PDA

View Full Version : Ciclista condenado por conduzir com 3,32 g/l de álcool



bergbtt
15-03-2010, 21:07
Cantanhede: homem de 52 anos admitiu em tribunal que «tinha bebido uns copos de vinho»


O Tribunal de Cantanhede condenou esta segunda-feira um ciclista a 210 euros de multa e três meses de inibição de condução de veículos motorizados, por conduzir uma bicicleta com uma taxa de 3,32 gramas de álcool por litro de sangue.

O ciclista, de 52 anos de idade, embateu, na noite de 25 de Fevereiro, num veículo ligeiro estacionado na via pública, na vila da Tocha, tendo danificado o espelho retrovisor do automóvel.

Chamada ao local pela proprietária do veículo danificado, a GNR constatou, após ter efectuado o teste do álcool, que o condutor do velocípede, Hélder Oliveira, viajava, na sua bicicleta, pouco depois das 21:00, com 3,32 gramas de álcool por litro de sangue.

O Tribunal de Cantanhede considerou provados os factos de que era acusado o ciclista, carpinteiro desempregado, residente com a mãe naquela vila. Circunstâncias como o arguido não possuir antecedentes criminais, ter confessado o crime e ter-se prontificado, no momento do acidente, a pagar os prejuízos causados no veículo ligeiro em que embateu foram atenuantes consideradas pelo tribunal, que, por isso, aplicou uma pena «próxima dos limites mínimos» previstos na lei.

Embora seguisse na «via pública num velocípede, o arguido não deixou de causar perigo», disse o juiz, sublinhando que o estado de embriaguez em que o ciclista se encontrava, na noite de 25 de Fevereiro, «poderia ter provocado danos maiores».

Reconhecendo que tinha bebido «alguns copos de vinho tinto», durante um encontro de amigos, pouco antes do acidente, Hélder Oliveira disse que, no entanto, só se apercebeu que estava com tão elevada taxa de alcoolemia depois de ter feito o respectivo teste.

O acidente, que ocorreu na rua do Cemitério, na Tocha, sucedeu quando o ciclista estava a cerca de 800 metros de distância de sua casa. Hélder Oliveira faz aquele trajecto frequentemente e, «naquela noite, sabia que tinha bebido», mas «sentia-se normal» e até «perfeitamente bem», confessou.

Além de ficar inibido de conduzir veículos com motor durante três meses e ter de pagar 30 dias de multa, à taxa de sete euros diários, o ciclista tem de pagar as custas judiciais. O arguido já pagou, por outro lado, a reparação dos danos causados no veículo da queixosa, que, segundo disse, à agência Lusa, uma das duas testemunhas ouvidas pelo tribunal, terão «rondado uma centena e meia de euros».


:D:D:D:D:D:D:D:D:D:D:D:D:rotfl::rotfl:

agirão
15-03-2010, 21:26
Amigos!

Sou o António Girão! Estive 18 anos a dar aulas na mesma escola ( Caxarias - um amor antigo! )! este ano, mudei-me para Cantanhede ( uma paixão )!

Sinto-me na obrigação de "defender" este homem! Condeno a embriaguez! Condeno formas de deturpação do pensamento! Condeno formas químicas de felicidade!

Este homem de 52 anos ( tenho 51 ) que vive com a sua mãe, é carpinteiro, deve ser um excelente contabilista e equilibrista, para conseguir gerir e equilibrar a bicicleta e o seu orçamento familiar ( provavelmente ele e a Senhora Sua Mãe ) e chegar ao final dos alongados 31 dias do mês, em cima da bicicleta e ter cêntimos para o pão de Sua Mãe e para o seu vinho ( bíblico..!! )

Este homem foi apanhado por uma entidade..!! A mesma que me apanhou, em Agosto, me chamou bêbado e drogado! Pela razão simples e entendível que estava cansado, sem o meu discernimento habitual, pois tinha acabado de cumprir 1135 quilómetros a pedalar num rolo, na Expofacic, em quatro dias, por uma criança..!! Cansado, exausto..!!

Gozaram comigo..!! Tentaram humilhar-me..!!

Não bebo..!! Não me drogo..!!

Levem o Homem a tribunal, façam-no cumprir as leis do nosso país...mas não o gozem..!!

Quem me apanhou e quem apanhou este homem, que meta a mão na consciência e pergunte: " Foi apanhado por mim..!! Se fosse algum outro meu colega, teria autoridade moral, e ética, para se rir dele..!!??"

Leiam o parágrafo onde digo que não bebo..nem me drogo..!!

Conheço a zona, as circunstâncias e...as pessoas..!!

Não levem a mal o desabafo e peço que não generalizem..!!

Ajudem quem merece e não penalizem o mais fraco..!!

Obrigado, Amigos..!!

sacola
15-03-2010, 21:55
A minha formação não é em Direito nem sou instrutor de condução mas não sei em que base o tribunal lhe aplicou a inibição de condução e a multa.
Obvio que os estragos teria que os pagar, assim como as despesas de tribunal. Quando tirei o código foi-me dito que um condutor de velocipede nunca poderia ser autuado mas nunca se poderia recusar a fazer o teste de alcoolemia.
É verdade que um ciclista sob influência de substancias é um perigo para toda a via pública. E que granda carraspana que o gajo tinha para acusar 3,32:shock::shock:
Eu já andei de bike com grandes "buzanas" principalmente para evitar a multa e numa distância de 8Km e sou o primeiro a admitir a irresponsabilidade que é. Onde o fiz não existe quase nenhum ou nenhum movimento aquela hora. As vezes que o fiz na maior parte delas cai da bike. O estado de adormecimento é tal que só no dia a seguir é que vêm as dores :D:D
Quando se abrem os olhos já se percorreram 100m... e depois só se vê o chão:fpalm: E quando vão com outro colega também de bike as probablidades de "ver" o asfalto de perto duplicam :lol:

Edit
-------
É de referir que à altura dos acontecimentos tinha eu cerca de 18anos e tenho hoje 25 (um pouco mais de maturidade)

TheTraveler
16-03-2010, 01:46
O Tribunal de Cantanhede condenou esta segunda-feira um ciclista a 210 euros de multa e três meses de inibição de condução de veículos motorizados, por conduzir uma bicicleta com uma taxa de 3,32 gramas de álcool por litro de sangue.


Se essa sentença é legalmente correcta e tendo em conta que a lei quando é pra um, é pra todos, o que é que acontece a alguém que seja apanhado e que não tenha carta de condução?...

Não consigo perceber porque é que tiram a carta de veículos motorizados ao homem quando essa carta não tem nada a ver com velocípedes sem motor. Ele até parece que levava bastante combustível, mas motor não devia ter.



Edit
-------
É de referir que à altura dos acontecimentos tinha eu cerca de 18anos e tenho hoje 25 (um pouco mais de maturidade)

Tens a certeza? Vou com 34 e só vejo isto piorar... Ainda ontem no passeio da Quinta do Conde...

RicardoTerminal
16-03-2010, 03:03
Grande equilibrio para quem tinha 3,32, foi uma sorte não cair de uma ponte abaixo!!!! Mas tirarem a carta ao homem... não tem nada a ver... e se não tivesse carta??? Ia preso??!!!

Ridler
16-03-2010, 09:14
Grande confusão que para aqui vai.
Sempre que um condutor pratique uma contra-ordenação que além da sanção pecuniária tenha como sanção acessória inibição de conduzir, esta é aplicada, independentemente do veículo conduzido, se o mesmo não possuir habilitação legal, procede-se à apreensão do veículo, basta ler o Artº 147 do Código da Estrada, apesar de estarmos em presença de um crime e não de uma contra-ordenação, também aqui a legislação é clara, o Tribunal não pode aplicar uma pena e sanção acessórias inferiores à que caberia à contra-ordenação. DURA LEX SED LEX

hmoreno
16-03-2010, 09:51
Qual é mesmo o intuito da criação deste tópico?...
Vai daqui sair algum tipo de partilha de informação ou vivências que mereçam realmente ocupar bytes?

Será que fazer pouco de um homem que cometeu um erro que durante muitos meses o vai assombrar merece mesmo discussão?
Quem de nós não errou já. Quem de nós não teve já episódios porventura bem mais graves e que nos custaram bem menos do que a esse homem, provavelmente pouco letrado, de fracas posses, que talvez agora passe alguma fome porque um dia não mediu sensatamente a dose de medicação a que recorre para apimentar um pouco mais a sua vida menos próspera.
Mostra decência e hombreidade em todas as outras atitudes consequentes descritas.

Não esqueçamos que para muitos de nós um montante de 500€ (estimo que tenha sido talvez o custo aproximado do episódio) serviria imediatamente para trocar uma suspensão, ou um par de rodas... para aquele homem, talvez servisse para se alimentar e à sua mãe durante dois meses...

Coloquemos a mão nas nossas consciências e não tenhamos atitudes tão pouco honradas como fazer chacota da infelicidade de outrém.

É muito fácil (e feio) espezinhar quem já está no chão, mas é preciso ser-se muito homem para dar a mão a quem caiu!

Vejo por aqui neste fórum tantas atitudes bonitas que acabei por sentir-me algo defraudado pela criação deste tópico. Não é isto, ser betetista. Não é isto ser-se Homem.
Quem anda de bicicleta por amor às duas rodas não pode nunca sentir-se superior a quem o faz por necessidade de deslocação.
Quem apoia todos os que da comunidade betetista se magoam ou lesionam num passeio ou provas XPTOs não deve fazer menos por quem tem tal desaire na sua vida diária.

Peço a todos quantos leiam o meu post que não me julguem ou acusem de falsos moralismos. Não pretendi julgar ninguém, mas por favor... sejamos melhores que isto..

oliana
16-03-2010, 12:21
Eu acho que não deixamos de sorrir um pouco com a situação, um pouco anormal. Mas sorrir não é fazer chacota. Todos passamos um dia qualquer por situações embaraçosas que naturalmente têm graça para outros e na altura nada para nós. Talvez um dia mais tarde seja o próprio a contar a sua desventura rir um pouco com outros. Não deixando de respeitar as pessoas. Rir da situação não é rir das pessoas. Há que separar as águas. Eu sorri um pouco com o titulo do tópico. Acho que todos o fizeram. Não me roi a consciência de ter sorrido.
Qualquer um com uma piela faz fracas figuras e sujeita-se a sorrisos. E tambem não é por beber uns copos de vez em quando e uma piela ou duas por ano que nos faz alcoólicos. Ou faz?
Só falta ir buscar a vida toda do homem e fazer uma novela no forum para que possamos todos chorar com o facto dele ter partido um retrovisor com uma bicicleta. E ficamos todos aqui cheios de pena dele roendo de remorsos por termos rido. Acho um pouco exagerado. O homem errou e pronto. E agora paga o arranjo do carro e a multa, como qualquer um faria se fosse apanhado na mesma situação. Tudo o resto são palpites.

agirão
16-03-2010, 14:20
HMoreno!

A Tua observação é de total lucidez cívica! Partilho-a! Muito Obrigado!

Dura Lex Sed Lex! Este chavão, aliás de discutida e discutível interpretação é estranha na sua essência! Seria justa se fosse aplicada por todos, para todos e em todos! Não o é! É deturpada, vilipendiada e esquecida por quem a afirma! É público..!!

Bom..!! Vamos deixar o homem e, quem nunca pecou que atire a primeira pedra!

rm6
16-03-2010, 14:45
Desculpem este off-tópic mas, não nos foram retirados vários direitos, enquanto utilizadores da via publica?
Disseram-me pro exemplo: que nas rotundas deixamos de ter prioridade.
Sei que não tem nada a ver com o tópico, mas poderá a judar a esclarecer alguams duvidas!
Abçs

P.S - Partilho da opinião do user Oliana. Lá pro rirmos da situação não quer dizer que estajamos a rir do Homem.

abçs

Gun_Hugo_Dale
16-03-2010, 19:09
Isto só acontece a quem é "pobre".

Se fosse uma alta entidade da sociedade ou algum jet set (da treta) nada disto acontecia, como era uma humilde pessoa, trabalhadora, ia contente da vida para casa e toma lá...paga e não bufa!!

Só mesmo em Portugal!!

stumpjumper
16-03-2010, 21:09
A quem possa eventualmente interessar, transcrevo dois artigos do Código Penal Português, com a advertência de que a fadiga excessiva poderá ser punida exactamente nos mesmos termos em que o é a condução sob influência de álcool ou de substâncias psicotrópicas:

Artigo 291º
Condução perigosa de veículo rodoviário
1 - Quem conduzir veículo, com ou sem motor, em via pública ou equiparada:
a) Não estando em condições de o fazer com segurança, por se encontrar em estado de embriaguez ou
sob influência de álcool, estupefacientes, substâncias psicotrópicas ou produtos com efeito análogo, ou
por deficiência física ou psíquica ou fadiga excessiva; ou
b) Violando grosseiramente as regras da circulação rodoviária relativas à prioridade, à obrigação de
parar, à ultrapassagem, à mudança de direcção, à passagem de peões, à inversão do sentido de marcha
em auto-estradas ou em estradas fora de povoações, à marcha atrás em auto-estradas ou em estradas
fora de povoações, ao limite de velocidade ou à obrigatoriedade de circular na faixa de rodagem da
direita;
e criar deste modo perigo para a vida ou para a integridade física de outrem, ou para bens patrimoniais
alheios de valor elevado, é punido com pena de prisão até 3 anos ou com pena de multa.
2 - Quem conduzir veículo, com ou sem motor, em via pública ou equiparada e nela realizar
actividades não autorizadas, de natureza desportiva ou análoga, que violem as regras previstas na
alínea b) do número anterior, é punido com pena de prisão até três anos ou com pena de multa.
3 - Se o perigo referido no n.º 1 for criado por negligência, o agente é punido com pena de prisão até
dois anos ou com pena de multa até 240 dias.
4 - Se a conduta referida no nº 1 for praticada por negligência, o agente é punido com pena de prisão
até 1 ano ou com pena de multa até 120 dias.
(Redacção pela Lei nº 59/2007, de 4 de Setembro)

Artigo 69º
Proibição de conduzir veículos com motor
1 - É condenado na proibição de conduzir veículos com motor por um período fixado entre três meses
e três anos quem for punido:
a) Por crime previsto nos artigos 291º ou 292º;
b) Por crime cometido com utilização de veículo e cuja execução tiver sido por este facilitada de forma
relevante; ou
c) Por crime de desobediência cometido mediante recusa de submissão às provas legalmente
estabelecidas para detecção de condução de veículo sob efeito de álcool, estupefacientes, substâncias
psicotrópicas ou produtos com efeito análogo.
2 - A proibição produz efeito a partir do trânsito em julgado da decisão e pode abranger a condução de
veículos com motor de qualquer categoria.
3 - No prazo de 10 dias a contar do trânsito em julgado da sentença, o condenado entrega na secretaria
do tribunal, ou em qualquer posto policial, que remete àquela, o título de condução, se o mesmo não se
encontrar já apreendido no processo.
4 - A secretaria do tribunal comunica a proibição de conduzir à Direcção-Geral de Viação no prazo de
20 dias a contar do trânsito em julgado da sentença, bem como participa ao Ministério Público as
situações de incumprimento do disposto no número anterior.
5 - Tratando-se de título de condução emitido em país estrangeiro com valor internacional, a apreensão
pode ser substituída por anotação naquele título, pela Direcção-Geral de Viação, da proibição
decretada. Se não for viável a anotação, a secretaria, por intermédio da Direcção-Geral de Viação,
comunica a decisão ao organismo competente do país que tiver emitido o título.
6 - Não conta para o prazo da proibição o tempo em que o agente estiver privado da liberdade por força
de medida de coacção processual, pena ou medida de segurança.
7 - Cessa o disposto no nº 1 quando, pelo mesmo facto, tiver lugar a aplicação da cassação ou da
interdição da concessão do título de condução, nos termos dos artigos 101º e 102º.

José Martins
16-03-2010, 21:17
Não vou enveredar por dissertações que tentem acusar ainda mais ou desculpar ainda mais a pessoa em causa.
Mas da minha parca experiência de vida, não acredito que uma pessoa que tivesse passado por esta situação a tenha feito apenas uma vez na vida, com todos os riscos que isso acarreta.

Quem se quiser matar, é livre de o fazer.
Agora imaginem que vão no vosso carro, subitamente uma pessoa qualquer nesta situação vos obriga a fazer uma manobra repentina, que termina com danos de gravidade extrema de um vosso familiar que segue convosco (filhos, esposas/ maridos, pai ou mãe). A vossa opinião seria igualmente de desculpa do pobre homem que tem necessidade de se deslocar de bicicleta?
O meu pai deslocava-se de bicla para trabalhar há muitos anos, mas a diferença é que o fazia sóbrio. A partir daí, cada um assume as suas opções.

Quanto à lei, deveria ser cega, mas todos sabemos que não o é. Mas mesmo assim, não devemos escudar-nos atrás dessa desculpa para branquear as nossas próprias falhas.
Se alguém matar outro alguém e não fôr condenado, isso não me confere o direito de matar outra pessoa e depois dar a desculpa que X fez o mesmo e não foi preso.
É só uma opinião, como tantas outras.

Mokoto
16-03-2010, 22:52
Boas pessoal

Eu penso que isto não se trata de espézinhar este ou aquele cidadão, pois confesso que não conheço os internevientes em causa mas, é preciso ter alguma atenção, ao que se escreve, se o pobre senhor é desempregado ou vive com a mae e passa necessidades ninguém tem absolutamente nada a ver com isso,mas se atropelasse um dos vossos filhos e o manda-se para o hospital em mau estado, ai Jesus o tamanho da cruz que por aqui faziam. Mas não, o desgraçado teve azar espetou-se num carro de uma cidadã, e ainda por cima ia bebado, dois azares já viram!!!!


Agora fazerem disto noticia de telejornal, tambem acho exagero mas enfim é o Pais que temos.

PS: é só um desabafo, não é nada pessoal nem tenho nada contra ninguém.

Abç

Mokoto

otalivan
16-03-2010, 23:01
Concordo com quem diz que aqui não se está a fazer chacota de ninguém. Uma coisa é ler a notícia e achar piada ao acontecimento - p. ex. estou a imaginar que tenho mais de 3 g/dl de alcoolémia e estou a conduzir uma bicla, e não posso deixar de sorrir -, outra é "fazer pouco" de alguém, sinceramente acho que ninguém aqui fez tal coisa.
De resto, as penas a que o homem foi sujeito estão de facto perfeitamente enquadradas na lei. O crime de conduzir com mais de 1,2 g/dl existe efectivamente quer se trate de um veículo com ou sem motor, como diz na lei que entretanto já transcreveram para aqui.

O homem pode ter tido "azar" de ter sido "apanhado", muitos outros fazem isso ou coisas piores e por sorte não apanham a polícia, mas a verdade é que as leis existem por algum motivo, pensem um bocado e imaginem o que não aconteceria neste país se não fosse esta lei em concreto...

Abraços

agirão
16-03-2010, 23:04
Concordo, aceito e encontro justificação para todas as opiniões que todos nós aqui colocámos! Somos gente crescida!

O que me revolta é os falsos moralismos de alguns aplicadores da lei..!! Aplicam-na aos outros, mas não a si..!!

Aqui vão ALGUMAS BOMBAS provocadoras da minha revolta!

Na área onde este homem foi apanhado, é constante o aparecimento de notícias de criminalidade por incúria da autoridade! Vem nos jornais!

Há problemas gritantes de violência infanto-juvenil!

Há prostituição juvenil escandalosa! Veja-se o chamado " Síndrome das Rectas ". Recta da Tocha, Recta de Mira, Recta da Estrada 109..!! Vão lá ver..!! Escandaloso..!!

Há delinquência e incapacidade de orientação de filhos, mais do que é normal!

Há alcoolismo juvenil MUITO PREOCUPANTE..!!

Há agentes da autoridade a tratar " abaixo de cão " cidadãos trabalhadores ( eu ), depois de horas e horas a trabalhar e esses agentes cheios de produtos duvidosos, com músculos duvidosos..!!

Há agentes a deixar entrar no posto policial um homem que MATOU A TIRO A MULHER, DENTRO DE UMA AMBULÂNCIA DOS BOMBEIROS, À PORTA DA GNR e, dentro do posto, mata um agente, com uma arma que trazia no bolso..!! Foi há dois, ou três, meses..!!

Comparado com tudo isto, este homem é pacífico..!!

SÃO BOMBAS, NÃO SÃO..!!?? MAS SÃO VERDADE..!!

Estou lá todos os dias..!!

Necas84
16-03-2010, 23:24
Comparado com tudo isto, este homem é pacífico..!!


Pode ser pacífico, mas não é inimputável.

Isto é como em todas as profissões. Existem bons e maus profissionais. Também existem professores acusados/condenados por pedofilia e não é por isso que podemos generalizar todos os profissionais da categoria.

No entanto nem percebo a sua revolta para com os agentes em causa nesta situação. Pois o seu trabalho foi rigorozamente bem executado. Se não concordam com o código penal revoltem-se com os legisladores e não com que o é OBRIGADO a executar.

É perfeitamente compreensivel que seja condenável a prática de condução sob influência de alcool, independentemente do tipo de veículo. Pois um condutor de bike, alcoalizado e, consequentemente, não cumprindo a regras rodoviária imputáveis a TODOS OS TIPOS DE VEÍCULOS, além de colocar em causa a sua segurança, coloca também a causa a segurança dos demais utentes da via.

È apenas a minha opinião, não pretendendo ferir susceptibilidades.

Abraço.

VirgilioP
16-03-2010, 23:34
Boas
Eu acho que quem andar na estrada deve estrar sobrio :), mas com tantos excessos por ai vão multar um cilclista, isto é para rir.
O que o Cristovão Martins disse que a lei devia ser cega, eu acrescento o mal e termos uma justiça cega.
Boas pedaladas

agirão
17-03-2010, 00:01
Amigo Necas84!

Conheço a inimputabilidade não como fruto de atitudes avulsas, mas consubstanciadas em fundamentos clínicos de psiquiatria! Sou um especialista na matéria!

E, tenho o direito, aliado à legitimidade, de ser um homem livre, no comportamento e, neste caso, na opinião, porque:

1. Nunca me embebedei;

2. Nunca me droguei;

3. NUNCA FUI MULTADO;

4. Tenho uma profissão que ambicionei desde miúdo! Percorri todos os caminhos legais para a obter! Estudei, formei-me civicamente, prestei provas públicas;

5. Alcancei a profissão por concurso público sem "cunhas", sem processos viciados, COM APRESENTAÇÃO DE CERTIFICADOS DE HABILITAÇÕES;

6. Trabalho cumprindo o meu dever de criar cidadãos livres e não criando a imagem do contrário;

7. Não sou subserviente, nem me venderei, por ser livre;

8. Nunca generalizo, por entender serem todas as generalizações abusivas, até esta;

9. Cientificamente, não tomo o todo pela parte, nem o particular pelo geral, por entender serem processos redutores de prova!

10. Enfim, sou livre, num país livre e, por isso, posso afirmar: ÓS PRESSUPOSTOS DA LEI NÃO SÃO APLICADOS A TODA A GENTE POR IGUAL, DESDE A SUA GÉNESE DE APLICAÇÃO! Caso contrário, no estabelecimento prisional militar de Tomar, não estaria muita gente! Parte dela, grande parte, por corrupção!

Reforço o ponto 8! O das generalizações!

Um Abraço!

oliana
17-03-2010, 00:52
Offtópic.
rm6.
Acho que é precisamente nas rotundas que nós ainda temos prioridade. Ou melhor: passámos a ter desde a ultima alteração do código.

De volta. Já afirmei que o é justo que o homem pague por aquilo que fez. Até porque estragou propriedade alheia. Cumpra-se a lei.
Agora inventar, supor, palpitar aquilo que o homem é ou podia fazer no seu estado, é no mínimo rídiculo. Como é inventar que cada vez que pega na bicicleta é para se ir enfrascar na tasca da esquina. Quem sabe se até um avião podia derrubar ou um paquete, afundar. Tenham pena. Não venham com moralismoszinhos. Somos todos muito certinhos por aí na estrada. Todos somos cumpridores das regras? Nada se faz sem por outros em perigo? Eu não sou isto ou aquilo e não faço isto nem aquilo. Mas os outros são tudo aquilo.
Eu só faço mais esta pergunta. Até posso fazer mais. Que tambem servem para mim.

E nós a 150/160 km/h, de carro numa qualquer via? Somos o quê?

Se acontecer alguma coisa, só podemos morrer nós não é? SUPONHO!

O facto de andar-mos impunes sem ser multados não quer dizer que sejamos uns cidadãos cumpridores de todas as regras.

A lei portuguesa (é do estamos a falar) não é cega. Só vê aquilo que quer. Temos exemplos todos os dias.

Tal como as notícias. Quantas televisões noticiaram as mortes de ciclistas na estrada devido a condutores estupidos, distraídos ou alcoolizados?.
Muitos se puseram em fuga.
É assim a vida!

Gun_Hugo_Dale
17-03-2010, 07:25
Boas

Segundo informação de elementos policiais da Divisão de Trânsito de Lisboa, neste caso foi um "ciclista", em vez de ter sido com uma bicicleta podia ter sido com um carro, com um tractor.
A partir do momento em que está presente na lei do Código da Estrada, tem de ser cumprida

Sendo agente da autoridade, não concordo com o que aconteceu, se o condutor da bike embateu na viatura, facultava os seus dados ao condutor da viatura, e resolviam as coisas da melhor maneira possivel, tão simples quanto isso, mas não, quiseram dificultar a vida ao ciclista e teve de ser presente a Tribunal.

Portugal é mesmo assim!!

Antonio73
17-03-2010, 08:29
Amigo Agirão, a avaliar pelo que escreveu o senhor é perfeito, puro, impoluto, está acima de qualquer pessoa, enfim só falta estar no céu........ Gostei especialmente desses recalcamentos contra Agentes da Autoridade e em particular da parte dos musculos (Não sabia que se dava ao trabalho de reparar na musculatura do Polícias) e se ela é provocada por produtos duvidosos ou não. Já agora devia concluir e esclarecer, do alto da sua sabedoria quais os produtos que fala e o porquê da sua ilegalidade. Para concluir, acho que quando é injustiçado (se calhar já foi multado algumas vezes, mas como é lógico não estava em infracção, pois como está acima de tudo o que seja ilegal, imoral etc) devia reclamar, pois existem locais próprios para o fazer. Uma pessoa que se apelida de tão perfeita, não deveria vir falar mal de uma Instituição (da qual fazem parte homens que lhe defendem a pele se necessário e que todos os dias arriscam a sua vida para o servir a si e à população) num fórum de bicicletas.

agirão
17-03-2010, 08:37
É verdade..!!

Por vezes, para se viver com a autoridade é necessário quase tocar a perfeição..!!

Já agora, parece que ofendi quando falei de coisas que não faço..!! Algumas são desvios, não são atitudes comportamentais perfeitas! Não confunda normalidade comportamental com perfeição! A primeira é o alicerce do civismo, é uma obrigação, como deverá saber!

E, não lhe reconheço capacidade académica para falar de recalcamentos! Se quiser discutir isso publicamento, com base científica, estaremos prontos..!!

Acha que eu tento ir para o céu..!!?? Está enganado..!! Iria encontrar lá alguns agentes da autoridade e continuaria o cumprimento da minha pena..!!
Um abraço!

Antonio73
17-03-2010, 08:50
Com essa resposta só vem reforçar a minha opinião que poderá ter alguns recalcamentos que deverá averiguar junto de alguém especializado. Quanto ao resto da resposta so tenho uma coisa a dizer "blá, blá, blá, wiskas saquetas", ou seja fez algumas acusações, mas depois na hora de esclarecer/provar alguma coisa cala-se. É feio falar mal nas costas de outros e depois não ter nada para provar.

agirão
17-03-2010, 09:09
António! Especifique!

Sabe o que é recalcamento? Alguma vez fez formação nesse sentido?

Já me viu discutir fundamentos legais consigo!? Não discuta análise comportamental comigo! Irá sair em desvantagem! Sabe porquê? Eu explico! Eu provo academicamente que o posso fazer! E, o António!?

Não pense que isto não é vulgar! Não se preocupe! Já estou habituado!

E, cuidado! Se é agente da autoridade, como se infere, pelo texto que produz, é muito grave o que está a fazer! ESTÁ A FAZER AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA SEM TER, LEGALMENTE, A POSSIBILIDADE DE O FAZER!

Já agora, conhece o caso, há pouco tempo, numa bomba de gasolina em Lisboa, em que os seus colegas foram fazer o seu trabalho num incidente ( um ligeiro incidente ) e viram um famoso homem de leis sentado no passeio, de garrafa de uísque na mão, a beber, afirmando:"Após o incidente, fiquei deprimido e bebi.."!?

Aceitaram a "depressão" e fizeram o seu trabalho!

Olhe que eu respeito muito a autoridade! Por isso é que não me embebedo, não me drogo e nunca fui multado! Acha que é crime ou recalcamento!?

Tenho grandes amigos na polícia!

Desculpe a nota final! Posso falar de músculos! Já pertenci aos quadros do Ministério da Educação como Professor de Educação Física! Possuo um ginásio há quase vinte anos! Posso falar de recalcamentos, pois sou aluno de um curso de licenciatura/mestrado em psicologia! Como vê, não paro!

Quanto ao homem da bicicleta que foi apanhado com uns gramas a mais, pode crer, é boa pessoa..!! Muito boa pessoa, mesmo..!! Trabalho lá na zona..!! Como vê, não falo de mãos a abanar!

Quando nos encontrarmos, bebemos um copo..!! Pode ser mesmo o António a pagar!

António Girão

cagaréu
17-03-2010, 09:32
Acha que eu tento ir para o céu..!!?? Está enganado..!! Iria encontrar lá alguns agentes da autoridade e continuaria o cumprimento da minha pena..!!

:rotfl::rotfl::rotfl:

rm6
17-03-2010, 09:34
Caramba, tantos galões. :mrgreen:

agirão
17-03-2010, 09:54
Trabalho, amigo..! Trabalho..!

Apenas isso..!!

Tem algo contra..!!?? E, olhe que há mais! Se quiser, para não ocupar aqui espaço, posso enviar-lhe o currícula por MP..!!

Só tenho pena que o homem da Tocha não tenha tido o acidente a alta-velocidade numa das avenidas largas de Lisboa.!! Estaria bem de vida..!!

Vou estudar..! É preciso..!! Até logo..!!

Antonio73
17-03-2010, 10:00
Girão, pode até ter essa formação que diz, mas uma coisa lhe digo, a humildade é tão bonita........ Quanto à minha formação, não vou nem responder pois não tenho de me estar a vangloriar das formações académicas que tenho, aliás existem tantas pessoas que têm muita formação académica e depois falham no resto, nomedamente na educação (mas julgo que o Girão como professor deve saber isso melhor que ninguém). Quanto ao reparar nos músculos, devo dizer-lhe que cada um repara no que quer, agora dizer que são provocados por alguma coisa ilegal é que já acho um exagero.
Por último, se tem muitos amigos na Polícia deveria saber (ainda por cima com tanta formação ) que quando se fala em Polícia e se tem alguma reclamação a fazer, deve-se referir o caso em particular e não generalizar como estava a fazer. Que eu tenha conhecimento existem em todas as classe profissionais pessoas que não dignificam a profissão.
PS: Não tenho qualquer problema em pagar-lhe um copo, ou até dois, aliás até faço gosto, desde que de seguida não vá pedalar.
Cumprimentos

Gun_Hugo_Dale
17-03-2010, 10:07
Quando nos encontrarmos, bebemos um copo..!! Pode ser mesmo o António a pagar!

Qual dos Antónios vai pagar ?? Eu tambem quero, pode ser mesmo um café!!

Girão, essa tua afirmação "Iria encontrar lá agentes da autoridade" apesar de ser verdade, não te fica bem dizer isso, pois tenho lá um colega da Amadora, entre outros, conhecidos do meio em que eu e outros estamos envolvidos!!

O ciclista, da próxima, não pode levar 1garrafão de cada lado!!

agirão
17-03-2010, 10:27
Hugo!

Sabes bem que respeito, colaboro, brinco, defendo e, estou sempre, ou quase, a levar nas orelhas!

Vou contiunuar assim! Reconheço a autoridade, respeito-a, entendo as suas finalidades!

Mas, respeito e respeitarei, sempre, A POBREZA, A NECESSIDADE e AS HUMILHAÇÕES A QUE OS POBRES ESTÃO SUJEITOS, mais do que ninguém!

Já pensei, várias vezes, dedicar-me a mim próprio, ao meu prazer..!!

Posso até dizer que tenho uma paixão na vida, emocional, uma dedicação para toda a minha vida e que tem a ver com a polícia..!! Claro que não o irei afirmar aqui, pois correria o risco de me enviarem MP de cordialidade! Talvez até de desculpas..!!

Vou treinar.!! Mais logo, estudo!

Um abraço, Hugo! E, todos os Hugos, polícias, ou não!

Não me apoquentem..!! Deixem-me continuar a minha cruzada!

Até logo..!!

Gun_Hugo_Dale
17-03-2010, 10:32
Não me apoquentem..!! Deixem-me continuar a minha cruzada!

Continua assim que vais bem!! Bons treinos!!

Já sabes que ficas a dever um café a mim e uma jola ao Oliveira!!

rm6
17-03-2010, 11:03
Bem, agora até a minha alma ficou parva.
Como se diz na giria "preso por ter cão e por não ter".
off-tópic
Dono de um ginásio, hummm, musculos, hummm,
"substâncias ilegais", hummm... imagino que terá por lá alguém que "inchou" de repente...
Se calhar uma aulazita de Ioga, poderia ajudar o amigo, já que sinto uma certa "revoltazita" no seu mundo interior, e quem acaba por levar por tabela são aqueles que até o poderão ajudar, não sei digo eu que não tenho tantos galões, diga-mos assim.

abçs

Já agora se pudesse pagar um copozito também a mim, seria optimo, já que gosto da maneira como debate estes assuntos.
E agora vá, vá lá estudar :mrgreen:

boas pedaladas

agirão
17-03-2010, 12:22
rm6

Espero um dia conhecer-te e irás pensar:" A vida tem coisas giras!"

Vou afirmar-te uma coisa, muito séria: " Nunca julgues, nem tentes dar lições de moral, pois há quem se preocupe com a moral! E, tenho a certeza absoluta que muita gente, muita mesmo, ao ler as Tuas palavras terá ajuizado que cometeste uma gaffe enorme! Eu não sou a pessoa indicada para dizeres isso! Deves estar mais atento!"

Irei mandar-te, por MP, as justificações para o que afirmo!

Só para terminar, posso dizer-te o que muita gente aqui conhece: LEVO A MINHA VIDA EM FUNÇÃO DOS OUTROS, POR AMOR, POR COMPANHEIRISMO, POR DEVOÇÃO E POR DEVER..!!"

Nem quero utilizar outros galões! As pessoas conhecem esses galões!

PODES ACREDITAR QUE ESTÁS COMPLETAMENTE ERRADO SOBRE OS JUÍZOS QUE ME PRETENDES COLAR!! E, ANDAS POUCO INFORMADO!! MUITO POUCO MESMO!!

Se não te importas, vou continuar a minha missão..!! Não sem que antes te diga que a minha profissão exerço-a como Licenciado em Língua Portuguesa e, quando um dia entrares numa aula do Ensino Superior, entrarás como Aluno, eu como Professor, mas podes tratar-me, sempre, nas aulas, por "Tu"..!! É, assim, que fazem os meus alunos!

Um abraço para ti..!! Já percebi que o mereces..!!

rm6
17-03-2010, 12:52
agirão

Não quero nem pretendo colar sejam os juizos que forem, pois cada um tira as suas próprias conclusões. E se me permite faço de algumas suas palavras as minhas também
Nunca julgues, nem tentes dar lições de moral, pois há quem se preocupe com a moral!
Felizmente somos muitos a preocupar com a moral, e como para já também não me conhece, irá ver que também ajuizou errado.
Irá ser um prazer enorme conhecer pessoalmente, alguém como tu, que dá vida e ensina muito neste forum.
Reconheço que posso andar "distraído" pois sou um membro recente neste forum, mas da maneira com que respondes, na minha OPINIÃO, é um pouco "dura", fazendo erradamente com que tomem juizos, que possivelmente estarão errados ou não.
Boa missão,

Um abç

P.S - o copo ainda se mantém, e posso ser eu a pagar :)

agirão
17-03-2010, 14:31
Joaquim!

Um abraço! Irei a Guimarães e beberemos o tal copo!

Tenho um trabalho sobre o livro " Voar em Guimarães "! O sonho de uma criança que conhece a história sobrevoando a lindíssima Cidade-Berço!

Um Abraço, Joaquim e fortes pedaladas! Obrigado pela MP! Obrigado pela mensagem e trabalho que também passas a favor de uma criança ( que eu conheço )! Força, Companheiro!

José Martins
17-03-2010, 17:32
Carissimos,

Como este tópico já leva cerca de duas páginas de matéria :offtopic:, agradeço que fiquem por aqui.
Por acaso, ontem quando escrevi no mesmo, confesso que fiquei com a sensação de que mais tarde ou mais cedo, isto iria acontecer.
Com o mesmo nivel de respeito por todos os intervenientes, sejam os que conheço, sejam aqueles que apenas deste espaço conheçoa sua existência, permitam-me escrever o seguinte:
Seria bem mais produtivo se todos apresentássemos a nossa opinião de uma forma justificada e sustentada. Não é a melhor, mas sim a unica maneira de podermos transmitir aos restantes os nossos pontos de vista, de uma forma entendivel e que fomente um debate são sobre qualquer assunto.
De resto, as valorizações valem o que valem, até porque o que é mais importante para uns, não o será certamente para outros.

Grande abraço e abordem apenas o assunto em titulo, sff.

SilverKid
18-03-2010, 15:54
Tanto o Código da Estrada como o próprio Código Penal preveem coimas/multas para a condução de velocipedes em estado de embriaguez ou outros que muitas vezes não sabemos.
Sabem que conduzir velocipede e falar ao telemovel ou utilizar auscultadores nos 2 ouvidos dá coima?
Sabem que se andamos na estrada temos de cumprir o Código da Estrada e parar nos semáforos à cor Vermelha entre outros?
Pode não ter sido bem tratado e tudo mas atenção que a condução dele em estado de embriaguez, e não bebado, causou ou puderia ter causado danos nao apenas materiais mas fisicos a outrém?
Ponhamos a mão na consciência e pensêmos.
Abraço

Filipe
21-03-2010, 20:36
Toda a gente aqui falou o que quis sobre este assunto, falaram bem e mal da actuaÇÃo da policia/gnr, o senhor foi condenado em tribunal com 210 € de multa…
senhores foi o tribunal (juiz) de catanhede que o condenou, nÃo foi a policia (gnr neste caso), porque ninguem se referiu ao juiz que o condenou (e muito bem na minha opiniÃo).
Como agente da psp ao ler estas coisas fico chateado claro que fico chateado… psp/gnr so tÊm que fazer o trabalho que lhes compete, nÃo foram os agentes que estiveram mal, quem estava na via publica a conduzir um veiculo sob a influencia de alcool?

Mokoto
21-03-2010, 21:49
Toda a gente aqui falou o que quis sobre este assunto, falaram bem e mal da actuaÇÃo da policia/gnr, o senhor foi condenado em tribunal com 210 € de multa…
senhores foi o tribunal (juiz) de catanhede que o condenou, nÃo foi a policia (gnr neste caso), porque ninguem se referiu ao juiz que o condenou (e muito bem na minha opiniÃo).
Como agente da psp ao ler estas coisas fico chateado claro que fico chateado… psp/gnr so tÊm que fazer o trabalho que lhes compete, nÃo foram os agentes que estiveram mal, quem estava na via publica a conduzir um veiculo sob a influencia de alcool?

Eu só não entendo é como é que apesar de conduzir um velocipede isto interfere com a carta de condução, ao que parece o sr. ficou inibido de conduzir, e como é que era se ele não tivesse carta??

glamdj
27-03-2010, 07:07
a minha opinião:
ok, o homem até pode ser humilde e tramaram-no. mas então, e a dona do veiculo ninguem fala? parece-me que ela não deve ter tentado resolver as coisas da melhor maneira. Se a policia foi chamada, tem que fazer o seu trabalho e dar seguimento ao processo e ponto final. outra coisa nao seria de esperar!
Por outro lado o senhor nao foi apanhado com 0,5... nem 1,2 (ja passa a crime)... mas sim com 3,32! reforço: 3,32 !!!!!!!! acho que a maioria das pessoas nao tem noção do efeito dessa quantidade de alcool no sangue!
Como exemplo:
ja tive colegas a sairem de discotecas, muito bebados, mas mesmo muito bebados, e foram apanhados com 1.2 , 1.5, 1.8.... sempre nesta ordem de valores.
agora 3,32???!!!! mesmo que não fosse pela responsabilidade civica, pelo menos pelo sentido de auto preservação, este senhor nunca devia ter pegado na bicicleta (e que nao me venha dizer que se sentia normal) pois podia-se ter magoado muito.
Para que tenham noção, em termos médicos (e em media), o ser humano aos 4 entra em coma alcoolico!
Como diz um amigo meu: agora pensem!

CALIGULA
29-03-2010, 23:04
Sem querer apagar fogos com gasolina, mas porque este tópico morreu com um "gosto agridoce", deixem-me introduzir uma nota de humor e explicar porque é que o homem foi condenado, já que ninguém falou nisso:

"Faltava-lhe na bike a "tabuleta" de transporte de matérias inflamáveis!!!!"

Boa Páscoa para todos e saiam daí esses copos... pague quem pagar!

agirão
29-03-2010, 23:21
Era tão dura a realidade escrita neste post que decidi apagá-la..!!

Terei de aprender a viver com novas realidades, embora isso venha contrariar princípios que adquiri muito cedo..!!

JorgeSantos
29-03-2010, 23:28
Olá. Não sou Agente da Autoridade nem Professor, mas sou "moderador" por aqui, por isso venho pedir um pouco mais de contenção nas intervenções.

Todos tem a sua razão excepto quando não aceitam as opiniões dos outros.

Agradeço a atenção. :)

Josant

agirão
29-03-2010, 23:47
Expliquei ao Josant ( pessoa que considero bastante ), por MP, as razões das minhas observações, fundamentadas! Não me preocupei em aprofundar estas razões, por me serem muito queridas!

Por detrás da notícia que comentamos, há situações que considero muito graves!

Civicamente e humanamente muito graves!

Falo como PAI, como PROFESSOR e como SER HUMANO que nunca se embebedou ( nem foi multado ), ou se drogou..!!

Espero acabar por aqui estes comentários..!!

Um abraço, Josant!

pedromiguelppinto
31-03-2010, 13:09
Concordo com muito do que já aqui foi dito, acho que não vale a pena crucificar o homem, mas penso que nesta situação foi aplicada uma sanção justa. Penso que o mais importante será pensarmos (como já alguém referiu) se em vez de um retrovisor o referido homem tivesse provocado um acidente do qual resultassem feridos (ou algo mais grave) a esta altura este mesmo homem seria um malandro. Imaginem ainda que o/os feridos eram vossos amigos, conhecidos ou familiares (mas penso que nem era preciso serem-no)! Na minha opinião uma das funções das multas é a de fazer pensar duas vezes quando se estiver próximo de voltar a violar a lei. É certo que isto, afecta mais facilmente uma pessoa humilde (para quem 200€ é muito dinheiro) do que alguém bem na vida, que muitas vezes pagam e ainda gozam. Mas pensem que desta forma, provavelmente na próxima vez que o senhor for para pegar na bike depois de ter bebido uns copos vai pensar duas vezes, e quem sabe desta forma ter-se-à evitado outros incidentes. Também sou uma pessoa que gosto de levar as coisas na boa, mas um acidente é um acidente, conduzir alcoolizado e ter um acidente é completamente diferente. Quanto à correcta aplicação da lei, também desconhecia, mas como já por aqui foi publicado, parece ter sido bem aplicada! Quanto à senhora que chamou a autoridade, de facto se fosse eu no seu lugar provavelmente tinha resolvido as coisas a "bem", mas a senhora nunca poderá ser criticada, pois penso que ninguém a conhece e imaginem apenas que no passado esta senhora perdeu algum familiar, amigo ou conhecido num acidente com algum automobilista alcoolizado... Pensem nisto!

José Martins
01-04-2010, 12:48
Pessoalmente, compreendo e aceito as opiniões, que confesso admirar bastante, do professor Girão.
Apesar de nem sempre acontecer por esses motivos, este e outros comportamentos têm por vezes na sua base problemas e verdadeiros dramas sociais.
Todos sabemos de casos de pessoas que vivem verdadeiramente abandonadas e marginalizadas, sem terem sequer alguém que lhes dê um pouco de atenção.

A minha intervenção não visava apontar o dedo à pessoa em causa, mas tão somente tentar salientar que isso não pode servir de desculpa para branquear comportamentos que apenas podem ser imputados a quem os comete e que, muitas vezes, podem resultar em prejuizo para os outros.
Esperemos que o que se passou possa ter um efeito pedagógico sobre o visado e mais ainda sobre todos os conhecedores anónimos do que se passou.

agirão
01-04-2010, 13:54
Ora aqui estão opiniões com clareza e directas!

Concordo!

Talvez eu tenha funcionado com a emoção, pois quem multou este homem ( e bem ) já me crucificou quando eu, morto de cansaço, me dirigia a casa e quiseram fazer crer que eu ia bêbado! Claro que não ia! Nunca o fiz!

E, outras razões (graves) que não importam para aqui, mas que me chocaram!

Se repararmos, na zona de Cantanhede há casos muito graves (sociais), com crianças/adolescentes que se tentam resolver e, são as autoridades que não os fazem acelerar!

Ainda hoje, está na comunicação social mais um caso! Uma criança (7 anos) vítima de violência física e emocional em Cantanhede! Desde Setembro! Numa instituição social! E, parece que ninguém vê! Ou ninguém viu..!!

Isto causa-me pavor!

Sou professor há quase trinta anos e, estando agora a trabalhar nesta zona, vejo o que nunca vi..!! Casos e mais casos incríveis..!!

Era isto que eu pretendia que se visse..!!

E, não se pense que estou a lutar por filhos meus..!! O meu filho tem quase 25 anos..!!

Ainda bem que este tópico voltou à calma!

A todos os intervenientes, envio um Abraço de Paz e de Tranquilidade, nesta época que para muita gente é disso mesmo..!! De Paz..!!

Força, Amigos!

jmgferreira
14-04-2010, 18:35
Isso foi mesmo bronca...
Eu acho que a policia não devia passar multa nem essas coisas. Mas o que acho é muito perigoso e isso tudo pode causar acidentes. Eu penso que passar multas é para veículos motorizados..
Jorge Ferreira

Antonio73
16-04-2010, 07:47
Então fica-te só pelos pensamentos porque de leis já vi que não pescas nada e para não dizeres barbaridades mais vales estares calado

Gun_Hugo_Dale
16-04-2010, 08:12
Boas
Oliveira, Art. 292 do Código Processo Penal ??

jmgferreira, o acidente aconteceu, no que respeita á multa, a policia fez o seu trabalho, imagina que te batem no carro, o condutor não tem carta, tenta fugir, é apanhado, achas que não pode ser multado ??

Neste caso, o sr. teve azar, estava bem disposto e teve de ir a Tribunal..

popocatepetl
02-10-2012, 16:30
Ó agirão, mais modéstia não lhe fazia mal nenhum. Quando escreveu estas suas participações no fórum, o seu nariz deve ter crescido 100 metros! Se pusesse também aqui o seu CV familiar, é que fazia bem. Restam-lhe as boas acções que faz pela comunidade - e que faz muito bem - para o salvar do Inferno da sua consciência. Um bem-haja!

Kumbaiala
19-10-2012, 14:29
Eu guardo com estimação uma multa que recebi uma vez na Dinamarca por estarem duas pessoas na mesma bicicleta e eu não era o que ia a pedalar. Estava simplesmente sentado na bagageira e apanhei com 30Euros de multa! A rapariga que ia a pedalar apanhou outros tantos, mas teve um perdão porque era estudante.

Chaves
19-10-2012, 17:59
Não me parece!! A rapariga foi perdoada porque era "gaja" e tu pagaste porque eras "tuga" e os tugas pagam tudo e não bufam!! he he he

Não me parece que seja motivo para tanto alarido, o homem estragou tem de pagar agora todas esse desenrolar so serve para mostrar que o nosso pais é um atraso de vida no que toca a leis!! Foi apanhado de bicicleta com pinga e é proibido de conduzir veiculos a motor!! prontos ta bem!! se calhar ele nem tem carro nem mota!!

O homem se fosse a pé tambem podia ter partido o espelho do carro!! e assim seria inibido de conduzir com sapatos de biqueira de aço e de oculos graduados!! Bahhhh!

É o país que temos, liga-se a tudo o que é pequeno que é para o que é importante passar despercebido...

Já de carro não seria tão benevolente, se conduz não se bebe!!!

Kumbaiala
23-10-2012, 13:45
A gaja até era espanhola e só apanhámos a multa porque ela tentou fugir do polícia a pedalar (ele ia de mota) e no fim ainda se pôs a barafustar com ele. Na realidade tivemos de pagar na esquadra e não ao polícia e o chefe da polícia mostrou-nos o regulamento no qual um estudante pode ter uma redução até 50%.

Joāo
28-05-2013, 19:30
O que eu achei mesmo piada foi a parte de durante 3 mesês nāo poder conduzir vaiculos METORIZADOS
nou sou do conselho, mas acho que esse tribunal foi do mais estupido que hà, num carro è so meter prego a fundo para partires tudo a tua frente ( e ás vezes virce-versa heheh) mas numa bike.. E nós nem sabes se a condutora estava mesmo estacionada no lugar. certo!