions, with a progressive deterioration of various organs and
consequently of the organism until death, and appears to be
associated with a substantial loss of the ability to regulate energy
balance (1, 2)


Portanto, em indivíduos centenários, no qual existe descompensação energética, e muito provavelmente níveis reduzidos de L-carnitina no músculo envelhecido, a mim não me surpreende que a suplementação com L-carnita venha a colmatar essa descompensação. Alias, em certas doenças musculares, onde existe também determinadas descompensações, a L-carnitina é utilizada para colmatar essas situações.

(Outro artigo com resultados semelhantes, em ratos envelhecidos: http://biomedgerontology.oxfordjournals.org/content/63/10/1027.abstract )

Agora, é preciso MUITA cautela em extrapolar estes resultados obtidos em centenários para a área da performance desportiva em atletas. As coisas nem sempre são assim tão lineares! Ao contrário dos centenários, num grupo de 70 atletas não morrem 6 de velhice!

As questões que eu (e toda agente) coloca são: Será que um atleta (que está no topo da sua forma física) tem a descompensação observada num centenário de 100 anos? Será que sim? Provavelmente não! Então e será que os efeitos da suplementação no grupo dos atletas são iguais aos centenários? Continuamos sem saber!

E portanto, voltamos à estaca zero! Ou seja, este artigo não prova que a suplementação com L-carnitina aumenta a performance desportiva em atletas / pessoas saudáveis.

No entanto, eu volto a relembrar os artigos que citei anteriormente, mais relacionados com o desporto, que falharam em encontrar efeitos significativos da suplementação com L-carnitina na performance desportiva:

http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/16193341
http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/15591004
http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/10919968

E portanto, a controvérsia que continua em redor deste assunto permite-me tirar pelo menos 3 hipóteses:

1) Por motivos de ordem técnica, é difícil obter resultados reprodutíveis em estudos com humanos sobre a suplementação com L-Carnitina na performance desportiva. E daí a controvérsia.

2) A segunda hipótese como não acrescentava nada de novo, passei à terceira.

3) A L-carnitina não tem efeito, ou tem um efeito pouco significativo, na performance desportiva, e portanto, isso explica a razão de não se obter resultados robustos o suficiente para se poder afirmar com certeza que a L-carnitina tem efeitos benéficos em atletas. Também explica a existência de vários artigos que falharam em provar os seus efeitos em atletas.


Pessoalmente penso que seja uma mistura da hipotese 1 e 3, a inclinar mais para a 3.


E agora sim, vou deixar de participar neste tópico. A exposição das minhas opiniões pessoais ganharam proporções maiores que estava a pensar, e não me quero expor mais. Vou seguir o concelho da minha namorada e "tu vê lá! não arranjes confusões!"

Um abraço, e vou continuar a estar atento à literatura da suplementação. Quem sabe que daqui a uns anos não se venha a pensar de forma diferente? ;)

Espigão
17-12-2010, 23:51
Também prometi que dava por encerrada a minha participação por aqui mas não posso deixar passar algumas coisas...


Relativamente à proposta que me foi feita, confesso que fiquei surpreendido, pelo impacto que a minha opinião teve! Queria desde já agradeço a oferta da Goldnutrion, e espero que não fiquem a pensar que tive medo de servir de cobaia aos vossos suplementos (não é nada disso), mas vou recusar a vossa oferta, apenas por uma questão pessoal de princípios. Não concordo com o que se passa actualmente na sociedade. A chamada "medicamentalização dos problemas", ou seja, mesmo que não haja nenhum problema, há alguém que decide criá-lo e "inventar" um comprimido para isso! É comprimidos e suplementos para estudar mais para os exames, para ter mais "energia" durante o dia, para isto, para aquilo... Eu só tomo os fármacos que tenho que tomar quando tenho um problema (febre, dor de cabeça, infecção,...). Neste momento, sinto-me no meu auge da forma física e não vejo nenhum motivo para estar a ingerir suplementos que nem sei de que modo é que vão afectar o meu organismo.

Quando tomas então o teu Cêgripe, ou Ben-u-ron ou o Xarope para a tosse, anti-inflamatório, etc... não estás a servir de cobaia à Indústria Farmacêutica?...

Tens a certeza que isso não iria ao sítio com um banho de água tépida, umas toalhitas frescas na testa, um sorozito pelo nariz, um cházinho quente com limão e mel, etc?...

É que eu também tenho um problema. É que ao Domingo quando faço uma Maratona, não me apetece nada ir para o trabalho completamente empenado e então para resolver esse problema, faço a Maratona com l-carnitina mais uns aminoácidos, vitaminas, no final o batido de recuperação e passadas umas horas, estou como novo.

Também podia fazer como há uns anos atrás. Íam umas sandes de atum e uns iogurtes para recuperar e a única coisa que recuperava era da fome, isto quando não chegava ao fim da Maratona em completa inibição do apetite (= a empeno).

Recusaste esta oferta do Vitor e estás como é óbvio no teu direito. Só não venhas é futuramente a este e a outros tópicos afirmares coisas do género:


Portanto mais uma vez, este é um daqueles suplementos como tantos outros que andam por aí, que se fala fala fala, mas eu não o vejo a fazer nada.

E perante estas evidencias, a resposta final que eu posso adiantar com certezas à questão "L-carnitina será que compensa?" é:

Compensa, pelo menos para quem a vende! Para quem a consome ainda ninguém sabe ao certo.


... que é quase como que dizer "ah e tal não gosto" sem sequer provar. Se ainda te estivessem a oferecer drogas ou ou qualquer outra porcaria mas não é certamente o caso, bem pelo contrário.

Cumprimentos

Hugo

Ps: L.Ramos... o que eu me ri com essa observação. E é que foi mesmo para esta questão... :lol:

andrextr
18-12-2010, 00:13
É só esclarecer aqui um pequeno conceito ao amigo Espigão, que não tem que ver com a discussão :

Uma substancia categorizada como fármaco é sujeita a testes de toxicidade e os seus efeitos benéficos tem de ser demonstrados. Existe uma bula com as contra-indicações, e a regulamentação de um fármaco é muito mais apertada pelas agências regularizadoras. Portanto, num fármaco o efeito tem de ser maior que o risco.

Os suplementos, são considerados como "alimentos" e não sofrem um controlo tão apertado como um "fármaco". Um suplemento só é retirado do mercado depois de provado que é tóxico ou lesivo para a saúde publica. Não é necessário provar os efeitos benéficos de um suplemento para a sua comercialização.

PS: Não precisas de ser tão agressivo para comigo, eu só expressei a minha opinião pessoal com base no que existe descrito na bibliografia. Não ataquei ninguém. Quem quiser pesquisar mais sobre o assunto, que utilize este motor de busca: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed

PPS: Se vires o meu tópico das gripes e constipações, eu também falo dessa questão dos paninhos quentes e frios :) E por norma também não tomo esses fármacos que enunciaste, porque eles apenas aliviam os sintomas, não curam nada. Mas pelo menos são eficazes a fazer o que se comprometem, a aliviar os sintomas.

Um abraço. E agora sim... FUI DE VEZ =)

Espigão
18-12-2010, 01:00
Uma substancia categorizada como fármaco é sujeita a testes de toxicidade e os seus efeitos benéficos tem de ser demonstrados. Existe uma bula com as contra-indicações, e a regulamentação de um fármaco é muito mais apertada pelas agências regularizadoras. Portanto, num fármaco o efeito tem de ser maior que o risco.

E quando eles são retirados do mercado, "depois de provado que são tóxicos ou lesivos para a saúde publica?" Ou que os efeitos indesejáveis se sobrepõem aos benéficos? "N" casos...


Os suplementos, são considerados como "alimentos" e não sofrem um controlo tão apertado como um "fármaco". Um suplemento só é retirado do mercado depois de provado que é tóxico ou lesivo para a saúde publica. Não é necessário provar os efeitos benéficos de um suplemento para a sua comercialização.

O que dizes, não corresponde à verdade. Os suplementos são submetidos aos controlos apertados que devem ter. São controlos diferentes mas em ambos os caso não deixam de ser rigorosos. E atenção que começou-se esta discussão com a L-carnitina e a perda de peso e já estás a generalizar para todos os suplementos...

E uma vez mais pergunto: e os fármacos que apesar de passarem por testes tão rigorosos, quantas vezes não são depois retirados do mercado quando os efeitos indesejáveis se sobrepõem aos benéficos? Quantos casos, quantos?!! E muitas vezes por "simples" deformações do fármaco e dosagens erradas?... Um nº que aumenta cada vez mais de ano para ano...


Não precisas de ser tão agressivo para comigo, eu só expressei a minha opinião pessoal com base no que existe descrito na bibliografia. Não ataquei ninguém.

Não fui nem quis ser agressivo com ninguém e muito menos atacar alguém. Apenas quis lançar um apelo tal como tu aos que procuram milagres (e muito bem), no meu caso que não se lançem boatos infundamentos. Não há nada como experimentar, analisar e só depois falar.

O teu tópico das gripes e constipações é um dos meus preferidos (como deves saber) até porque já disse, partilho de muitas ideias tuas e confesso ser mesmo, um anti-medicamentos. Mas atenção a uma coisa... um anti-inflamatório cura. Um antibiótico cura... por caso não referi antibióticos mas tu sabes...

Abraço e espero também ir de VEZZzzz :lol:

Hugo

Açor
18-12-2010, 01:01
Como o Miguel Trek referiu, a L-Carnitina é essencial para que os lípidos, que estão armazenados sobre a forma de triglicéridos no nosso organismo, sejam transferidos para as mitocôndrias onde depois são convertidos em energia. L-Carnitina poderá ajudar a perder peso, já a aumentar a performance no exercício físico desconfio muito, pois o nosso organismo só recorre às gorduras quando a glucose já não é muita, por isso dou prioridade aos chocolates e outros doces, ricos em glucose. Se o objectivo é perder peso, a L-Carnitina pode ajudar, mas se a alimentação não for correcta é o mesmo que nada, pois estamos a repor os triglicéridos gastos e de nada serve tomar estes suplementos de carnitina.

kanoysta
18-12-2010, 21:52
Bem... aqui vai a minha posta.

O transporte de gordura para dentro das mitocôndrias tem várias fases. Uma dessas fases é garantida pela Carnitina. No entanto, ter mais carnitina não garante que todas as fases sejam também feitas mais rápido... pois a Carnitina apenas é responsável por passar as gorduras por uma membrana... e não todas.
Ou seja (e já que utilizaram metáforas com carros), até posso ter 20 autocarros em hora de ponta a levar 50 pessoas para apanharem o comboio... mas depois na estação só há 2 comboios a levar 100 de cada vez!! É um desperdício de autocarros... não acham? Acontece o mesmo com a carnitina.

Aliás, e só para reflectir, quando dizem que a carnitina é eficaz para esforços acima de 2h... não acham que qualquer esforço com a duração de 2h é eficaz para queimar gorduras??! Eu tenho a certeza que sim.
Por isso, se querem perder peso, é só ter um balanço energético negativo. Ou seja, gastar mais calorias que aquelas que ingerem! Simples e mais barato.

O que o André disse é verdade. Os suplementos não são controlados, não há legislação nacional para tal e vende-se muita banha da cobra.
Muitos suplementos não trazem o dizem trazer... não têm os efeitos que dizem ter e, pior, vem muitas vezes contaminados.

Mas não vão por mim. Sigam antes o conselho da AMA se quiserem (Agencia Mundial de Antidopagem) ... que tem mais crédito :D. A AMA é deliberadamente contra a toma de suplementos tendo em conta os vários estudos levados a cabo pelos seus laboratórios (independentes estes). Além dos suplementos estarem contaminados em cerca de 20% dos casos... muitas das vezes nem têm nada do que dizem ter.

Se não chegar. Sigam o conselho (que por acaso é o mesmo) de nomes tão conceituados como a Associação Dietética Americana, Dietistas do Canadá ou do (GRANDE) do American College of Sports Medicine. Todos são contra a suplementação e a favor de uma alimentação equilibrada... por várias razões incluindo as já citadas.
Já repararam que é difícil ter alguma organização de peso a favor da toma de suplementos? Só mesmo as marcas que os produzem e os revendedores!
Já repararam que na maioria dos suplementos as evidencias científicas são contraditórias?

Outra coisa que o André tem razão, é que a procura desesperada por resultados evidentes positivos dos laboratórios de suplementos leva à produção de estudos sem utilidade para os atletas – o dos idosos é um dos mais evidentes.
Outros são aqueles feitos com animais. Um atleta nem na mesma frequência de uma “pessoa normal” funciona... quanto mais na de um animal!
Mas pior, para mim, ... é comprar suplementos ou marcas que utilizam REPETIDAMENTE animais para levar a cabo os seus testes... para mim é do mais DESUMANO que pode haver.

Mais. A esmagadora maioria dos estudos de suplementação não mostra evidencias reais positivas em contextos competitivos. As variáveis são muitas quando se compete.

Espigão. A comparação de situações patológicas com a toma de suplementos é de todo descabida. É como comprar uma transfusão sanguínea necessária por ter sofrido um hemorragia com as transfusões dopantes. O meio é o mesmo... o contexto e motivo é que não.

Se eu sou a favor da suplementação? SIM ... em atletas de elite... desde que comprados na farmácia e com acompanhamento nutricional.
Se sou contra. Também SIM.... nos moldes permissivos com que são vendidos por um balúrdio nos dias de hoje.
Acreditem... é um negócio! Mas acredito que alguns suplementos resultam... apesar dos preços :D
Mas é como as bicicletas. As marcas também mudam de quadro todos os anos. É melhor o quadro novo? Se calhar é igual... mas vale pelo Marketing!

E isto tudo para chegar á conclusão que .... Cada um sabe de si. Eu sei porque não compro.
Espero que aqueles que compram saibam porque o fazem.
Se para um atleta podem estar em causa valores morais e éticos... para um sedentário ou pessoa desportivamente activa não - pelo menos no que toca ao fairplay! Se quisermos falar dos animais... fica-se na dúvida quem é o animal (não é dirigido a ninguém).

nneves
18-12-2010, 22:56
Então diz me uma alimentação 100% rica em proteínas, e que te permita recuperar a 100% de uma maratona/treino...

Porque por muito que tentemos a nossa alimentação nunca mas nunca na vida é 100% completa às nossas necessidades, daí a toma de suplementos até nem que seja para evitar futuras lesões...

PS: Bela proposta do Gamito ;)

kanoysta
18-12-2010, 23:02
Se o "diz-me" era para mim. O que tu queres não existe... nem com, nem sem suplementos.
Alimentação 100% rica em proteínas!?? O que queres dizer isso? Mas alguém anda à procura disto? Para quê?
Fazes ideia da capacidade do organismo em assimilar proteínas?

Recuperar 100% de uma maratona à custa dos suplementos? Milagres. Há quem acredite...
Suplementos para evitar futuras lesões. Elas andam aí...

Desculpa mas tens de ser mais específico para te poder responder.

nneves
19-12-2010, 12:38
Sim porque o senhor ao fazeres desporto como é lógico o seu corpo entra em carência.
A maneira de o compensar é através da alimentação, mas como a alimentação não tem todos os nutrientes que precisamos temos que os ir buscar a outros lados.

Dou-lhe um exemplo muito básico (e penso estar correcto) uma pessoa que seja 100% vegetariana tem que tomar suplementos para o seu dia a dia senão o seu corpo vai entrar em carência.
É como comprares um carro e depois no dia a dia só meteres agua no radiador e gasóleo, se andares diariamente com o carro e nunca teres cuidado com o nível do óleo podes a vir a ter mais tarde problemas sérios.

PS: kanoysta peço desculpa por o ter tratado por tu...

EDIT: Queria dizer nutrientes, era o sono a falar mais alto :)

Espigão
19-12-2010, 12:59
Espigão. A comparação de situações patológicas com a toma de suplementos é de todo descabida.

Essa comparação com fármacos, controlo a fármacos, patologias, etc, como é óbvio, não fui eu que a trouxe para esta discussão.

Cumprimentos

Hugo

xisco
19-12-2010, 13:12
Para já há uma ideia muito errada da quantidade necessária de proteína que cada um necessita, tenho conhecimento de vários estudos feitos a atletas de atletismo de alto nível em Portugal em que consumiam mais proteína do que aquela que realmente é necessária! Um atleta de endurance precisa apenas de 1,2g/kg-1,4g/kg de protéina enquanto que um sedentário precisa apenas de 0,8g/kg! Aliás atletas de nível mundial, como os Quenianos e Etíopes fazem uma alimentação de cerca 78% hidratos- 12% proteína e 10% de gorduras! Vais-me dizer que com uma alimentação equilibrada (e aqui equilibrado referi-me a uma alimentação mediterrânica) não consegues ingerir esta quantidade?
Acho que antes demais o ideal é fazer um levantamento da alimentação de cada um junto de um nutricionista, e aí sim ver se há necessidade de suplementos ou não! Não tenho nada contra os suplementos simplesmente penso que existe uma globalização da necessidade dos suplementos quando na realidade não o é e as pessoas tomam porque acham que tem muito desgaste e como tal precisam disso!

Myrage
19-12-2010, 14:59
Em 1993 fiz uma dieta de 14kg com L-Carnitina e muito suor à mistura :)
Para perder peso a coisa funciona. No que consiste a desempenho: acredito que retarde um bocado a fadiga muscular. Mas não confirmo.

MY

Cobaia ou não. A verdade é que em 1993 consegui perder 14kg com L-Carnitina. Claro que também o conseguíria sem L-Carnitina. Mas o objectivo não foi perder massa muscular, mas sim massa gorda e aumentar a definição muscular :) ...

Afinal acham que é assim tão arriscado comprarem uma embalagem de L-Carnitina, e testarem durante 20 dias ?
Se não resultar comam umas feijoadas, e bebam uns copos de vinho... :)

MY

Fourmag
19-12-2010, 21:29
Eu perdi 17 kg sem L-Carnitina, sem dietas e sem medicamentos. Desporto e comer com regras... Dos 80 para os 63 kg.

agirão
19-12-2010, 22:27
Amigos!
Explorem o corpo de forma natural! Treinem e procurem informação científica!
A suplementação é para ser utilizada depois de se explorar a alimentação que a nossa cultura nos proporciona. Quem treina para além das necessidades básicas diárias, necessita de algo mais! Aqui, entra a suplementação, mas com racionalidade e informação!
Não esqueçam a trilogia: SAÚDE, TREINO, PERFORMANCE! A última só acontece se as primeiras forem uma constante!

Bom Natal!

mariosimas
20-12-2010, 00:23
Eu perdi 17 kg sem L-Carnitina, sem dietas e sem medicamentos. Desporto e comer com regras... Dos 80 para os 63 kg.

eu perdi 21 kg dos 96 para os 75 exactamente como tu.

Força Andre não desistas de responder com teu cepticismo e desmontar os mitos que andam por aí na suplementação.

kanoysta
20-12-2010, 00:56
PS: kanoysta peço desculpa por o ter tratado por tu...

Pelo amor de deus nneves. Trata-me por tu à vontade. Não sei se os outros users fazem questão... mas para mim os senhores, os títulos académicos e os títulos profissionais aqui não fazem falta ☺. Uns têm formação numa área... os outros têm noutra. Para mim importa sim discutir ideias para formarmos crenças fundamentadas e aprender mais.

Espigão, desculpa se te atribui o que não era teu. :D

De resto pessoal... acho que já muitos relatos e posições sobre a toma de suplementos. Eu só tomo em situações clínicas e tenho uma posição contra a toma de suplementos.
Como foi dito, a suplementação proteica é em 99% (para não dizer 100%) desnecessária. Mas apesar desse conhecimento... ainda há muita gente a tomar batidos com 50g de proteína, quando o corpo só assimila cerca de metade por refeição. É uma perda de dinheiro. Na maioria dos casos resume-se a isto.
É perfeitamente possível, só com controlo da alimentação e treino, perder muito peso em gordura ou ganhar muito peso em massa magra (músculo). Falo por experiência profissional.

Por último, o mito de que o exercício cria necessidades adicionais que só podem ser supridas pela suplementação já foi posto de lado há muito tempo pelos próprios profissionais da área.
Mas repito. Nos casos dos atletas federados não tomava porque é muito fácil acusar um controlo positivo.
Nos outros casos... se quiserem tomar, só espero que corra tudo bem e que não venham a ter nenhum dos problemas de saúde relatados frequentemente.

JNR
20-12-2010, 10:35
E agora algo completamente deiferente :)

Tb perdi 22 kg em cerca de 6/7 meses apenas com regulação da alimentação e algum exercicio, como já disse num post antes.

A questão que se mantém, e que não vai ser, obviamente, resolvida e esclarecida aqui, teria sido mais facil ou teria sido ainda maior a perca ou teria perdido menos massa muscular (não sei se perdi, essa parte não foi controlada...) se fosse tomado outro suplemento ou msm a l-carnitina...

De qualquer modo, concordo com 2 coisas: o preço, aparentemente excessivo, e a falta de controlo, se é ou não controlada a inserção de produtos no mercado não é essa a imagem que passa. Afinal concordo com 3 :) a ideia que passa é tb a de falta de rigor e então entram as contaminações com subprodutos, daí a escolha de certas marcas que nos dão outras garantias, embora nada seja a 100%.

Quanto a haver uma serie de associações/federações contra ou a acharem desnecessária a suplementação, não se esqueçam que, inicialmente, os Jogos Olimpicos Modernos apenas estavam abertos a "amadores" e a hipocrisia manteve-se durante algum tempo. Neste caso mantém apenas a opção lógica, pois mt gente associa automatica/ a suplemementação a doping, além do que é extremamente fácil entar em exagero e serem considerados cumplices de um determinado negocio.

Boas pedaladas, com ou sem suplementos.

kanoysta
20-12-2010, 12:24
A questão que se mantém, e que não vai ser, obviamente, resolvida e esclarecida aqui, teria sido mais facil ou teria sido ainda maior a perca ou teria perdido menos massa muscular (não sei se perdi, essa parte não foi controlada...) se fosse tomado outro suplemento ou msm a l-carnitina...

A perda de peso através do exercício físico e alimentação adequada não implica necessariamente perda de massa magra.
Normalmente, o início da prática de exercício físico por um sedentário (que não tem muita massa gorda) leva a um aumento de peso. Este incremento do peso deve-se ao aumento de volume muscular (massa magra), que numa fase inicial acontece muito rápido num sedentário.

Já se a toma de carnitina facilitaria a perda de massa gorda, a investigação científica continua a afirmar que não:
1º - porque a carnitiva é um transportador de ácidos gordos apenas numa das fases do seu transporte para dentro das mitocôndrias;
2º - porque qualquer actividade física com as durações aconselhadas, só por si já leva a uma perda de massa gorda considerável.

DMFT
20-12-2010, 15:19
Na saúde:

- A perda de peso, para ser benéfica deve ser feita de uma forma saudavel, e para isso, é importante apresentar números moderados e longinquos no tempo. Logo, uma rápida perda de peso em pouco tempo é prejudicial, porque o organismo entra em carência.

- Mais importante que tomar suplementos, vitaminas, proteinas, etc... para colmatar esta carência, é fazer uma dieta/exercicio que não meta o nosso organismo em carência.

-Não ter obseção por resultados, pois este pode prejudicar no mesmo, causando uma ansiedade, onde entre vários factores, por exemplo prejudica o descanso (importantissimo na perda de peso).

No treino:

- A progressão deste tem que ser continua e moderada. Não podemos querer, passar de sedentários (muitas vezes com pré-obsidade ou mesmo obeso, como aqui já foi relatado pelos numeros que apresentam) a atletas de "alto rendimento" (com plano de treinos feitos por si mesmo, onde nunca fizeram um teste de esforço, ou exame de saúde, com falta de acompanhamento técnico e médico) em mais ou menos 6 meses.

- O treino e a sua progressão, para quem se inicia, devem ter como objectivo resultados a longo, médio prazo e nunca a curto prazo.

Perfomance:

- De certeza que se respeitarmos o nosso organismo e respeitarmos algumas velhas máximas como eu tentei trancrever atràs, esta vai melhorar naturalmente a olhos vistos, sem nos apercebermos.

- Lembrem-se que há altos e baixos durante uma época, e num momento de baixo rendimento, por vezes é tão bom pronuncio como um de alto redimento. O que eu quero dizer com isto, é que ninguém consegue passar um época no topo da sua forma. E por isso mesmo há que respeitar o nosso organismo.

Desculpem a minha forma de escrever, e boas pedaladas.

P.S - Não sou contra a toma do suplemento, seja ele qual for, mas apenas acho que estes devem ser tomados em ultimo recurso, e não como uma forma de ultrepassar as minimas adversidades que nos aparecem no dia a dia.

kuto
21-12-2010, 00:41
A GoldNutrition que patrocine moi meme, que ando há anos para perder peso e desde que em 2005 peguei na bike, perdi 10 kg e voltei-os a ganhar, apesar de manter o endurance... Já estou cheio desta treta...

kanoysta
21-12-2010, 00:55
lê os posts anteriores e pode ser que ajude.
Se ganhas peso é porque ingeres mais calorias que aquelas que precisas.
É simples e não tem muita treta em que pensar. Exercício e alimentação. Exercício só não chega...

nneves
21-12-2010, 08:40
A GoldNutrition que patrocine moi meme, que ando há anos para perder peso e desde que em 2005 peguei na bike, perdi 10 kg e voltei-os a ganhar, apesar de manter o endurance... Já estou cheio desta treta...
isso são as chamadas dietas io-io, não sei se foi o caso mas se fizes-te dieta quando perdes te os 10klg, tens que fazer dieta para sempre (talvez não tão rígida (depende da dieta)).
No fundo é manter a alimentação saudável.

kuto
21-12-2010, 10:43
Treino à terça e à sexta e ao sábado faço btt.
Mesmo quando ia ao ginásio todos os dias, não estava a emagrecer... O rpm fez-me ficar com umas pernas que metem medo...

nneves
21-12-2010, 12:43
É assim se queres ganhar músculo e aumentar peso (devido ao músculo ser mais pesado que a gordura), fazes treino de força ou seja levar o músculo à exaustão, se for só com o objectivo de perder peso (baixar a gordura) faz uma musculação muito ligeira(para definir) e aposta muito no cardio, com pouca força e uma cadencia alta.
O que acontece com muitos instrutores (e ainda não percebi a filosofia deles) é por exemplo na bicicleta meter muito peso, ou seja meter muito peso nas maquinas.
Não sei se este é o teu caso ou não.

mariosimas
21-12-2010, 14:27
só uma adenda ao que o nneves disse, não uma correcção, e para ficar claro.


o tecido muscular é mais denso do que o tecido adiposo:


- para o mesmo volume o tecido muscular pesa mais do que o tecido adiposo.

- para o mesmo peso o tecido adiposo é mais volumoso.

nneves
21-12-2010, 15:05
só uma adenda ao que o nneves disse, não uma correcção, e para ficar claro.


o tecido muscular é mais denso do que o tecido adiposo:


- para o mesmo volume o tecido muscular pesa mais do que o tecido adiposo.

- para o mesmo peso o tecido adiposo é mais volumoso.
Nem mais ;)

JNR
27-12-2010, 14:13
E não confundir dieta para perder peso com dieta saudavel, os seja, uma alimentação saudável.

A "dieta" que fiz para perder peso apenas era restritiva nas quantidades e um pouco nos hidratos de carbono (arroaz, batatas, massas) e claro...gorduras.

De resto era e é apenas uma indicação de como ter uma alimentação saudável e a prova é que mesmo após alguns abusos, Natal, por ex, bastam uns dias e retorno à normalidade.

VascoEX9
27-12-2010, 20:14
Estive a ler muito atentamente este tópico. Achei as opiniões Hugo, Vitor e André muito construtivas. O André é um céptico e como cientista que é, só acredita naquilo que está comprovado atravez da ciência.

Depois temos dois atletas que falam na 1ª pessoa e dos seus resultados pessoais. Pois bem, eu também já tomei L-carnitina (ainda tomo de vez em quando, faço umas temporadas de 15 a 30 dias), noto que a fadiga chega mais tarde, e onde em circunstâncias normais estaria "roto", ainda tenho mais qualquer coisinha para dar, isto em treinos mais longos, pois nas voltas de 2h/2h30 acho igual.

Depois desta discussão, aconselho a que as pessoas tomem, experimentem e tirem as suas conclusões, só assim vão puder comprovar algo. Mal não vai fazer...


...Tenho uma proposta/desafio para fazer ao André. A GoldNutrition propõe patrocinar o André durante 6 meses. Durante este periodo seria acompanhado pelo nosso departamento técnico nutricional. Teria consultas de nutrição/suplementação regulares e todos os suplementos que fossem necessários para o ajudar na melhoria da sua condição física e/ou na sua composição corporal, ou mesmo parâmetros analíticos . Só assim poderá concluir se os suplementos realmente funcionam consigo ou não.
Se passado esse período não tiver sentido qualquer melhoria física, aceitamos todo os seus argumentos e assim já poderá defender o seu ponto de vista com conhecimento de causa.


Agora amigo Gamito, se quiser aqui uma cobaia para esse patrocinio, estou à disposição. Este ano tenho algumas maratonas piratas em mente, já sou consumidor da marca,por isso estou ao dispor. EHEHEH!!!!

kanoysta
27-12-2010, 21:32
Isto dos suplementos é só milagres. A carnitina é vendida para ajudar a queimar gorduras mais rápido... mas agora até já se fala que ajuda a retardar a fadiga em esforços prolongados. Ah fogo que isto é mesmo bom.
Qualquer dia ainda vão sintetizar um suplemento que tenha efeitos semelhantes ao feijões do Songoku. :D. É só tomar um comprimido e ficamos logo 100% para mais uma porrada :D
Desculpem a ironia mas não resisti...

subeskema
27-12-2010, 22:00
Por experiência própria, quando tinha 21 anos cheguei a pesar 100 kg para um 1,90m. Decidi voltar ao desporto e inscrevi-me num ginásio. Foi o meu primeiro contacto com o mundo da suplementação e quando comecei a ler sobre efeitos e utilizações dos diferentes suplementos. Comecei então com a utilização de suplementos como a proteína, creatina antes dos treinos, multivitamínico e um fat burner/diuretico (animal cuts) tudo produtos muito comuns no body-building.

Treinava 2 vezes ao dia, ginásio de manhã e 45 min de corrida ao final da tarde e aumentei o consumo de água para 6/7 litros de água diários.

Com este esquema consegui uma perda na ordem dos 15/16 kg em 3 meses, perfeitamente normal controlando-se a alimentação (Cortando ao máximo as gorduras e também os hidratos de carbono quase nulos) com uma dose de esforço e dedicação que nunca tinha colocado a nível físico. Penso que muitos já devem ter se sentado à mesa e terem que dizer não a um doce, a um pão, a uma massa.

No entanto continuei o treino a fundo, apesar de continuar no ginásio praticamente só efectuava cardio, 1h30 min na eliptica, 30/30/30 min eliptica, passadeira, remo. Consegui baixar até aos 74/75 kg.

O fat burner apenas o tomei por 20 dias (até ao fim da embalagem), o resto foi conseguido com a mistura de CLA + L-carnitina.

Há pouco mais de um ano fartei-me da monotonia do ginásio e entrei nesta aventura do btt, deixei de fazer uma suplementação tão completa, mas com o custo inerente disso.

Ao ter deixado de efectuar uma suplementação tão completa percebi que os tempos de recuperação se tornaram mais longos e o desgaste muito superior.

Caimbrãs, dores musculares, acumulação de liquidos (a chamada barriguinha de cerveja), etc, passaram a fazer parte do dia a dia.

Tal realidade a meu ver só pode significar que a suplementação, se não nos torna melhores pelo menos torna o exercicio menos doloroso e do qual podemos tirar prazer.

Infelizmente, o preço da suplementação neste momento para mim que sou estudante e só tiro uns trocos num trabalho de verão é demasiadamente dispendiosa.

Portanto cingo-me à simples magnesona, à bebida isotonica e ao gel anticaimbrãs.

No entanto, não abdico de fazer "um tratamento" do Cla + L-carnitina a cada 6 meses. Principalmente na altura do verão em que tenho maior tendência para acumular liquidos e descuidar um pouco a alimentação por falta de tempo.

Se não utiliza-se este mecanismo não conseguiria manter o meu peso nos 80 kg como o mantenho hoje em dia.

Portanto aconselho a todos que possam adquirir uma boa suplementação para o fazerem que os seus resultados se efectuarem um plano de treino cuidado (não rigoroso) e alimentação não de atleta mas sem abusos conseguirão aumentar o seu rendimento no esforço.

No entanto, à que ter em conta os nossos limites biológicos. O que funciona comigo pode não funcionar com outro. A mais pequenas variação de um nutriente pode fazer com que o outro esteja em deficiência.

É como se fosse um balde com aduelas, se todas forem baixas e uma alta ou vice-versa não se consegue encher mais o balde. Compreenda-se assim que o não funcionar de um suplemento poderá não ser por este ser um engano mas por uma conjução de factores que o não permitiram funcionar.

Sendo assim é lógico dizer, para quê suplementar L-carnitina se não se suplementar tudo o resto? Não vale a pena, existem maiores prioridades.

Se pudesse tomaria, diariamente multivitaminico, zma, creatina, proteina, cla, glutamina, bcaa's e saberia que isso ia me ajudar a conseguir efectuar treinos mais produtivos e resultados mais positivos.

Era giro que alguém agarra-se num atleta que não sendo professional e que tenha que levar uma vida relativamente normal, que lhe proporciona-se essa oportunidade de se suplementar correctamente, e que este tanto neste fórum como num blog postasse o seu dia-a-dia, (alimentação, treinos, suplementação, registos dos treinos, provas mensais de carácter fisico) para que fosse mostrado que com uma suplementação correcta uma pessoa normal pode obter bons resultados e uma vida mais saudável.

Penso que uma iniciativa destas ia fazer com que muitas dúvidas se dissipassem!

kanoysta
27-12-2010, 22:50
Era giro que alguém agarra-se num atleta que não sendo professional e que tenha que levar uma vida relativamente normal, que lhe proporciona-se essa oportunidade de se suplementar correctamente, e que este tanto neste fórum como num blog postasse o seu dia-a-dia, (alimentação, treinos, suplementação, registos dos treinos, provas mensais de carácter fisico) para que fosse mostrado que com uma suplementação correcta uma pessoa normal pode obter bons resultados e uma vida mais saudável.

É relativamente fácil. Pode-se acompanhar os blogs de vários atletas de elite... que além de terem cargas de treino altíssimas, muitos deles NÃO TOMAM suplementação.
Quando as coisas são controladas e quem manda é o cronómetro, é fácil ver se a banha da cobra funciona ou não. E um parte dos bons atletas de elite já chegaram a essa conclusão.


Se pudesse tomaria, diariamente multivitaminico, zma, creatina, proteina, cla, glutamina, bcaa's e saberia que isso ia me ajudar a conseguir efectuar treinos mais produtivos e resultados mais positivos.
Subesquema. Não sei que idades tens mas não digas isto: 1º- porque muito miúdos podem tentar fazer o mesmo; 2º- porque a última coisa que queres é tomar muitas destas coisas diariamente.
Parece um tratamento à Dr. House: toma-se um cocktail de comprimidos porque algum deles ha-de fazer bem!

Mas começo a perceber o andrextr. É infrutuito escrever em tópicos como este porque o que o pessoal quer é tomar de tudo como faz a malta dos ginásios... mesmo sem saber o que está a tomar... e para que serve.
É que alguns desses suplementos até podem ser benéficos. Mas, pelo menos, é preciso saber o que fazem e quando tomar.

andrextr
27-12-2010, 23:24
Mas começo a perceber o andrextr. É infrutuito escrever em tópicos como este porque o que o pessoal quer é tomar de tudo como faz a malta dos ginásios... mesmo sem saber o que está a tomar... e para que serve.

:cheers:

Voltei !!! Tava com saudades vossas, e vinha desejar um bom natal e partilhar com vocês a minha azia dos fritos natalicios muahah

Para que é que o pessoal quer fazer maratonas super hardcores de 200km se depois não aguentam um empenozeco sem tomar nada?? Se não aguentam, façam só 30km como eu!! Homem que é homem come feijão ao pequeno almoço, faz 200km de manhã, vai cavar à tarde, e no dia a seguir continua rijo!! UEHEHEH :twisted: Já viram a minha maneira elegante de dizer que suplementos é para meninos? :D

Dou valor aqueles que fazem 30 por uma linha, que não tomam nada, e que não usam pulseiras do equilíbrio. Isso sim é d'Ómem com O grande! Por falar nisso, parece que a powerbalance foi multada em alguns países por ser considerada uma burla (a sério?? não pode!)... mas cá em Portugal, segundo os "especialistas", como não é prejudicial para a saúde publica, mesmo que seja publicidade enganosa, e que não faça nada, continua tudo na mesma (onde é que eu já ouvi uma historia parecida?)... Tenho muito orgulho no meu pais e nos portugueses, mas tenho que admitir que somos muito parvinhos às vezes... Mas pronto, nem tudo é mau, se fossemos mais espertos os chineses também não faziam tanto sucesso por cá e nós não estaríamos em crise... Pode ser que quando passar de moda, proíbam a comercialização da powerbalance por publicidade enganosa....

Pronto, já aziei as filhoses todas do natal...vou tomar um Gaviscon, e até para o ano! Boas Entradas, com novas ideias :twisted:

subeskema
28-12-2010, 01:05
kanyosta se puderes coloca as fontes dos atletas que o fazem sem suplementação para poder ler sobre os seus métodos de treino.

Perceba-se a diferença entre suplementação e milagres. Suplementação e treino árduo são reais, milagres são para os que vão a Fátima e que rezam antes das provas.

Por muito que se treine existe um limite fisiológico que o nosso corpo pode aguentar, em termos de nutrientes essenciais. Se um atleta que treina 6 dias por semana, 5/6 horas por dia, bebe 6/7/8 litros de água, sua outro tanto, perde na urina outro tanto, desgasta cartilagens, músculos, etc se cingir apenas a uma alimentação rigorosa não consegue satisfazer as suas necessidades reais de nutrientes. Isto porque é do conhecimento comum que os nutrientes se encontram na comida em formas que não são facilmente assimiladas pelo nosso organismo. Um atleta que não o faça a meu ver não consegue manter prestações elevadas durante uma época inteira independente do pico de forma do mesmo ser no inicio, meio ou fim da época. Sobre isto penso que o mago pode muito bem falar, visto ele ter a experiência de uma vida no assunto.

Ou mesmo não sendo um atleta, toda a gente no verão sua, seja nas suas férias quer a trabalhar e os nutrientes que são perdidos são muito superiores ao que são consumidos. O simples comprido de um multivitaminico pode manter as funções fisiológicas num melhor estado.

Portanto, e para que fique claro (porque estou de acordo com o kanyosta em um ponto, talvez por no meu post anterior não ter sido explicito) não é tomando tudo, mas tomar baseado na informação e na altura necessária para colmatar no sistema as falhas. Uma suplementação acertada é chave para uma vida desportiva saudável e porque depois de conseguir-mos superar-nos ao acabar a tal maratona de 70/80 km's temos que voltar ao nosso trabalho ou à nossa vida.

Se um simples entusiasta do desporto de maneira informada sobre a função de cada suplemento os tomar como complemento à sua alimentação juntamente com um regime de treino regular (btt, ginásio, atletismo) não só retira mais prazer do seu hobby por conseguir alcançar novas metas como se vai sentir mais saudável e com mais bem-estar para o resto das suas actividades.

Em relação ás pulseiras sempre achei isso a maior anedota do verão passado, sabe-se lá como é que as pessoas acreditam em tal coisa, mas o efeito placebo faz milagres, talvez por isso é que muitas vezes por muito forte que seja o atleta se não ter equilibrio mental o físico de nada lhe serve e vê-se isso muitas vezes no ciclismo que por muitas vezes quem vai atrás na roda a fazer pressão e não dá parte fraca faz o da frente entrar em desespero mental e fica sem forças para fugir acabando muitas vezes por rebentar.

andrextr
28-12-2010, 01:22
Isto porque é do conhecimento comum que os nutrientes se encontram na comida em formas que não são facilmente assimiladas pelo nosso organismo.

Subskema, podias-me dizer em que fonte te baseaste para afirmares isso? É que no meu conhecimento comum não consta essa informação. Obrigado.

Espero mesmo que procures por uma fonte credível que diga isso. Porque tenho quase a certeza que não a vais encontrar. E no fim, vais ter a noção que afinal aquilo que é de "conhecimento comum" afinal não é assim tão comum!


PS: Uma maneira de passar mitos e de lhes dar vida é essa mesmo... Afirmar algo insustentado e dizer que é de "conhecimento comum". É um truque muito utilizado para induzir o outro em engano, que mesmo que não saiba, para não se fazer de passar de burro uma vez que é um conhecimento "comum", vai fingir que sabe, e assimila essa informação. Chama-se a isso uma Falácia!
http://pt.wikipedia.org/wiki/Fal%C3%A1cia

Um abraço :)

kanoysta
28-12-2010, 01:24
Se queres ver para querer... Quanto aos atletas de elite, posso-te apresentar uns quantos pessoalmente. Desde campeões do mundo a campeões da europa. Acredita... não tenho a mínima dúvida no que digo.

Alguns suplementos têm efeitos analgésicos e sim, fazem-te sentir melhor. Mas "desligar" os "sistemas de auto-defesa" (dor e cansaço) não é a solução... e ao contrário do que dizes... não é saudável para ninguém.


Se um atleta que treina 6 dias por semana, 5/6 horas por dia, bebe 6/7/8 litros de água, sua outro tanto, perde na urina outro tanto, desgasta cartilagens, músculos, etc se cingir apenas a uma alimentação rigorosa não consegue satisfazer as suas necessidades reais de nutrientes. Isto porque é do conhecimento comum que os nutrientes se encontram na comida em formas que não são facilmente assimiladas pelo nosso organismo. Um atleta que não o faça a meu ver não consegue manter prestações elevadas durante uma época inteira independente do pico de forma do mesmo ser no inicio, meio ou fim da época.

É verdade, o treino cansa ... mas recupera-se! Quanto à alimentação não ser suficiente, lê o dizem as mais conceituadas Associações Dietistas - Estás errado, a não ser que saibas algumas coisa que eles ainda não saibam.


Portanto, e para que fique claro (porque estou de acordo com o kanyosta em um ponto, talvez por no meu post anterior não ter sido explicito) não é tomando tudo, mas tomar baseado na informação e na altura necessária para colmatar no sistema as falhas. Uma suplementação acertada é chave para uma vida desportiva saudável e porque depois de conseguir-mos superar-nos ao acabar a tal maratona de 70/80 km's temos que voltar ao nosso trabalho ou à nossa vida.

Mas se pensas mesmo que uma suplementação é a chave para uma vida desportiva saudável (para mim é impensável) ... Sinceramente não sei que te diga mais.
Desejo-te melhor sorte que outros atletas que também conheço mas que optaram pela suplementação desmensurada. É só procurar... relatos na primeira pessoa não devem faltar.

kanoysta
28-12-2010, 01:35
Porque tenho quase a certeza que não a vais encontrar.

Só tens quase? Eu tenho a certeza!
Mas repito o que já disse aqui: não vão por nós. Leiam as recomendações de quem realmente sabe (os amigos e colegas de carteira não são abrangidos por esta definição :D)! É o que eu faço...

Espigão
28-12-2010, 10:11
PS: Uma maneira de passar mitos e de lhes dar vida é essa mesmo... Afirmar algo insustentado e dizer que é de "conhecimento comum". É um truque muito utilizado para induzir o outro em engano, que mesmo que não saiba, para não se fazer de passar de burro uma vez que é um conhecimento "comum", vai fingir que sabe, e assimila essa informação. Chama-se a isso uma Falácia!
http://pt.wikipedia.org/wiki/Fal%C3%A1cia

Se o que o Subskema disse foi uma falácia (apesar de ter compreendido a sua mensagem que foi nem mais do que nem sempre uma dieta equilibrada consegue satisfazer as necessidades nutricionais do dia-a-dia sobretudo para quem leva uma vida profissional/desportiva mais intensa) ao que é que chamas a isto:


Portanto mais uma vez, este é um daqueles suplementos como tantos outros que andam por aí, que se fala fala fala, mas eu não o vejo a fazer nada.

E perante estas evidencias, a resposta final que eu posso adiantar com certezas à questão "L-carnitina será que compensa?" é:

Compensa, pelo menos para quem a vende! Para quem a consome ainda ninguém sabe ao certo.


... sem sequer experimentar! E não foi por falta de oportunidade para tal pois tiveste um convite de um grande campeão de ciclismo/BTT que te ofereceu os melhores nutricionistas que seguem muitos campeões nacionais e internacionais, suplementação, acompanhamento e o sr. cientista fugiu a sete pés...

Sinceramente, não sei que raio de cientista és tu...

"Ah e tal não presta, não vejo a fazer nada, os portugueses são uns parvinhos, eu é que sou HOMEM que como feijão ao pequeno almoço (até me admira não acompanhares com aguardente), suplementos é para meninos, etc..."

... e depois perante uma grande oferta, uma grande oportunidade para testar e comprovar ou não os disparates que afirma (sem testar), foge a sete pés e prefere continuar a vir a este tópico, vezes sem conta, com comparações parvas com fármacos, controlo aos mesmos, comparações às pulseiras, etc, e ao mesmo tempo, ofender quem opta por fazer suplementação, ofender quem opta por usar as pulseiras, etc...

Vê se ao menos consegues um estudo e aprovação no mesmo sobre educação…

Este tópico partiu de uma dúvida de um utilizador ao qual outros utilizadores tentaram responder e ajudar, dos quais eu fiz parte e acima de tudo opinei com base na experiência! Tudo o resto é palha com comparações parvas, ofensas, gabarolices, e é assim que se perdem bons tópicos e boas discussões…

Subeskema, bons posts e não sei se já reparaste mas não vale a pena continuares a responderes a "cientistas", irónicos, oráculos, etc que gostam de afirmar sem experimentar, sem testar, sem comprovar e uma vez mais digo, que nem foi por falta de ofertas…

Já agora para o kanoysta…


É relativamente fácil. Pode-se acompanhar os blogs de vários atletas de elite... que além de terem cargas de treino altíssimas, muitos deles NÃO TOMAM suplementação.
Quando as coisas são controladas e quem manda é o cronómetro, é fácil ver se a banha da cobra funciona ou não. E um parte dos bons atletas de elite já chegaram a essa conclusão.

Não sou nenhum atleta de elite, pelo contrário, considero-me até um atleta de lazer mas que gosta de fazer muitos km´s e sentir-se bem e podes ir ao meu SITE (http://www.hugoespigaocarvalho.com/first/) e fazer uma ou mais constatações.

Só comecei a fazer uma suplementação desportiva mais completa a partir do início de 2009. Até lá, comia os feijões “do André” ao pequeno-almoço, “continuava a cavar” no tempo que me restava, aliás, tudo o que continuo a fazer hoje mas com suplementação à mistura.

Uma vez mais digo que não tenho qualquer restrição a nível da minha alimentação. Uns cuidados com gorduras/fritos, álcool mas até vos posso dizer que este Natal comi e bebi de tudo como aliás, costumo fazer desde sempre mas continuo a fazer uma coisa, que “por acaso” o sr. cientista não é muito adepto: treino! E depois mais em época de Maratonas, começo a introduzir mais a suplementação.

No meu site nos RESULTADOS (http://www.hugoespigaocarvalho.com/first/index.php?option=com_content&view=article&id=3&Itemid=6), apenas introduzo resultados no top 20. É apenas uma meta que considero interessante para comparações, testes, resultados que já considero serem muito bons.

Em 2008 fiz mais maratonas que aquelas que estão lá mas tal como disse atrás, os top20 foram apenas aqueles.

O que quero é que compares os resultados até 2008, com os resultados a partir do início de 2009 já com a introdução de uma suplementação mais completa.

Também há que ter em conta a evolução dos tempos, com muito mais pessoal a andar hoje e a andar bem e se por exemplo em 2005 fiz um 5º lugar na Maratona Festibike, é porque éramos 50 participantes na Maratona e se este ano fiz um 16º é porque foram 400 participantes na Maratona e o top50 foi em grande parte de atletas federados e muitos deles que já fazem mais vida disto…

Mas há outro exemplo mais prático: vê de 2004 a 2008, se consegues encontrar a minha classificação no Raid da Vidigueira? Pois não deves conseguir. Participo desde 2005 mas até 2008 apenas consegui top40´s, e um ou outro top30.

Vê o meu resultado no Raid da Vidigueira em 2009 e este ano…

Bem… se foi a suplementação que me levou a estes resultados, não sei. Sei que me sinto bastante melhor a seguir a uma Maratona ou treino mais duro, que me sinto bastante melhor no meu trabalho após um fim de semana mais duro, que consigo fazer um turno de 15 horas pela noite dentro e sair no outro dia de manhã e conseguir fazer um treino de força sem problemas… coisas que simplesmente não consegui apenas com os feijões “do André” ao pequeno-almoço…

Eu espero ir de vez deste tópico e que a discussão se mantenha saudável e acima de tudo produtiva. Agora se continuar a assistir a comparações sem nexo, faltas de respeito, ironias parvas, etc… epá… desculpem lá mas isso eu não admito...

Cumprimentos

Hugo

kanoysta
28-12-2010, 10:43
Bem... se foi a suplementação que me levou a estes resultados, não sei.

Dizes isto e continuas a defender a suplementação com unhas a garras. Para mim disseste tudo nesta afirmação. Não mudava um vírgula :)

Quanto a experimentar suplementos... há coisas que só merecem mais uma "ironia parva". A aprendizagem acontece de várias formas... a experiência vicariante é uma delas. Não preciso cair de bike para saber que dói!

Mas dou-te toda a razão numa coisa. Realmente este tópico poderia ser bem mais produtivo... mas acrescento: principalmente se as pessoas não se atacassem uns aos outros (também o estás a fazer).

Mas Hugo, digo a mesmo coisa que disse ao subeskema. Não vão por mim ou pelo andrextr.... procurem pelas recomendações de quem realmente produz conhecimento e investiga.

Curiosamente, e correndo o risco de fazer mais uma comparação parva, os argumentos aqui apresentados que defendem a suplementação são os mesmos utilizados pelos vendedores. Eu tenho a noção a que é preciso fazer pela vida... mas sinceramente é o que parece... conversa de vendedor.

kanoysta
28-12-2010, 10:48
E sincero digo... Desejo melhor sorte aos teus rins que aos rins de alguns atletas que conheço. Provavelmente também deves conhecer alguns.

Espigão
28-12-2010, 12:23
Amigo kanoysta, se ataquei alguém (coisa que evito fazer e não faço) é porque alguém me atacou a mim primeiro.

Que eu sabia, este tópico apenas pretende tirar uma dúvida a um utilizador e não para virem para aqui gabarem-se "que são homens, quê só comem feijões ao pequeno almoço, ou feijões do songoku, que quem toma isto ou usa aquilo é parvinho, que os suplementos são para meninos", etc…

Cada um toma ou usa aquilo que quer e só tem de ser respeitado! Mais nada! Quem não gosta, quem não usa, quem nunca experimentou, não meta a colher!

Quanto à “conversa de vendedor”, deixa-me que te diga que desde 2009 até ao final do corrente ano, todos os suplementos que utilizei foram comprados com os €€ do meu trabalho. Apenas agora no final deste ano, surgiu uma proposta, tal como surgiu ao André (que recusou) da Gold Nutrition e de qualquer maneira, não irei vender nada!

Durante esse período fiz muitos testes com e sem suplementação e cheguei até a fazer vários exames após Maratonas e treinos com e sem suplementação com mais incidência em parâmetros hepáticos e renais e por isso, conheço bem os “efeitos secundários” de alguns suplementos, atenção, diferente de efeitos adversos.

Por isso é que chamo sempre a atenção para a forma como é feita a suplementação desportiva tal como o fiz por exemplo neste ARTIGO (http://www.hugoespigaocarvalho.com/first/index.php?option=com_lyftenbloggie&view=entry&year=2010&month=11&day=26&id=113:a-minha-suplementacao-desportiva&Itemid=15) que escrevi:


A nutrição desportiva que cada atleta faz, deve respeitar as suas características físicas (peso, altura, constituição física, entre outros parâmetros conforme cada caso), deve respeitar os objectivos de cada atleta, a sua actividade física e aqui entenda-se não só a modalidade praticada como também a actividade profissional, lúdica, etc.



Nesta introdução já abordei algumas regras e vou de imediato passar a outras:
- Respeitar sempre as dosagens diárias indicadas nas embalagens, folhetos, etc de nutrição desportiva. A forma como se toma pode ser “como bem entenderem”, conforme se sentirem, em doses repartidas, etc mas sempre respeitando a dose máxima diária recomendada;
- Respeitar igualmente o “timing” da toma de cada suplemento. Existem suplementos que devem ser tomados com as refeições, outros pelo contrário, de estomâgo vazio, outros devem ser tomados logo após o exercicio fisico, outros 30-40 minutos antes, 30m depois, etc...
- Apenas tomar quando se justificar e com isto quero dizer que se por exemplo uma fase de treinos ou qualquer outra fase da preparação não justificar a toma de determinado suplemento, deve-se evitar fazê-lo com a excepção dos suplementos de toma diária. A suplementação é adaptada às várias fases da temporada, e não se deve tomar o mesmo esquema todo o ano;
- Dissolver os suplementos que necessitem deste processo, preferencialmente em água e tomar os restantes igualmente com muita água;
- A suplementação não substitui uma alimentação equilibrada e variada.


Mesmo na suplementação desportiva é importante “escutar” o corpo e compreender as suas necessidades. Quanto começarem a “tratar por tu” glutaminas, bcaa´s, etc... ou seja, quando começarem a sentir e/ou a constatarem o efeito de cada suplemento irão perceber também qual o que mais necessitam em determinado momento, qual os efeitos esperados, etc...

Se o André abusar dos feijões ao pequeno-almoço também é capaz de passar o resto do dia com alguns problemas gastro-intestinais… É como em tudo.

De qualquer maneira agradeço a tua preocupação com os meus rins. Quanto ao conhecer alguém que tenha problemas renais causados pela suplementação desportiva, sinceramente não conheço. Causados por “outra suplementação”, talvez… mais isso é outro assunto e também já existem outros tópicos para debater o mesmo…

Acho que já chega de off-topic por este... acho...

Cumprimentos

Hugo

subeskema
28-12-2010, 12:27
Penso que já foi muita coisa aqui dita sobre suplementação, não achei necessário estar a procurar estudos científicos visto querer manter a linguagem acessível a que todas as pessoas neste fórum percebam o que está a ser debatido.

Para finalizar queria apenas deixar uma simples ideia de algo que nos é ensinado penso que no 3º ciclo nas disciplinas de ciências para que seja perceptível a todos.

Os nossos alimentos (carne, peixe, massas, fruta, leite, etc) são constituídos por diversos componentes (proteínas, hidratos carbono, gorduras, etc) e a função do nosso sistema é decompor estes alimentos para retirar o que é necessário deles.

No entanto, no caso de uma pessoa que efectue esforços físicos as necessidades são muito superiores, logo para as colmatar é necessário uma alimentação em maior quantidade (e sempre com qualidade), isto quer dizer que se precisarem de x gramas de proteína que as terão que obter na carne ou em produtos lácteos principalmente terão que ingerir muito mais deles. Mas como os alimentos não estão divididos em proteínas, HC's, gorduras quando por exemplo come-mos um bife estamos a ingerir tudo, logicamente para colmatar as necessidades em proteína que advêm do desgaste vamos também consumir maiores quantidades de gorduras que têm efeitos não desejáveis no nosso organismo (colesterol, obstrução de artérias, etc.)

Então é aqui que a suplementação entra para controlar estas necessidades, após um treino ou uma prova, é necessário repor o que consumimos. Aí entra o direito de opção de o fazer comendo um bife de 600 gramas + 400 gramas de massa + mais um batido ou de tomar uma proteína com bcaa's e glutamina apenas com residuo mínimo de gordura. E mais tarde efectuar uma refeição normal e equilibrada (qualitativamente e quantitativamente).

Então afinal o que é mais prejudicial à saúde (ou aos rins e fígado)? O enfardar que nem um louco sem medidas para colmatar falhas ou suplementar com produtos que foram desenhados para colmatar essas falhas sem ser necessário ingerir tudo o resto que é comprovadamente prejudicial (gorduras, etc)?

Apenas deixo aqui esta forma de pensamento.

Infelizmente não sou vendedor (pois não estou a fazer conversa de vendedor) senão tinha acesso ilimitado a uma boa suplementação.

Andréxtr, penso que numa perspectiva de marcar a tua posição podias ter aceite a oferta que te foi feita, se não fosse para te fazer mudar de ideias pelo menos para mostrares o contrário do que eu e o espigão temos estado a dizer de forma visível a todos. E digo isto porque o experimentar não te ia fazer mal nenhum por que não estamos a falar de algo prejudicial à saúde. Se me fosse dada tal oportunidade aceitava sem pensar duas vezes e utilizaria a mesma para fazer o que disse mais acima, de uma forma didáctica para outros users mostrar como uma suplementação correcta é chave para se ser um melhor desportista e ter uma vida mais saudável.

kanoysta
28-12-2010, 12:59
Quem não gosta, quem não usa, quem nunca experimentou, não meta a colher!

Por mais que tenha uma opinião diferente da tua, antes de mais são estas tuas postas que te tiram a razão toda!
Se o tópico é para se discutir se compensa ou não compensa (inicialmente só a carnitina) há que meter a colher. Resolve lá o que tens a resolver (com o andrextr ou não) para seres um pouco mais "democrático". Para mim perde-se credibilidade quando se fazem afirmações destas.



No entanto, no caso de uma pessoa que efectue esforços físicos as necessidades são muito superiores, logo para as colmatar é necessário uma alimentação em maior quantidade (e sempre com qualidade), isto quer dizer que se precisarem de x gramas de proteína que as terão que obter na carne ou em produtos lácteos principalmente terão que ingerir muito mais deles. Mas como os alimentos não estão divididos em proteínas, HC's, gorduras quando por exemplo come-mos um bife estamos a ingerir tudo, logicamente para colmatar as necessidades em proteína que advêm do desgaste vamos também consumir maiores quantidades de gorduras que têm efeitos não desejáveis no nosso organismo (colesterol, obstrução de artérias, etc.)

Então é aqui que a suplementação entra para controlar estas necessidades, após um treino ou uma prova, é necessário repor o que consumimos. Aí entra o direito de opção de o fazer comendo um bife de 600 gramas + 400 gramas de massa + mais um batido ou de tomar uma proteína com bcaa's e glutamina apenas com residuo mínimo de gordura. E mais tarde efectuar uma refeição normal e equilibrada (qualitativamente e quantitativamente).

Primeiro: as proteínas são melhor absorvidas se forem ingeridas juntamente com carbohidratos. Não se aprende na primária mas está publicado - podem procurar à vontade que encontram.
Segundo: fala-se tanto das proteínas, mas fazem ideia da capacidade do nosso organismo na assimilação de proteínas? Também está publicado... a maior parte dos atletas de elite consome diariamente acima das suas necessidades



E digo isto porque o experimentar não te ia fazer mal nenhum por que não estamos a falar de algo prejudicial à saúde. Se me fosse dada tal oportunidade aceitava sem pensar duas vezes e utilizaria a mesma para fazer o que disse mais acima, de uma forma didáctica para outros users mostrar como uma suplementação correcta é chave para se ser um melhor desportista e ter uma vida mais saudável.

A sério??!! A mesma conversa. Digam lá se isto não parece conversa de vendedor!
A chave para ser melhor desportista é treinar bem não é suplementar bem. Se estivesses ligado ao treino sabias isso.

Mas o cepticismo começa a mudar de lado.
Com tanta informação e posições oficiais de várias associações credíveis, ainda acreditam que a toma de suplementação é o caminho certo?
Reforço, porque parece que não querem ouvir, acham que as vossas posições têm credibilidade perante as melhores Associações Dietéticas? Eu acho que não.

Os suplementos só servem 2 tipos de pessoas, os vendedores e os preguiçosos (mas ainda não há suplemento para a preguiça).

xisco
28-12-2010, 13:28
Hugo relativamente a esses resultados, ou melhorias, esqueces-te de referir as diferenças que realizaste ao nível de treino! Ou essa componente nem é considerada para explicar as melhorias de resultados? Penso que existem inúmeros factores a serem considerados para concluir que esses resultados vêem de uma aposta na suplementação apenas. Cada um é livre de contribuir com a sua opinião independentemente do lado que toma! Eu posso dizer que já fiz a experiência com suplementação e sem suplementação e posso dizer que sinceramente não noto diferenças relevantes, não serão estas diferenças explicadas por efeito placebo?? É que está mais que provado que o efeito placebo é realmente eficaz em diversas situações. Aliás ainda há uma semana atrás ouvi na rádio um estudo de um grupo de pessoas com problemas gastro-intestinais (irritações) em que lhes foram medicados comprimidos somente constituídos por açúcar...ao fim de algum tempo mais de 70% dessas pessoas deixaram de ter os sintomas!
Agora vem a informação que eu achei fantástica no estudo!! Ao grupo estudado foi-lhes informado que os comprimidos que iam tomar eram constituídos somente por açúcar, ou seja, mesmo sabendo que não tinham qualquer substância, os comprimidos fizeram efeito! LOOL
Não vou acrescentar mais nada ao tópico pois realmente cada um aceita aquilo que entende ser o melhor para si, apesar de haver uma enorme teimosia de parte a parte. Já expus os meus pontos de vista, tal como o kanoysta diz a grande maioria dos atletas de elite em Portugal e não só têm um consumo excessivo de proteínas!
Não percebo porque é que antes de optarem logo por suplementação não se preocupam em fazer um levantamento das REAIS necessidades nutricionais e do suposto ENORME desgaste que dizem ter, agora basearem-se na conversa bonita das empresas de suplementação vai lá vai!

Espigão
28-12-2010, 15:24
Por mais que tenha uma opinião diferente da tua, antes de mais são estas tuas postas que te tiram a razão toda!

A "posta" é obviamente para quem já admitiu que nunca experimentou, que não quer experimentar e mesmo assim, vem constantemente aqui dizer que não presta e chamar de parvinhos a quem toma...

Se o amigo kanoas ou kanoias (peço desculpa, seria mais fácil tratá-lo pelo nome) já experimentou, tem todo o direito de expressar a sua opinão.

Mas também atenção. Isto de um gajo dizer que já experimentou quando num dia ou outro se lembrou de meter umas cápsulas de BCAA´s ou Glutamina ou mesmo L-carnitina para ir dar uma volta com os amigos...

Não quero dizer que tenha sido o seu caso mas conheço muito boa gente que o faz e depois vêm dizer que não fez nada e que não não presta...


Hugo relativamente a esses resultados, ou melhorias, esqueces-te de referir as diferenças que realizaste ao nível de treino! Ou essa componente nem é considerada para explicar as melhorias de resultados? Penso que existem inúmeros factores a serem considerados para concluir que esses resultados vêem de uma aposta na suplementação apenas.

1º- Ninguém disse que os meus resultados apenas se deveram à suplementação! Só alguém que não me conhece pode tecer uma afirmação dessas! Passa pelo o meu site por exemplo e vê a mesma importância que dou ao treino, alimentação e descanso. A suplementação apenas me ajudou a sentir melhor ao longo e sobretudo após os treinos/Maratonas/trabalho... Entenda-se por melhor, sobretudo a nível do capítulo da recuperação.

2º- Diferenças que realizei a nível de treino... não estou a ver. O ano de 2008 apenas foi mau devido à instabilidade profissional que não me permitiu fazer treinos com mais regularidade e daí não poder mesmo fazer uma suplementação desportiva mais completa pois já tinha esse desejo. Aliás, não fiz mesmo suplementação nenhuma. Apenas tomava os géis ao longo das Maratonas. Para o meu ritmo de treinos não se justificava a suplementação que tomo actualmente.

De resto, o meu "esquema" de treinos sempre foi o mesmo (como também será para 2011) e aliás, de 2005 a 2007 até foi quando tive mais disponibilidade para treinar pois estava no Curso de Licenciatura em Enfermagem e com férias da Páscoa, de Verão, de Natal, horário de 2ª a 6ª, serviços de escala a 100 divisões... uma maravilha....

Lá comia os "feijões ao pequeno-almoço", uns iogurtes e sandes de atum após os treinos, a massa, etc mas não saía da cepa torta. Outra cepa torta era o peso. Até finais de 2008 nunca consegui baixar dos 90kg e confesso mesmo que no Natal de 2008, cheguei mesmo aos 100kg. No Verão de 2009 já andava nos 85kg e este ano cheguei mesmo aos 79kg e confesso também que nunca me senti tão bem ao longo destes últimos anos de BTT. E lembro novamente, sem qualquer dieta! Com alguns cuidados com a alimentação mas nunca me privei de um bom cozido à portuguesa, de uma boa feijoada, de experiementar todo o tipo de doçaria, etc...

Mais uma vez digo: foi apenas da suplementação? Não! Que ajudou, não tenho qualquer dúvida! O treino é importantíssimo, tal como a alimentação, tal como o descanso, tal como a suplementação! A boa combinação entre todos estes factores, a "homeostasia" entre eles, só pode dar bons frutos.

Mas xisco, a tua opinião já é bastante válida para a discussão:


Eu posso dizer que já fiz a experiência com suplementação e sem suplementação e posso dizer que sinceramente não noto diferenças relevantes

Não sei se quando fizeste essa suplementação tiveste acompanhamento, se justificou-se a mesma, se foi bem feita, se foi introduzida num bom esquema de treinos, alimentação, descanso, etc mas aceito e respeito a tua opinião!

No meu caso, como até 2008 era muito preguiçoso, e como "os suplementos apenas servem para os preguiçosos", comecei a tomar suplementos para a preguiça e então foi daí que vieram os meus resultados...

Ainda têm é de um dia inventar suplementos para o respeito ou para a educação...

Enfim...

Cumprimentos

Hugo

kanoysta
28-12-2010, 16:04
Ainda têm é de um dia inventar suplementos para o respeito ou para a educação...

Realmente. É mesmo verdade. E já que tomas... aproveita e toma uns desses também.

Eu não costumo fazer juízos de valor sobre as pessoas ou as suas crenças (se também me conhecesses saberias). Mas se queres falar sobre a legitimidade de cada um postar aqui... para mim é muito faccioso alguém que tem o logo da goldnutrition no seu site, vir defender a toma de suplementos (mas não vende... só faz publicidade! - digas o que disseres... é um facto).

Da próxima vez que fizeres juízos de valor sobre as outras pessoas, olha para o umbigo primeiro. Não te fica bem.
Se dizes que andrextr fez isso, não estás a fazer melhor.



Se o amigo kanoas ou kanoias

Chama-se vista turva! Cuidado que pode ser dos suplementos :D

E para terminar, para os interessados e não facciosos, não liguem ao que eu ou o espigão diz! Reforço novamente para os mais cépticos. Procurem pela recomendações de quem produz conhecimento e investiga.

Espigão
28-12-2010, 16:15
Eu pelo menos assino tudo o que escrevo com o meu nome e só por aí se pode ver as lições de juizo de valores que me podes dar...

Quanto ao logo da Gold Nutrition no meu site, nada tenho a esconder e até fui bem claro atrás:


Quanto à “conversa de vendedor”, deixa-me que te diga que desde 2009 até ao final do corrente ano, todos os suplementos que utilizei foram comprados com os €€ do meu trabalho. Apenas agora no final deste ano, surgiu uma proposta, tal como surgiu ao André (que recusou) da Gold Nutrition e de qualquer maneira, não irei vender nada!

Durante dois anos fui mesmo muito faccioso...

Isso amigo, não é visão turva... é mesmo cegueira!

Cumprimentos, Bom Ano Novo e fui mesmo de vez!

Hugo

kanoysta
28-12-2010, 16:19
Bom ano Hugo.
João - se te faz diferença... :confused:

nneves
28-12-2010, 18:23
É pessoal tenham calma não foi essa a intenção de quando criei este tópico.

Vou deixar mais um facto testado por mim:
Este ano fiz a minha primeira Maratona (70klm) em Beselga, cheguei ao fim de rastos, fiz os normais alongamentos. No dia seguinte acordei com dores musculares (normal depois do grande esforço), na semana a seguir comprei Whey da GN. Foi mais pelo facto de restabelecer os músculos.
Num treino tambem duro com os mesmo klm e com whey no dia a seguir impec.
Mas como para mim este teste não teve muita relevância porque não foi testado no mesmo circuito.

Na semana passada fiz duas horas de estrada. Na quarta treino normal, a seguir ao treino não bebi whey, apenas comi uma banana e umas bolachas, nas horas seguintes sentia me cansado(normal), no dia a seguir fiz o mesmo treino mas com mais vento(logo mais esforço), tomei whey e tudo ok e ainda fui tomar cafe a noite.

Sei que whey não é o mais fundamental para o BTT mas para mim é um caso de sucesso.
E o factor placebo não conta porque sempre estive de pé atrás quando experimento algo a nível de suplemento.

xisco
28-12-2010, 18:25
Não sei qual a necessidade de estarem já todos a sentirem-se "agredidos" quando o objectivo, pelo menos o meu é de discutir diferentes pontos de vista.
Hugo eu pelo menos posso afirmar que já fiz junto de um nutricionista (ligado à área de desporto) um levantamento das minhas necessidades nutricionais relativamente as cargas de treino que tenho, posso-te dizer que este ano fiz mais de 500h de treino e sempre com uma alimentação regrada e adequada aos momentos específicos de modo a possibilitarem uma máxima recuperação entre treinos, sim também uso gels, barras, isotónicos mas penso que não é isso que está aqui em discussão.
Já visitei várias vezes o teu site e dou-te os mais sinceros parabéns pelo trabalho que fazes em prol de....teu próprio prazer de publicar informação para os outros!

Durante a época sim tenho fazes de muito cansaço, mas não podemos confundir o cansaço fisiológico normal com o cansaço patológico! Mas afinal o que é que têm contra o cansaço fisiológico?? Não gostam de se sentirem cansados?

Não quero gabar mas estou a tirar licenciatura em ciências do desporto numa das mais prestigiadas faculdades de desporto com acesso a diferentes professores com inúmeros estudos efectuados a nível de treino de alto-rendimento e todos eles dizem o mesmo acerca da suplementação.

A nível de resultados pessoais de ano para ano supero as minhas expectativas resultado de muito treino adequado e uma alimentação ainda melhor e descanso.
Não tenho qualquer problema em identificar-me se isso vai dar mais "força" às minhas opiniões.

Não quero criar picardias, portanto boas entradas para todos e não abusem tanto nos doces, nas gorduras e nas proteínas! hehe
Um abraço para todos
Francisco Travassos

xisco
28-12-2010, 18:35
Amigo nneves, penso que a tua opinião é mesmo um relato evidente do efeito placebo, em primeiro dizes que compras whey pelo facto de restabelecer os músculos e que no dia a seguir te sentes muito melhor e quando não tomas notas diferença pelo facto de te sentires mais cansado. Ora se isto não é efeito placebo é o que? Isto supondo que a whey não faz nada! Atenção

Ainda para mais quando afirmas que estavas de pé atrás relativamente aos suplementos, ao investires neles é porque realmente pensas que te vai trazer vantagens!

nneves
28-12-2010, 18:49
Pronto se é o efeito placebo quero continuar assim para sempre :)

kanoysta
28-12-2010, 19:04
Pronto se é o efeito placebo quero continuar assim para sempre :)

Assim a boa disposição já está de volta :D.

Xisco? onde estás a tirar o curso. Pela descrição arriscaria na FADEUP? (realmente nota-se a diferença nas posições de quem está mesmo ligado ao desporto - parece ser o caso)

Narciso Magalhães
28-12-2010, 19:58
Vou aproveitar para deixar aqui o meu testemunho sobre a suplementação.

Ora bem, eu comecei a utilizar suplementação (no caso bebida isotónica) o ano passado. Como estava um pouco reticente resolvi utilizar um percurso que fazia muito (e ainda faço) mas uma vez com agua e outra com bebida isotónica.

Os resultados foram os seguintes: num percurso de 92km feitos totalmente em estrada passei de demorar 3h 25m (com água) a demorar 3h 13m (com bebida isotónica). A grande diferença que notei foi essencialmente a partir de 1h 50m (+- 55Km) em que com água começava a quebrar enquanto que com bebida isotónica isso já não acontecia e só começava a quebrar a partir do Km 80.

Ps. É pena o Paulo Marinheiro já não ser usuário deste fórum pois gostava de saber o ponto de vista dele sobre esta questão.

andrextr
28-12-2010, 20:14
Oh Hugo não te enerves pah, já devias de saber que eu gosto de dar uma ferroadazinha de vez enquando :mrgreen:


Bem... se foi a suplementação que me levou a estes resultados, não sei.

Então e onde está o teu mérito no meio disso tudo? Que gozo é que dá um gajo ganhar tudo, e depois "ah se calhar foi por causa da suplementação, eu sozinho não andava tanto"... Por isso é que eu escrevi aquilo que escrevi !! Qual é o ponto de querer fazer 200km se depois não se aguenta os empenos sem estar a tomar coisas.... Isto faz me um bocado de confusão, mas pronto há que respeitar.


Em relação ao eu estar a falar sem TESTAR primeiro.... Isso não faz sentido nenhum! Para já, para cobaias e para experimentar coisas novas, já me basta os ratos que mato no trabalho... e depois, não é com uma pessoa apenas a testar que se conclui alguma coisa! É preciso várias dezenas de pessoas a testar, e comparar com o placebo. Coisa que já foi feita várias vezes, com vários suplementos, e muitos deles falharam em obter resultados positivos.... Mas pronto, as coisas evoluem, mais estudos se vão fazer, mais compostos novos irão aparecer, há de haver meia dúzia deles que realmente faça efeito positivo e significativo.

E portanto, se "tiverem" mesmo que tomar suplementos, só aconselho a toma de suplementos que estejam realmente provados que fazem alguma coisa.

Bem esta discussão já perdeu a graça que tinha. Agora é apenas uma guerrinha parva entre os que defendem afincadamente os suplementos vs os cépticos... e como um teimoso nunca ateima só, vou vos deixar sozinhos... bye e boas festas cheias de prendinhas e com muita proteína lol ;)

xisco
28-12-2010, 20:55
Sim Kanoysta é na FADEUP! :D
Narciso o que estamos aqui a falar não é de bebidas isotónicas, é mesmo de outro tipo de suplementos como a l-carnitina, whey, ZMA, CLA...etc.
Eu próprio noto muita diferença tanto nos treinos como nas provas se levar bebida ou se não levar! Aliás é mesmo aconselhável a todas as pessoas que realizem esforços superiores a 90m a tomarem bebidas isotónicas, sobre pena de sofrerem graves consequências a nível de saúde!! Não é brincadeira a perda de electrólitos!!

Skyforger
28-12-2010, 22:27
Sim Kanoysta é na FADEUP! :D
Narciso o que estamos aqui a falar não é de bebidas isotónicas, é mesmo de outro tipo de suplementos como a l-carnitina, whey, ZMA, CLA...etc.
Eu próprio noto muita diferença tanto nos treinos como nas provas se levar bebida ou se não levar! Aliás é mesmo aconselhável a todas as pessoas que realizem esforços superiores a 90m a tomarem bebidas isotónicas, sobre pena de sofrerem graves consequências a nível de saúde!! Não é brincadeira a perda de electrólitos!!

Narciso, só uma coisa...acho que não deves concluir de uma forma tão linear o efeito que a bebida isotónica pode ter. Tudo bem, fizeste o mesmo percurso...mas há imensas outras variáveis que importa considerar e que nesse dia específico poderão ter alterado o comportamento do teu organismo (independentemente da toma da bebida isotónica), tais como o vento, o piso ou a tua condição no momento, porque o nosso organismo não está igual todos os dias.

xisco, em jeito de curiosidade, que bebidas isotónicas utilizas e são aconselhadas para repor a perda de electrólitos? Normalmente uso Powerade e ultimamente isostar, mas temo que seja insuficiente para voltas superiores a 90 min que faço com alguma frequência.

Quanto ao tópico, em bebidas isotónicas alinho perfeitamente e reconheço a sua importância, agora quanto a suplementação de outro tipo entro mais no grupo dos cépticos, embora nunca tenha experimentado e nem esteja a pensar fazê-lo...talvez porque a carga de treinos que realizo e as minhas aspirações desportivas não o justifiquem.

Narciso Magalhães
28-12-2010, 22:57
Eu sei que há uma série de variáveis que influênciam o rendimento num determinado treino. Agora o que eu sei dizer, pois o ano passado apontei o número de Km´s, tempo dispensado e percurso realizado numa folha de excel (na famosa folha de registo de treinos da BTTMania) e o que posso confirmar através desses registos é que nesse percurso de 92Km´s apenas existem diferenças de 1 minuto em todos os registos que efectuei. Por isso sou obrigado a concluir que a suplementação (no caso as bebidas isotónicas) influênciam e bastante a performance desportiva (principalmente em provas de resistência).



Quanto ao tópico, em bebidas isotónicas alinho perfeitamente e reconheço a sua importância, agora quanto a suplementação de outro tipo entro mais no grupo dos cépticos, embora nunca tenha experimentado e nem esteja a pensar fazê-lo...talvez porque a carga de treinos que realizo e as minhas aspirações desportivas não o justifiquem.

Aqui, se me permites, faço minhas as tuas palavras.

amelia
16-01-2011, 20:02
Mas Hugo, digo a mesmo coisa que disse ao subeskema. Não vão por mim ou pelo andrextr.... procurem pelas recomendações de quem realmente produz conhecimento e investiga.


kanoysta, subeskema e andrextr,
Gostei de ler os vosso comentários e da vossa partilha de opiniões (fundadas) e conhecimentos.
Andrextr, apesar de não ter formação em bioquimica como tu, também gosto de perceber o porquê das coisas (principalmente quando é o meu dinheiro e saúde a longo prazo que estão em causa). Não me tenho dado mal...
Infelizmente, nem sempre quem opina tem formação, e entre os que a têm, nem todos seguem recomendações aceites como sendo gerais/seguras! Hoje em dia, a posição oficial é a de que a L-Carnitina não compensa . Não existem estudos suficientes que concluam a sua eficácia em atletas saudáveis (excepção possível para atletas centenários :-K ), e o risco de mistura com outras substâncias (estimulantes cm cafeína/taurina ou açucares cm frutose, que engorda!) é de considerar.

Perder peso, este ano também será a minha luta; quando assim é, o rendimento e adaptação ao treino piora, mas não se pode ter tudo.



At some point in their life or their sporting career, most people try to lose weight.
The bottom line for achieving loss of body fat is to eat fewer kilojoules than your body expends, creating an energy deficit (negative energy balance). This might sound simple, but in practice, most people’s weight-loss attempts end in failure. Instead of taking a simple and consistent approach and focusing on long-term outcomes, some athletes seek a magical program that will require no effort and produce results within days. Some turn to grapefruit diets, herbal powders or ‘fatburning’ supplements. Others take drastic measures, such as severe food restriction, dehydration techniques, diuretics and laxatives. Since these methods fail to achieve an energy deficit or consider the long term, they also fail to produce the desired fat loss. Some of them can actually depress the body’s metabolic rate, lowering its energy needs and making it even more difficult to create an energy deficit. In the worst-case scenario, this may directly harm your exercise performance or your health. While some people make a lifetime career of being on (and off) diets, there is only one successful way to approach weight loss—and that’s once and for all! The first steps are to forget the magic and miracles and be prepared to invest a little effort and, above all, sufficient time.


Burke, L., M. Cort, G. Cox, R. Crawford, B. Desbrow, B, L. Farthing, M. Minehan, N. Shaw, O. Warnes. Supplements and sports foods. In: Clinical Sports Nutrition. Sydney: McGraw-Hill, 2006.

kanoysta
17-01-2011, 09:10
Obrigado Amelia.
Já agora... um conselho para quem quer perder peso.

Faz com que a perda de peso seja o mais progressiva possível. Só assim conseguirás perder peso sem afectar as reservas de Hidratos de Carbono e, consequentemente, o rendimento. Já trabalhei com atletas que quiseram perder peso a todo o custo... e as perdas rápidas só levaram a uma perda da performance desportiva acentuada.

Basta criar um défice ligeiro e cortar nas gorduras que chegas ao teu objectivo sem "efeitos indesejados"

motard
17-01-2011, 14:36
Boas comprei L-Carnitina 2000 com sabor a limão (20 doses 10mlg.);)
Pelo que li já houve e há por aí pessoal a tomar,:eek: independente se é para perder peso ou melhorar a performance, como tomam.:(
Antes do pequeno-almoço?? uma hora antes do treino?? como é??:confused:

Espigão
17-01-2011, 16:06
Boas motard,

Se o teu pequeno-almoço for mais próximo do treino, podes perfeitamente tomar a l-carnitina com o mesmo (antes ou após). O importante é que seja sensivelmente uma hora antes do treino e não muito mais para além disso e que não ultrapasses a dose diária recomendada (uma ampola).

No meu caso como tomo o pequeno-almoço mais cedo e dou tempo à digestão do mesmo tomo a l-carnitina mais tarde respeitando a tal hora antes do treino e geralmente acompanho com fruta e muita água.

Só tomo a l-carnitina em treinos/Maratonas superiores a 3 horas.

Bons treinos!

Hugo

motard
17-01-2011, 22:28
Obrigado pela dica Espigão.:fpalm:
Comecei a tomar no domingo, 7 da manhã em jejum (antes bebo sempre um copo de água) depois tomei o p. almoço pelas 7.15 (flocos c./leite + sandes mista + banana) pelas 8.20 tomei o café do costume (bica):p e ás 8.30 fui pedalar de estrada até 12.10. (sempre forte com o pessoal de corroios "comboio dos duros"):mad:
O único contra que notei foi em certa altura tive um ou dois amargos de boca tipo azia ligeira nada de grave.:(
Seria do efeito limão x leite!!:(
Também não vou tomar todos os dias, pois nem todos os dias pedalo 4 h. posso intervalar ou tem que se tomar a dose diária??:rolleyes:
NOTA: estou a tomar para ver se até fim de Março perco uns 3 kilitos que ganhei durante o inverno / natal e ano-novo.:o

Espigão
17-01-2011, 22:57
Ui... o pessoal de Corroios... se estás a falar dos "Velhos da estrada" é empeno garantido!:lol:

Não creio que o efeito do "limão x leite" tivesse alguma coisa a ver com esse amargo de boca. A l-carnitina é absorvida muito rápidamente (estamos a falar de 10ml) e não é por aí. Eu evita antes o leite ao pequeno-almoço e substituia-o por exemplo por um iogurte líquido misturado com os cereais (é o que costumo fazer) ou ainda melhor e se vais vais treinar duro perto da hora do pequeno-almoço, acompanhava a sandes e a fruta com um sumo natural.

Esse pequeno almoço também é um pouco pesado para 1 hora depois ires martelar e bem os pedais. Eu ficava apenas pelo Iogurte com cereais ou pelo sumo natural com a sandes. Leva a banana e come a meio do treino... hehe

Já agora, em vez de um copo de água ao acordares bebe dois ou três. ;-)

A dose diária é a dose de l-carnitina que se pode tomar diáriamente. Não tem que ser tomada diáriamente. Como disse, só a tomo em treinos/Maratonas superiores a 3h e isso é apenas uma vez por semana (quando o é) e quando as Maratonas o justificam.

Abraço e bons treinos.

Hugo Carvalho

motard
18-01-2011, 11:45
OBRIGADO pela dika.:)
Eu sou mesmo dos velhos e duros do pessoal de corroios, por isso tenho que me alimentar bem.:mad:
Para alem da banana do p. / almoço levo sempre + uma comigo acompanhada de um gel e uma barrita ou fruta crist. ou marmelada.;)
Alimento normalmente nunca me falta e líquidos também não (2 bidons).:cool:
Quanto ao meu peq. almoço já estou habituado a manter este regime há muitos anos, os meus flocos são sempre korn flaks com mel e leite m/g. nunca experimentei c./iogurte liq. porque acho que ficam duros :rolleyes:e + difíceis de digerir!! :(mas posso experimentar.:fpalm:

JNR
18-01-2011, 11:46
Mais dificeis de comer talvez, de digerir, não ;)

Fox85
20-01-2011, 20:22
meus amigos leite e productos lacteos antes de fazer um grande esforço nunca é boa ideia,mesmo quando ja se está habituado!

Narciso Magalhães
20-01-2011, 20:37
E porquê ?

JNR
21-01-2011, 10:44
é uma questão de digestão, o resto não sei...:nsei:

Alguem que perceba esclareça ;)

Espigão
21-01-2011, 11:08
Desde que dêm tempo à sua digestão (3h), o leite não faz qualquer mal (pelo menos à grande maioria da população). Mas isso não é só com o leite.

No entanto o leite... bem para não entrar em off-topic, dêm uma vista de olhos neste TÓPICO (http://www.forumbtt.net/showthread.php/14160-Intoler%C3%A2ncia-%C3%A0-Lactose-Troca-de-opini%C3%B5es-e-conhecimento?highlight=lactose) para perceberem porque é que algumas pessoas podem ter algumas reacções ou dificuldades na sua digestão, porque é algumas não podem mesmo tocar-lhe ou porque é que outras não têm qualquer tipo de problema.

Para jogar mais pelo seguro, antes de um grande treino ou Maratona, evito o leite. Não porque alguma vez tenha tido problemas (costumo respeitar o tempo de digestão) mas também para deixar o estómago e intestinos preparados para o que se segue.

Quando não treino mais intensamente ou não tenho Maratonas, o leite está lá quase sempre de manhã.

Cumprimentos

Hugo

jmartins66
06-06-2011, 19:25
e eu que vim aqui para ver se seria benéfico o efeito da L-Carnitina para a queima de gorduras (faço btt e corro uma media de 4x p/ semana) e nem sei se fiquei esclarecido ou com mais duvidas :D

Mas uma coisa também aprendi e era isso que também me preocupava, a recuperação.
Fiz atletismo ate aos meus 24 anos (tenho 44) e só voltei a fazer desporto mais intenso há cerca de um ano e meio através do btt e desde o inico deste ano ja ando a treinar em media 4x por semana porque o corpo não é de ferro e o descanso também importante e aplico os meus conhecimentos do atletismo, misturados com algumas leituras e alguma troca de informação, para melhorar a qualidade do treino mas não consigo por vezes seguir bem o que quero porque as pernas ainda sentem o treino do dia anterior e com o batido de proteinas que experimentei pela primeira vez ontem, a para com a L-carnitina, pareceu-me eficaz.. a ver vamos, como diz o cego :D

Vou treinar que são horas porque se não treinar, não há suplementos que me façam andar :D

nneves
06-06-2011, 23:15
isto é como tudo, se fores um "domingueiro" então não vale a pena tomares nada, agora se treinares todos os dias tens que tomar algo que te ajude, eu se treinar regularmente faço o seguinte:
Treinos de descompressão: Bebo agua e posso levar uma banana;
Treinos duros: bebida isotonica, geis/barras e no final fast recovery;

jmartins66
06-06-2011, 23:51
Ando a aumentar a carga e por isso a minha preocupação.

Era domingueiro e só levava agua pura e umas barritas do lidl :)
Comecei a fazer duas vezes por semana e comecei bebida isotonica e gel.
De há 2 meses para cá faço 4 ou 5 treinos, conforme o corpo deixe e me preocupe com a recuperação porque essa sim, é a parte mais importante para que o treino seguinte possa ser feito e hajam condições para tal..

Hoje, depois do meu treininho de 1,30h de corrida, tomei o meu segundo fast recovery (depois do de ontem) para ver como estou amanhã e se me sentir mais folgado, vamos ser amigos :D

São estes pequenos ensinamentos que nos ajudam a superar e a melhorar a capacidade de treino.
Temos que saber e aprender com quem cá anda há muitos anos e eu gosto de aprender convosco.

Obrigado pelas dicas

bakano
06-06-2011, 23:57
Quando se fala em suplementação acho que é necessário e importantíssimo contextualizar o seu uso.

Se falamos em ciclistas profissionais, como o Vitor aqui deixou a sua opinião, a suplementação é essencial, sobretudo na recuperação.
Se falamos em btttistas de fds que fazem algumas maratonas de vez em quando e durante a semana tanto treinam afincadamente como saiem para beber uns copos e afins, a suplementação assume outra relevância.

Bebidas isotónicas para contrabalançar a perda de electrólitos são comprovadamente uma mais valia. L-Carnitidas, CLA's, etc... ? Valem 1% quando comparados com uma alimentação regrada e dirigida ao desporto em causa.

A verdade é que já se fizeram dezenas de estudos sobre a L-Carnitina, eu próprio já pesquisei para uma tese de final de curso. Resultados? Muito poucos ou nada.
Dizem que por ser um produto sintetizado e reaproveitado pelo organismo não tem efeitos secundários. Isto não é bem verdade. Tal como alguém já aqui disse (não me lembro se foi o andre) não é pelo organismo dispor de 500x mais L-Carnitina do que o normal que vai utilizar a massa gorda e produzir energia 500x mais rapidamente. O organismo tem um tecto, um plateu a partir do qual o que receber a mais vai directamente para o rim para metabolizar.

Num rim saudável, essa metabolização é feita sem grandes problemas, mas as pessoas não pensam no que ingerem... às vezes em vez de L-Carnitina vai um suplemento desses com rótulo bombástico que se vende em ginásios e afins (onde não existe qualquer tipo de controlo de qualidade e doseamento de subst. activas)
que para além de L-Carnitina tem outras 15 ou 20 subst. estimulantes, fat blokers, etc etc que formam um cocktail cujo uso prolongado não é benéfico!

A questão que coloco aqui e aproveito tb para dirigir-me ao Hugo (espigão) é:

Vale realmente a pena experimentar e sujeitar o organismo a todo o tipo de substâncias para chegar 5 ou 10 mins antes numa maratona ou não se sentirem tão cansados ao fim de uma semana de treinos?
A teoria do "experimenta" e dps comenta é muito perigosa quando existem jovens que lêem este fórum...

Se alguém disser que a Cannabis aumenta a resistência física (existem estudos tb) vai toda a gente experimentar para comprovar?
Pensem antes de usar seja o que for porque BTT podem fazer 10, 20 ou 30 anos... mas o vosso organismo tem que durar um pouco mais se quiserem andar ainda com os filhos!

Para terminar e já que alguém falou tb em ginásios, queria deixar só um alerta para os ignorantes que se enchem de corticóides para depois poderem usar t-shirts tão justas que parece que se querem rasgar por todos os lados: por cada cm que ganham de volume (não digo massa muscular pq isso são lérias) podem encurtar a vida útil do vosso rim em meses ou anos. Continuem que as clínicas de diálise agradecem!

Cumprimentos

jmartins66
07-06-2011, 00:09
Depois de o logista onde trato a minha bike me ter explicado a questão da L-Carnitina e do fast recovery, comprei para experimentar (tal como diz o bakano), mas, como já tenho uns aninhos no pelo, comecei a ler (daí a minha presença neste post) e fui mais longe, falando com um farmaceutico meu amigo para uma opinião tecnica e houve algo (e tal como diz o bakano de novo) que me despertou, a questão dos rins...

Temos que ser softs e tal como nas bikes há quem use xtr, eu só uso xt porque não são por 10 min que fico mais ou menos campeão..
Fiz atletismo até 1989 e o unico suplemento que usavamos, era uma fatia de marmelada caseira :D

bakano
07-06-2011, 00:17
Exacto.

Como farmacêutico que sou tb queria alertar para essa situação. Uma coisa são profissionais que têm médicos a fazer análises sanguíneas de semana a semana se for preciso e nutricionistas a ver o que comem ou deixam de comer e outra coisa são a maioria dos leitores deste forúm que gostam de fazer boa figura numa maratona ou mesmo nalgumas taças nacionais.

Ninguém gosta de ficar para trás, mas ganhar não é para todos. Não metam coisas no organismo sem saber o que fazem e muito menos produtos comprados online!! Hoje em dia é exponencial o crescimento de produtos contrafeitos à venda online.

Se após medirem os prós e os contras realmente acharem que devem experimentar, procurem um médico para fazer análises primeiro e dps tentem comprar produtos onde haja controlo de qualidade quer do Infarmed quer do Ministério da Agricultura que tem responsabilidades sobre testes a alguns suplementos tb.

jmartins66
07-06-2011, 00:30
Sou sempre céptico quando vejo um vendedor de bicicletas a gabar um produto que não tenha a ver com a mesma..
Cada um na sua area (tal como eu na minha) e por isso também nunca comprei a pulseira do equilibrio.. nunca vi ninguém com opinião tecnica credivel que me convencesse..

Ainda este fim de semana ensinei uma bebida "isotonica" ao grupo que foi comigo á Serra do Buçaco... agua do Luso, fresca, saida de uma fonte que poucos conhecem :D Há lá coisa melhor :D

Espigão
07-06-2011, 09:31
Peço desculpa mas o "Hugo (Espigão)" já disse atrás que tinha ido de vez deste tópico, sobretudo enquanto continuaram a afirmarem coisas do género:


A questão que coloco aqui e aproveito tb para dirigir-me ao Hugo (espigão) é:

Vale realmente a pena experimentar e sujeitar o organismo a todo o tipo de substâncias para chegar 5 ou 10 mins antes numa maratona ou não se sentirem tão cansados ao fim de uma semana de treinos?
A teoria do "experimenta" e dps comenta é muito perigosa quando existem jovens que lêem este fórum...

E sobre isto vejo-me obrigado novamente a responder que jamais o "Hugo (Espigão)" sujeita o seu organismo "a todo o tipo de substâncias". Toda a suplementação que o "Hugo (Espigão)" faz é "produzida em laboratórios certificados da U.E. e dos E.U.A., onde não são poduzidos fármacos ou substâncias dopantes, não havendo por isso a possibilidade de haver contaminações cruzadas. A selecção das matérias-primas desses suplementos, são sempre adquiridas a laboratórios que cumprem com um critério de normas de qualidade standard internacional. Esses laboratórios são obrigados a fornecer Certificados de Análise para Metais Pesados, Microbiológicos e Físico-Químicos. Para além disso, são enviados para um laboratório Universitário Alemão, acreditado pelo Centre for Preventive Doping Research da Universidade de Colónia cada lote da fórmula a ser analisada, sendo pesquisados mais de 25 substâncias entre esteróides androgénicos anabólicos (como por exemplo, testosterona, DHEA e a 19-Nortestosterona) e estimulantes (como por exemplo a efedrina e a anfetamina)."

Como Profissional de Sáude ou simplesmente como interessado, pesquisador, como amante do desporto em geral, tenho bem consciência dos efeitos da suplementação que faço e "da" que não faço.

Acho que já fui bem claro neste tópico e/ou nos artigos que tenho no meu site sobre esta questão e não só.

Cada um faz o que quer do seu corpo e se há "jovens" que não sabem ler, não tenho culpa. Voltem à escola.

Uma coisa é certa. Nunca até hoje ninguém veio ter comigo a dizer que lhe desgracei a saúde, pelo contrário. E além disso, como já disse, cada um faz o que bem entende com o seu corpo. Têm sido é cada vez mais os amigos que quase diariamente me agradecem a dicas que lhes tenho dado não só nesta área, como na do treino, alimentação e descanso, principalmente a nível do capítulo da recuperação, prevenção de lesões, bem-estar geral, etc...

Por isso, agradeço que parem de referir o Hugo (Espigão) associado às afirmações como a última que só servem para "agranelar" a discussão que para mim já foi encerrada há muito.

Obrigado.

Cumprimentos

Hugo

Skaza
07-06-2011, 16:04
Eu como ando numa fase de perder peso tomo l-carnitine e não tenho contra-indicações apontar... E no que toca a por vezes tomar o referido suplemento não sou nenhum novato... :D

bakano
07-06-2011, 21:46
Hugo, não foi minha intenção colocar em causa os conselhos que dás a quem os procura nem a marca dos suplementos que tomas (sinceramente nem sei qual é).

Peço desculpa se fui mal interpretado. Tentei generalizar para dar ênfase ao meu ponto de vista acerca do assunto.

Se a discussão já tinha sido encerrada tb não dei por isso, se calhar mais vale um moderador fechar o tópico.

Cumprimentos

fernando_sesimbra
10-06-2011, 00:00
Das poucas vezes que o experimentei notei apenas na componente cardiaca menos BPM para o mesmo esforço realizado sem o utilizar.
De resto pouco mais se nota , não é com suplementos que se substitui um treino regular e eficaz.

Continuação de Boas Pedaladas.

LuisnHenriques
10-06-2011, 22:31
Aconselharam-me tomar esse produto, sobretudo para emagrecer pois peso 15kg para 1,84m, notei uma grande diferença no meu desempenho durante o treino sobretudo na recuperaçao e resistencia! Quanto a perder peso ainda n consegui mas tambem porque n alterei ainda a minha alimentaçao!

fabiolax
27-06-2011, 09:11
Ola pessoal. Será que é possivel alguem dizer onde posso comprar l carnitine 3000 da gold nutrition a um preço razoavél??????

Espigão
27-06-2011, 09:21
Bom dia Fábio,

A BIKE CLINIC tem um dos melhores preços aqui da zona (Quinta do Conde/Sesimbra) e enviam por correio se for preciso. Deixo-te os contactos:

Telefone:
212 105 979

E-mail:
geral@bikeclinic .com.pt

Cumprimentos

Hugo

fabiolax
27-06-2011, 09:45
Muito obrigado Hugo, és o maior.... Vou entao dar uma vista de olhos

Erdna
20-08-2011, 21:38
VO2max é a unidade de medida tradicionalmente usada por fisiologistas de desporto, para medir a resistência. Estudos realizados com corredores de longa distância que tomaram um suplemento de L-Carnitina (4g /dia durante 2 semanas) sugeriram um aumento do VO2max em cerca de 6%. De acordo com os peritos, um aumento de VO2max desta grandeza, pode transformar um atleta de competição mediano num atleta de topo.
Facilita uma melhor recuperação.
A L-Carnitina favorece uma melhor circulação sanguínea e consequentemente uma melhor oxigenação celular. Esta característica da L-Carnitina torna-se extremamente importante quando o músculo sofreu danos e ajudá-lo-á no processo de recuperação, ajudando-o também a eliminar as substâncias indutoras da dor.




Será isto verdade?

LGMR
20-08-2011, 22:38
tinha uma duvida e nao hesitei em vir perguntar tou a fazer uma dieta, e tou a pensar trocar ao lanche ao deitar, figos por um iogurte liquido e um pao integral com manteiga o que acham?

Erdna
20-08-2011, 23:11
Não te aconselho nem uma nem outra... esquece os hidratos de carbono a noite, antes de ir deitar 30 minutos bebe um chazinho ou um copo de leite e o que aconselho, ao deitar sempre coisas leves, e um conselho esquece os hidratos de carbono ;)

LGMR
20-08-2011, 23:22
ok mas faço muito exercicio durante o dia e entao os figos o que dizem=?

Erdna
21-08-2011, 14:39
Acho que a fruta tambem não recompensa a noite...a fruta e mais entre as refeições...é a minha opinião claro :)

kanoysta
22-08-2011, 12:13
Boas Erdna.
Assim de repente, sendo a Carnitina apenas um transportador de membrana dos ácidos gordos para dentro da mitocondria, não sei como pode ter esses efeitos todos.
Diferenças de 6% de VO2max entre atletas de elevado nível são aos montes. O VO2max é um bom indicador mas isolado não diz muita coisa.
Só vejo uma forma de eventualmente a toma de carnitina aumentar o VO2max, mas só o VO2max relativo. Ou seja, não pela melhoria real dos mecanismos de consumo, transporte e utilização do oxigénio; mas sim pela eventual perda de peso!
Mas se seguíssemos essa lógica, até uma dieta poderia fazer aumentar o VO2max relativo :D

Erdna
22-08-2011, 14:18
Também acho estranhooo...que achas do estudo, real? apenas comercial?
Ou será que vale a pena um dia um de nós do forum fazer o teste real para ver se alguém nota algo de diferente após 2 semanas...não sei bem o que dizer mais...penso que seja comercial, nunca se sabe, não seii...